A
Ana Carolina


Fanfics são uma forma poderosa de manifestação cultural. Elas promovem a interação entre fãs, intertextualidade com a obra original e umas com as outras, criatividade. A Iniciativa Fanficadores surgiu no Twitter com o objetivo de usar o poder da fanfic para promover a literatura nacional - desde os clássicos até os novos nomes da fantasia, ficção-científica e YA.


Fanfiction Todo o público.

#projeto #literatura-brasileira #IniciativaFanficadores
Conto
0
547 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Bem vindos à Iniciativa Fanficadores

Havia uma ideia, chamada Iniciativa Fanficadores.

A ideia era reunir um grupo de histórias excepcionais, e ver se elas poderiam se tornar algo mais. Se elas poderiam trabalhar juntas, lutar as batalhas que não podemos vencer sozinhos.

Thanos é uma ameaça do passado. A ameaça do presente é a crise do mercado editorial. Você já deve ter visto: livrarias fechando em sua cidade, eventos sendo cancelados, séries abandonadas pelas editoras antes de serem finalizadas. A maioria de nós não tem poder ou influência para impedir este inimigo que parece inevitável, mas se não pudermos salvar a cena literária do Brasil, vamos fanficá-la.

Fanfictions e fanarts podem parecer manifestações orgânicas do mundo selvagem dos fandoms. E, na verdade, são mesmo. Mas também são uma tremenda força criadora de comunidades literárias: amigos recomendam histórias uns para os outros, interagem com os autores das fanfics, interagem com outros fãs que comentaram as histórias online, fãs-autores trocam ideias e dicas de escrita. Além disso, é uma força expansiva. Quantas vezes não nos interessamos por um livro, série, ou música por causa de uma fanfiction ou de uma fanart? Uma centena de fanfics sobre o mesmo assunto ajudam a trazê-lo e mantê-lo entre os principais tópicos e hashtags de um dado site, dando visibilidade para o original.

Pensando nisso, queremos utilizar o poder bruto das fanfics para voltar as atenções para o que está sendo produzido aqui, no Brasil: obras incríveis que geralmente são trazidas à luz por editoras pequenas e independentes e raramente ganham as vitrines das livrarias ou os principais tópicos de discussão nos fóruns.

Ser fã de uma obra pouco conhecida é difícil: ninguém tem vontade de ler sua fanfic, ninguém reconhece a personagem na sua fanart. Mas isso poderia mudar.

Propomos duas frentes de ação:

Fanfics X: O X representa cross, de crossover. Ao se aproveitar do alcance dos grandes fandoms em crossovers impossíveis e impossivelmente divertidos queremos atrair potterheads, semideuses, naruteiros, trekkers, tributos, dcnautas, marvetes, miraculers, bronies, jojofags, kapopeiros, e todo o resto para conhecer os personagens e mundos maravilhosos da produção nacional, contracenando com ídolos bem estabelecidos.

Fanfics S: O S representa stand alone, ou solo. Essas fanfics centradas em obras únicas vão permitir que novos fãs em potencial explorem teorias e ships e spin-offs e pontos de vista alternativos e universos expandidos da Batalha do Apocalipse, dos Dragões do Éter, da Ordem Vermelha, dos contos da Mafagafo e da Trasgo, da Unifenda, dos mundos afrofuturistas do Fábio Kabral, dos ex-namorados tóxicos do Juan Julian, dos amores plus-size da Larissa Siriani… e muito mais.

Nas duas frentes temos um cantinho especial para os clássicos da literatura nacional: apesar do maior interesse ser a propagação do conteúdo recente de fantasia e ficção científica, sentimos que nossos clássicos também merecem alguma desmistificação. Enquanto clássicos da literatura inglesa ganham todo tipo de releitura — moderna, adolescente, cômica — o único contato do nosso jovem com os livros que deveriam ser as nossas maiores referências literárias ocorre apenas no colegial (e com uma eficácia questionável), então queremos sim ver a sua fanfic da Iracema participando dos Jogos Vorazes, sua versão de Dom Casmurro onde Capitu é uma vampira, e outros spin-offs malucos da literatura nacional que vão fazer o leitor rir, chorar, dar uns gritos de angústia enquanto estiver lendo dentro do transporte público e no final de tudo decidir “talvez eu devesse ler/reler o original para lembrar os detalhes”.

(Uma iniciativa nesse sentido foi feita pela editora Lua de Papel, confira a matéria no Omelete: https://www.omelete.com.br/quadrinhos/autores-transformam-literatura-classica-nacional-em-historias-de-terror-e-sci-fi)

Atender o nosso chamado é muito fácil. É só fazer a sua fanfiction ou sua fanart de alguma obra brasileira, atribuir os créditos à obra original — como todo bom fanficador faz — colocar a #IniciativaFanficadores na descrição, e mandar para o nosso perfil do Twitter (@IFanficadores), para que possamos apresentar sua história ao mundo.

Então peguem seus papéis, canetas e computadores e Avante Fanficadores!

7 de Julho de 2020 às 18:29 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Mais histórias

Silently Silently
Flores da Primavera Flores da Primavera
Simple Human Connection Simple Human Connection