bucetinhadobyun 𝕤𝕞𝕚𝕝𝕖 𝕠𝕟 𝕞𝕪 𝕗𝕒𝕔𝕖 ⁹⁹

Quando Oh Sehun recusa-se a tomar o remédio quando está doente, então Park Chanyeol precisa distraí-lo.


Fanfiction Bandas/Cantores Todo o público.

#fluffy #yaoi #chanhun #exo
Conto
0
742 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Não quero

Sehun pegou uma gripe pesada e não queria comer nada, então Chanyeol decidiu lhe dar um remédio, e quem disse que o Oh queria tomar? Recusou-se de todas as formas e ainda choraminga, dizendo que o maior não o ama como diz por tentar forçá-lo a tomar o que não gosta. Suspirou e acabou se lembrando-se de quando eram crianças, ou pelo menos o Oh.

Flashback on

Chanyeol e Sehun tinham exatos sete anos de diferença, o que queria dizer que quando Chanyeol tinha catorze anos, Sehun tinha sete anos. E por serem vizinhos eram bem próximos, e mesmo com a idade que tinha, Chanyeol parecia ser mais novo e Sehun o mais velho. Sehun era o exemplo de maturidade e Chanyeol de imaturidade, o que tornavam-os fofos e complementares. Mas logo os papéis se invertiam quando o assunto era medicação, Sehun odiava todos os tipos e fazia até mesmo birra para não tomar, e ninguém era capaz de convencê-lo, exceto Chanyeol.

O amigo era muito criativo e era um dos motivos para ter feito tantas músicas e poesias desde criança, ganhou diversos prêmios por isso. Enquanto que Sehun era bom apenas jogando e cantando, até mesmo cantou na igreja a pedido do próprio padre, o pequeno cogitou ser um muitas vezes.

O mais velho estava em casa compondo, quando ouviu a tia Grace o chamar do portão, já imaginando o que era, largou o violão e foi atendê-la. Ela então explicou que o pequeno recusava-se a tomar o remédio para gripe, e até se trancou no quarto. Ele riu baixo e já pensou em uma estratégia de o convencer a tomar, precisaria agir como um adolescente talentoso que era.

O mais novo estava no quarto todo coberto, enrolado como um rocambole nas cobertas e resmungando, quando bateram a porta. Ele ignorou, mas logo a porta foi destrancada e ele olhou assustado para a duplinha, seu irmão mais novo da mesma idade Chanyeol e menor que ele tinha arrombado a fechadura com um hashi! Os dois deram highfive e Baekhyun saiu os deixando sozinhos, mas agora o mais novo estava mais irritado do que antes, já que sentiu que sua privacidade foi violada, invadida, quebrada.

— Hunnie... — chamou manhoso e o mais novo virou o rosto fazendo bico.

— Sai daqui.

— Só quando tomar o remédio.

— NUNCA! — o fuzilou cerrando os dentes.

— Veremos. — semicerrou os olhos sorrindo malicioso, o que deixou o menor levemente assustado.

Chanyeol então contou-lhe uma história fantasiosa, inventada na hora de um protagonista ala matrix tinha que tomar a decisão. Pegou os remédios idênticos e os ofereceu, uma em cada mão, dizendo que ele teria de decidir entre definhar com o remédio podre ou melhorar com o remédio dos Deuses. E ele só o fez depois de terminar a história, queria ter certeza que o convenceria.

— Esse. — apontou para o remédio supostamente dos Deuses e o ingeriu, bebendo a água.

Não levou mais que alguns segundos até ele notar que foi manipulado, e mesmo resmungando não poderia desfazer o que foi feito. Chanyeol riu e bagunçou os fios dele, beijando a testa do mesmo em seguida.

— Sabe que te amo, não sabe? E por isso vim ajudá-lo, mesmo que reclame. — o menor sentiu as bochechas queimando, o amava desde que se conhecia por gente, mas era algo bobo e platônico que ele não sabia explicar. Já o maior apenas o via como um amigo que tinha muito carinho, não imaginava o sentimento do outro.

— Também te amo. — o abraçou apertado deixando o orgulho de lado, a tia Grace e Baekhyun olhando a cena satisfeitos, finalmente o mais novo tomou o remédio.

O maior não foi embora como disse que iria, na verdade ficou até ele pegar no sono horas depois, passou o dia ao lado dele. E acabou ficando doente também, mas diferente do mais novo, tomou o remédio sem problemas. O mais novo o visitou e ficou ao seu lado até que melhorasse, e acabou lhe contando uma história também.

Flashback off

Sehun não caía nas histórias do mais velho como acontecia antigamente, então o Chanyeol precisaria de outra estratégia. Sorriu largamente, era só diluir o remédio entre algumas frutas que ele amava comer e estava tudo certo, mas para isso precisaria distraí-lo.

— Hunnie, quer jogar videogame? — o mais novo fez bico arqueando uma sobrancelha.

— E por que isso agora?

— Porque me deu vontade. — deu de ombros.

— Certo... — foi até o videogame e o ligou, enquanto isso o maior ia para a cozinha preparar o lanchinho.

Voltou em poucos minutos com as pêras cortadas e um suquinho de laranja, o mais novo estava distraído demais para notar qualquer coisa. Os olhos totalmente voltados no Resident Evil 6, o mais velho deixou a bandeja na frente dele e aguardou. Não demorou muito até que ele notasse as pêras e as comesse inocentemente, sem imaginar que neles estava o remédio, bebeu o suco e continuou a jogar.

— Bom garoto. — beijou a bochecha dele após comer tudinho e beber, o mais novo então notou o que tinha acontecido e o fuzilou pausando o jogo.

— VOCÊ ME ENGANOU DE NOVO! — cruzou os braços fazendo bico, o mais velho riu e concordou com a cabeça beijando o bico.

— Único jeito de te fazer tomar o remédio.

— Vai ter que ser criativo da próxima vez...

— Serei. — deu uma piscadela, que derreteu o mais novo que ficou vermelho de vergonha. — Já chegou em que parte?

Jogaram a noite toda, até que o mais velho pegasse no sono, nesse momento o mais novo o colocou na cama e deitou ao lado dele, sem sono mas apaixonado e encantado pelo namorado. Namoravam a três anos, desde que o mais velho descobriu depois de um tempo o que estava começando a sentir pelo amigo. Sehun estava na casa do irmão quando o maior se declarou, Baekhyun já sabia de tudo e foi quem o aconselhou a se confessar. Desde aquele dia ficaram mais próximos do que já eram, mas agora sem medo algum de perderem a amizade por terem se apaixonado um pelo outro. E a idade para eles era só um detalhe, Sehun com vinte e dois atualmente e Chanyeol com vinte e nove, o importante era o que sentiam e não os números.

— Tenho o melhor namorado de todos. — murmurou acariciando os fios do adormecido, com um sorriso bobo nos lábios.

25 de Junho de 2020 às 22:20 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

𝕤𝕞𝕚𝕝𝕖 𝕠𝕟 𝕞𝕪 𝕗𝕒𝕔𝕖 ⁹⁹ Gosto de escrever, ouvir música e apreciar fanarts. ♥

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~