L
Laura Lemos


Ele somente queria me conhecer e navegar em minhas águas tempestuosas, a fim de desvendar meu universo misterioso e imperfeito.


Conto Todo o público.
Conto
3
2.9mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

O Último Canto do Sabiá

Ele estava observando minha correnteza. No topo da árvore de jambo, esperava para pousar em minha superfície, mas algo o impedia. Não conseguia saber se era outro de sua espécie ou somente o medo que tinha de minha liquidez.

Sempre naquele horário, quando o sol alcançava o meio do céu, o sabiá chegava até minhas laterais e soltava um dos cantos mais belos da redondeza. Era forte e singelo, mas tinha sofrimento. Ele admirava as minhas águas, olhava tão profundamente que parecia estar procurando uma alma perdida em minha imensidão e, quando meus moradores o encontravam sem querer, suas asas batiam e seu canto se tornava cada vez mais fervoroso.

Eu queria perguntar o que ele tinha ou o que precisava, mas nossa comunicação era limitada demais. Ou o sabiá cantava para as minhas águas, ou eu fazia um movimento fluído, para lá e para cá.

Comecei cuidadosamente a trazer pequenos presentes para ele. Primeiro, levei uma de minhas mais bonitas preciosidades da lagoa – o pequeno anel de ouro que fora perdido nas profundezas. Talvez, o brilho o animasse de alguma forma, pelo menos era o que eu esperava. Mas quando o sabiá recebera meu presente, ele se aproximou e voou para longe. Fiquei sem reação e decepcionado, tinha de encontrar algo um pouco mais interessante para ele se alegrar.

Então, consegui encontrar um colar de pérolas novamente desaparecido - era reluzente e belo, não tinha como não se encantar. O meu amigo aceitou o presente de forma mais aberta, mas mesmo assim não fizera festa e nem se silenciou, continuava deprimente e reclamava junto a mim com o seu canto.

Até que um dia, quando o sol chegou ao topo do céu, o sabiá se aproximou curioso e estava cada vez mais perto do meu físico transparente. Aquilo me deixara ansioso e com medo também, pela primeira vez tive receio de um ser adentrar em minhas águas. Ele se aproximou vagarosamente e colocou a ponta de sua pata em minha superfície, de modo a sentir um pouco sobre a sensação de me tocar, eu fluí para lá e para cá e em um momento de susto ele bateu as asas e voou rápido demais. Eu me dei conta de que o assustei, mas no dia seguinte mal podia esperar novamente ir ao seu encontro.

Eu descobri o que ele queria. Meu amigo queria me conhecer por completo, navegando em minhas águas sem pensar no amanhã meu medo me corrompia, mas no fundo também queria que ele me conhecesse, poderia enfim lhe mostrar minhas riquezas e ele conseguiria se alegrar sem reclamar dia após dia pedindo a minha ajuda.

Precisei esperar a noite fria e todo o silêncio ao meu redor, estava inquieto com a possibilidade de novamente o ver.

O dia começou. O sol atingiu o seu ponto máximo e o sabiá apareceu, estava acanhado e cauteloso, mas como já era de se esperar, ele se aproximava cada vez mais e finalmente colocava a ponta de sua pata em cima das minhas águas, naquele dia não me mexi como no anterior, somente esperei para que ele pudesse nadar tranquilamente e sem preocupações. De repente, o que era uma ponta se tornou a pata inteira e logo ele colocou a segunda que ficava sempre bem atrás.

O sabiá começou a cantar, mas dessa vez de desespero. Suas asas batiam, mas não o ajudavam sair do lugar. Eu comecei a agitar minhas águas, de modo intenso para tentar ajudá-lo, mas só piorava a situação. Logo percebi que não havia nada que pudesse ser feito.

O pássaro afundou dentro de mim porque tentara desvendar meu universo imperfeito e sua confiança o destruiu. Agora se tornou mais uma de minhas riquezas perdidas e a única coisa que eu conseguia escutar naquele momento era somente o seu pequeno coração parando de bater.

22 de Junho de 2020 às 17:50 6 Denunciar Insira Seguir história
7
Fim

Conheça o autor

Laura Lemos Escrever para mim é a forma que expresso meus sentimentos mais internos, e compartilhá-los com o público torna tudo ainda mais especial. Eu espero que com as minhas histórias você consiga adentrar em um universo repleto de novas experiências e saia um pouco da rotina cansativa do dia a dia.

Comentar algo

Publique!
GR Guilherme Rodrigues
Laura, A senhorita consegue transpassar um sentimento que em mim, permanece inexplicável, seu texto manteve minha atenção em todos os momentos. E a forma em que a senhora transmiti sensações e sentimentos é simplesmente incrível. Gostei muito, ainda mais, posso dizer sem medo de me arrepender... Ameiii
August 30, 2020, 17:32

  • L L Laura Lemos
    Obrigada, Guilherme. Fico muito feliz por ter gostado do conto e entendido a proposta. Um abraço! August 30, 2020, 17:43
Isís Marchetti Isís Marchetti
Olá, Laura, tudo bem? Faço parte do Sistema de Verificação e venho lhe parabenizar pela Verificação da sua história. Eu sempre tive um pouco de difículdade para entender os contos e os segredos por dentro, mas de alguma forma o seu texto fui tão nítido que eu até fiquei surpresa! Eu achei muito interessante a forma que você escolheu retratar as coisas do nosso dia a dia, por exemplo: eu posso ser o mar e alguém que quer ser meu amigo o sabiá e quando esse meu amigo tentar me conhecer melhor, no fim ele vai acabar mergulhando dentro de mim da mesma forma que o pássaro fez no rio. Mas fora as divagações eu no fim fiquei com muita pena do sabiá, pois porque no fim ele próprio acabou se perdendo. A coesão e a estrutura do seu texto estão ótimas, apesar de ser um conto pequeno ele é altamente reflexivo e isso é muito impactante, pois acaba fazendo o leitor se questionar sobre algumas coisas. A narrativa do texto está impressionante e você escreveu de uma forma sigela e detalhada coisas que acabaram deixando o texto mais verossímil ainda. Quanto à ambientação, achei lindo o cenário que você montou para poder expressar parte dos seus sentimentos, olhando para um todo da para ver o quão bonito é. Quanto à gramática, seu texto está muito bem escrito e desenvolvido. E isso só proporcionou uma leitura mais agradável e prazerosa. Eu desejo a você sucesso e tudo de bom em seus projetos. Abraços.
August 25, 2020, 18:03

  • L L Laura Lemos
    Fico muito feliz por ter conseguido passar a mensagem do texto de forma clara. Muito obrigada por sua crítica, estou cada vez mais encantada com essa plataforma. Desejo muito sucesso para você também! Um abraço. August 25, 2020, 18:18
~

Mais histórias

Nannerl Nannerl
Coração Partido Coração Partido
Laço Entre Irmãos Laço Entre Irmãos