bodytipe Ramony

“O que seria a arte se não a representação da mais profunda demonstração da parte profunda do cérebro em que todos os sentimentos estão em constante mudança?” Kiba estava de olho naquele ser artístico desde que o vira, não conseguia tirá-lo de sua cabeça de jeito nenhum, ele se estabeleceu ali de uma forma que seria difícil arrancar. Com coragem mandou mensagem para o artista e agora estava ali parado na porta esperando para ser o modelo de pintura...


LGBT+ Para maiores de 18 apenas.

#lemon #hot #yaoi #kiba #naruto #genre #art #narukiba #kibanaru
0
1.0mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

like a movie

Prestar atenção em aulas nunca foi o forte de Kiba e na faculdade não seria diferente, era alguém mais ligado em fazer e agir do que pensar, tanto que enquanto o professor explicava sobre os diversos músculos que o corpo humano possuía, ele olhava sem preocupação para além da janela,já que estava sentado na ultima cadeira da última fileira, tinha uma visão deleitosa de todo o campus da faculdade, a árvore que tinha ali perto era cheia de ninhos de passarinhos e as demais espécies voavam e piavam seus maravilhosos cantos, flores adornavam todo o caminho de um canto ao outro dos mais variados tipos e cores, era uma mistura de cores que maravilhavam quem via, e forçando a visão pode ver ao vento belos fios loiros voarem junto as demais pétalas que se desprendiam das plantas, uma roupa com um toque vintage e uma bolsa ao lado do corpo, era quem permeava seus pensamentos, continuaria assim se alguém não tivesse jogado uma borracha em si.

— Obrigado Sr. Hidan por chamar a atenção do Sr. Inuzuka, agora ele irá falar todos os músculos que compõem os glúteos, pois para estar aéreo, já deve saber direitinho. — O professor tinha fogo nos olhos e raiva na voz por ter que parar a aula para dar lição em aluno desatento.

E Kiba na verdade sabia todos, fantasiava nas horas vagas em um dia pegar na bunda de quem tanto adornava seus pensamentos e usava isso como um incentivo para que aprendesse cada parte do corpo, assim como os músculos em que talvez tivesse chance de apertar, e ao terminar de falar espantou toda a sala por conhecer minuciosamente cada parte, impressionando até o professor que tossiu e continuou a explicação e dando tempo de Kiba devanear mais ainda, mas o sinal tocou e o loiro não mais estava no campus.

Pegou seu material e saiu em direção ao refeitório para que pudesse comer algo, seu estômago clamava por algo que não fosse saudável, não era errado satisfazer os desejos que o estômago clamava, tinha o corpo em dia com todos os músculos no lugar devidamente definidos e trincados, sendo estudante de educação física sabia como se cuidar. Esperou na fila e mexia no celular enquanto todos eram atendidos e resolveu fuçar nas demais redes sociais, respondeu algumas mensagens, curtiu algumas fotos e por fim começou a jogar para que o tempo passasse e não demorou até ser atendido.

Enquanto procurava uma mesa, rodou os olhos por todo aquele refeitório e viu uma cabeleira loira não tão longe, e com ele vinha outra rosa e outra roxa, viu uma mesa um tanto afastada do trio e correu pra lá, assim podia admirar mais aquele ser do sol. Sentou-se e tomou um pouco do refrigerante pelo canudo enquanto observava o outro gesticular para as duas e rir depois, era visão do paraíso, continuaria espionando se não sentisse alguém lhe socar no braço.

— Você não consegue ficar nenhuma hora sem olhar pra ele, vão achar que você é doente.— A voz era conhecida e Kiba não se assustou nenhum pouco com a aproximação repentina, mas sentiu raiva ao ter seu refrigerante tomado de suas mãos.

— Ele é tão bonito e deve ser admirado como a obra de arte que é. — Apoiou a cabeça na palma da mão. — E devolve meu refrigerante!

— Então hoje elu ta preferindo ser chamado de “ele”. — Soou meio sarcástico, mas tudo que saia da boca de Shikamaru parecia ser sarcástico.

O motivo do comentário era porque o loiro a ser admirado se dizia como Gênero fluido e pelo que ouvia, alguns dias ou semanas eram verdadeiras caixinhas de surpresas, em alguns dias preferia ser chamado de ele e usava roupas masculinas, outros de ela e usava roupas femininas ou então preferia ser chamado de elu e ser neutro, o loiro era como a água e fluia à medida que queria e assim como sua arte, tinha várias facetas que o mesmo dizia gostar de experimentar. Pra alguns era tabu, pra outros normal, para Kiba era perfeito, assim como tudo que o loiro fazia.

— Não me interessa como eu tenho que chamar, apenas queria estar do lado Shika.

— AAAAAA, essa melação barata acaba comigo. — Shikamaru simulou um vômito.— Então por que você não fala pro Naruto?

Naruto era o nome da pessoa loira que permeava todos os pensamentos do moreno.

— Ele parece inalcançável, tão perfeito daquele jeito, não sei se tenho chances. — Continuava a olhar para a mesa e pode ver que os três já se preparavam para sair, e não tardou para o sinal tocar.

— Bom, você nunca vai saber se não tentar. — Shikamaru levantou seguindo direção ao seu prédio.

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Ao tardar as aulas, Kiba arrumou todo seu material em sua bolsa e seguiu para sua casa, o sol ainda estava ao céu iluminando e trazendo ao mesmo tempo um calor agradável que não queimava a pele, caminhava pelas ruas e via o agitamento da cidade, pessoas andando apressadas, carros e mais carros passando, e vários estabelecimentos com diversos clientes apreciando os mais diversos comes e bebes, parou sua caminhada e avistou o seu café favorito, abri um sorriso e foi rapidamente.

Abriu a porta e pôde ouvir o som típico que indicava que mais um cliente havia entrado e foi até o balcão, sentindo o cheiro agradável de doces e salgados, assim como o relaxamento instantâneo que a música que ali tocava trazia, era Lo-Fi.

Sentou-se e fez seu pedido, frappuccino de morango, hoje estava afim de algo doce que relaxasse as borboletas que insistiam em fazer seu estômago ficar tenso, enquanto o atendente se empenhava em fazer seu pedido, rodou todo o estabelecimento e notou uma cabeleira loira bastante comum amarrada em um coque, ele estava virado em sua direção e a qualquer momento que levantasse a cabeça poderia notar o moreno lhe olhando, pode perceber várias tinhas pela mesa em que estava e uma câmera estava posicionada para o caderno que se encontrava no meio, ele estava pintando para seu canal no Youtube, e Kiba era assíduo desse canal e pode notar que ele estava mais uma vez usando aquarela, e modéstia a parte, seus melhores desenhos saiam das aquarelas,mas mesmo assim, tudo que Naruto pintava ou fazia era bom até demais. Enquanto observava com um sorriso no rosto, seu pedido lhe foi entregue e quando olhou mais uma vez, o loiro havia dado uma pausa e tomava o mesmo frappuccino que havia pedido, e ao terminar olhou diretamente para onde o moreno estava, seus olhares se fixaram e Kiba ficou sem ar de repente, estático no lugar, Naruto apenas sorriu e lhe deu um aceno breve, voltando a pintar, e saindo do café, Kiba sentiu o coração querer sair do peito.

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

Passou-se várias semanas e Kiba até que tentava um contato a mais com o loiro do curso de Artes, mas se resumiram a simples sorrisos e acenos breves que deixavam Kiba corado da cabeça aos pés, mas satisfatórios.

Andava pelos corredores conversando com Shikamaru e mais Shino discutindo sobre as provas que estavam a vir, sendo o fim para alguns e uma maravilha para esse trio que não precisava se preocupar por já terem respostas na ponta da língua, enquanto caminhavam, passaram pelo mural e Kiba notou um folheto que lhe chamou a atenção, foi inteiramente feito a mão numa caligrafia invejável e vários desenhos que lembravam mitologia.

“Precisa-se de modelo para pintura”

Uma singela frase mas que continha um grande peso, ao final estava a assinatura de Naruto e seu número.

— Tá aí Kiba sua chance de conhecer Naruto. — Shikamaru botou o braço sobre os ombros do moreno.

— Eu não sei não...— Kiba ainda se sentia meio inseguro.

—Não tem por que amarelar agora, não é Shino?

Shino apenas balançou a cabeça concordando e observando um besouro que estava andando pela parede.

— Até o Shino concordou, é agora ou nunca.

“É agora ou nunca” Aquilo ressoava na mente de Kiba e realmente Shikamaru estava certo, pegou o celular e anotou o número, rapidamente mandando mensagem.

“13:14 p.m [Kibão] : Olá, tô mandando mensagem por causa do folheto, estou interessado em ser o modelo”

— E interessado em você também. — Shikamaru falou no ouvido de Kiba.

— Não enche Shikamaru. — Kiba empurrou o amigo que ria da situação pra longe, até que ouviu a notificação de uma mensagem chegando

“Ele é rápido” Kiba pensou.

“13:15 p.m [Narutoy]: Muito bom, que ótimo que alguém veio rápido, assim posso parar de nervosismo.”

“13:15 p.m [Narutoy] Me encontra no ateliê da faculdade sábado a tarde, já está reservado para mim, qualquer dúvida me chama.”

E ao final mandou a figurinha de um personagem de anime coberto de corações.

— Céus, ele é tão perfeito. — Kiba sentiu o nervosismo se fincar em cada parte de seu corpo.

— Parece que o Kiba tem um encontro com o artista fluido.— Shikamaru falou num ar de graça.

— CALA A BOCA!!!!!

15 de Junho de 2020 às 02:08 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo pity

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!