mafuyuchii Mafuyuchii

Porquê Tsukasa Shishio não podia sentir saudades de Senku Ishigami, como Adão sentia saudades de Eva.


Fanfiction Anime/Mangá Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#one-shot #dr-stone #senku-ishigami #tsukasa-shishio
Conto
0
537 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Adão sentia saudades de Eva.

“Oh my God (oh, God)
She took me to the sky
(Sky, sky, sky)
Oh my God (oh, God)
She showed me all the stars
(Stars, stars, stars)” - Oh my God from G i dle

Neste estranho mundo, Tsukasa conseguia se lembrar de como tudo parecia como se eles estivessem em um lindo paraíso, um paraíso criado por Deus. Não, Tsukasa não era cristão nem nada do tipo, mas obviamente que já tinha escutado a respeito do gênesis nas aulas do ensino médio de religião, da história da criação do mundo segundo o Cristianismo.

Adão e Eva, a serpente, e então eles são expulsos por ambos comerem de um fruto.

Não soube exatamente porque, mas olhar para Senku de vez em quando o fazia se lembrar de como naquele mundo, os dois eram como Adão e Eva. Eles tinham tudo, tinham os melhores frutos, ele poderia ir atrás dos animais para a alimentação dos carboidratos e até mesmo uma casa os dois tinham. Bom, não somente os dois, tinham também a Yuzuriha e o Taiju, os melhores amigos do Senku.

Mas quanto a sentimentos, obviamente que Tsukasa conseguia somente manter seus olhos em Senku Ishigami, seu coração se acelerava por vê-lo toda vez, com aqueles olhos vermelhos sonhadores e a pele intocável, mas que passou a ser tocável no momento que Tsukasa e Senku trocaram um selar em uma noite estrelada.

Tsukasa não conseguia dizer ser Senku era apaixonado por ele, na verdade coisas relacionadas a Senku sempre lhe pareceram um tanto quanto confusas, mas por algum motivo toda vez que eles conversavam, trocavam carícias e faziam amor, era como se Tsukasa fosse para o céu, era como se mostrasse todas as estrelas e o infinito para ele, coisa que ele nunca sentiu antes do mundo virar um lar com pedras humanas e que por alguma ocasião do destino, ou Deus, os dois se encontraram e finalmente Tsukasa estava se sentindo feliz.

Ele não poderia se sentir mais feliz, tendo aquele mundo inteiro somente para si e para o Senku, um mundo onde eles poderiam fazer o que quiser, ninguém nunca os julgaria e sempre teria em seus braços sua amada Eva, Senku Ishigami.

Pelo menos é o que ele achava.

- Senku… o que é isso? - Tsukasa perguntou com os olhos em direção do rapaz menor, ele tinha um líquido em suas mãos, amarelo e com um odor diferente.

- Ah isso? - Perguntou direcionando um sorriso para o moreno que se aproximou dele, olhando o líquido também. - Isso é o que vai curar as pessoas dessa petrificação, assim tudo poderá voltar ao normal.

- Voltar ao normal?

- Sim, a sociedade poderá voltar a ser como antes de toda essa tragédia Tsukasa. - Senku dizia com empolgação na voz, como se estivesse expondo finalmente sua verdade, a coisa mais maravilhosa do mundo e que aquilo finalmente faria as coisas voltarem ao normal.

Como Tsukasa poderia dizer que ele não queria isso? Não, ele não queria que as coisas voltassem a ser como antes. A solidão, o sentimento de impotência de sair da situação que antes estava, as brigas constantes que eram a única coisa que era o seu único sentido de vida, as pessoas deixaram essa ideia em sua cabeça, em sua mente e sempre se aproveitaram dele. Ele não queria aquilo, nunca mais.

Ele não queria comer da maçã envenenada que Senku estava o oferecendo.

Por que não tinha percebido isso antes? Que a serpente sempre esteve ao lado do Senku? A maldita ciência, a ciência que ele tanto ama, e agora Tsukasa conseguia ver como o Ishigami tinha consumido daquela maçã inteira e agora estava agindo como a serpente.

Não, Tsukasa não queria isso.

Diferente de Adão que também provou do fruto, Tsukasa não aceitou da fruta e expulsou Eva do seu paraíso, e resolveu por si mesmo que ele julgaria quem deveria morar ou não, os malvados não teriam direito ao que lhe foi dado de direito, mesmo que precisasse perder sua querida Eva.

E o que aconteceu? Sua Eva morreu.

Senku Ishigami foi morto por suas próprias mãos, as mãos frias de Tsukasa Shishio.

Como será que Senku o julgaria? Medroso por não querer enfrentar as pessoas que o machucaram uma vez? Por não querer que as coisas voltassem a ser como antes e ele precisasse se acomodar naquela vida? Deixou o medo vencer o sentimento amoroso que tinha, e agora não conseguia evitar de sentir saudades de Senku Ishigami, sua Eva.

Não tinha uma noite que não pensasse nele, e não tinha uma noite que ele não tivesse certa esperança por reencontrá-lo um dia… ainda que fosse errado pensar assim, afinal até mesmo seus amigos tinham vindo para seu lado, ele devia superar.

- Tsukasa? - Hyoga chamou, surpreendendo ao moreno que despertou em sua cadeira de pedra, onde ficava grande parte do tempo sentado, atrás de si vinha Gen, com o rosto machucado e em lágrimas.

- Então voltou Gen. - Tsukasa começou a dizer, surpreendendo ao rapaz de roupas roxas e com uma expressão de temor no rosto, talvez fosse tudo fingimento já que ele era um ilusionista que tinha despetrificado e considerou bom para seu grupo, mas… e se estivesse o enganando desde o início? - Temo que tenha notícias depois de passar tanto tempo fora.

- … - O rapaz continuou em silêncio, com o rosto temeroso em direção do Tsukasa que apenas bufou, se levantando de seu assento de pedra para caminhar em direção do meio a meio que estava no chão. Se curvou um pouco, segurando no queixo de Gen e olhando para ele.

- Vai dizer mesmo nada, Asagiri Gen? Acredito que esteja surpreso com algo.

- E-Eu… - O rapaz começou a choramingar. - A-Aquele maldito Senku Ishigami, ele me manteve preso esse tempo todo com seu grupo. Você disse que tinha o matado, mas no fim ele está mais vivo do que nunca.

O que?

Algo em sua mente deu um pane. Ele não sabia dizer se estava feliz por aquele sentimento mínimo de esperança em seu peito estar mais vivo do que nunca ou se estava triste por não conseguir matar ao que lhe impedia de progredir. Os sentimentos confusos de antes voltaram em um baque só.

Não… agora depois de tudo o que ele construiu em meses, de todas as pessoas que tirou da maldição da pedra e que seguiam sua ideologia, das pessoas que teve que matar, ele não podia se deixar ser seduzido novamente por Senku, assim como Adão foi seduzido por Eva e pela maçã.

- Vamos fazer uma guerra.

- O que? - Gen perguntou surpreso, olhando para o moreno que se afastou assim como Hyoga olhou surpreso também para Tsukasa que apenas se sentou em seu trono de forma relaxada.

- Vamos lutar contra o reino da ciência de Senku Ishigami, mas antes quero que vocês dois confiram como anda o desenvolvimento e… destruam tudo, tudo o que puderem. - Tsukasa falou vendo Hyoga apenas concordar e Gen cumprimentou também de forma apressada para logo sair dali.

Tsukasa bufou sozinho naquela caverna, pensando como ele precisava reprimir logo esses sentimentos e matar de vez o Senku Ishigami e aquelas sensações que este lhe causava.

Ele não podia sentir saudade de Senku Ishigami, como Adão sentia saudades de Eva.

27 de Maio de 2020 às 16:14 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Fim

Conheça o autor

Mafuyuchii ❱❱❱ ╰★╮『 ᗰαƒυyυcнii 』 ✰ Escritora e Designer no site Social Spirit, vou começar a postar minhas histórias aqui também :>

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~