inory12 Inory 12

Após um trauma e ser presa por seis anos, Hidan se vê livre finalmente. Mal sabia ela o que a esperava depois de tantos anos e quem é aquela moça bonita nas escadarias de uma empresa multimilionária?


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 18 apenas. © Imagem de Chinro, edição minha.

#KakuHidan #poliamor #kisaita #sasodei #kakuhida #slow-burn #FemKakuzu #FemKakuHida #FemHidan #FemItachi #YaKoNa #YandereHidan #Morte-De-Personagem #Mito-FemKakuzu #Yugito-FemHidan #Hanzo-FemHidan #Tsundade-FemKakuzu
0
632 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Quartas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prólogo.

Os olhares afiados e maliciosos atrás das grades eram nítidos enquanto ela caminhava pelo corredor liso com os punhos presos as algemas geladas sendo escoltada por duas policiais, ela não se importava com nada daquilo e sim para o que estava prestes a acontecer. Uma das policiais abriu a grade maior, dando espaço para a albina passar tranquilamente.

Elas pararam na frente de uma vidraça com um buraco que dava acesso à sala do outro lado.

— Finalmente né Hidan? — Disse a mulher do outro lado, passando uma bandeja branca com alguns objetos dentro enquanto uma das policiais tirava as algemas — Depois de tanto tempo presa.

A albina sorriu, pegando seu rosário que estava dentro da bandeja — Eu sei que vão ficar com saudades de mim.

— E você não nossa.

— Amém. — Ela colocou o rosário, pegando um anel e o acomodou em seu polegar e foi guardando o resto.

— Nem pense em voltar aqui tão cedo Hidan. — Disse uma das policiais.

Hidan soltou uma risada — Eu não prometo nada.

Quando ela terminou, a grade a frente foi aberta e Hidan passou sem problema nenhum e quando o sol atingiu sua pele alva ela se sentiu livre novamente, fazia tanto tempo que estava presa, uns seis anos talvez? Ela não estava contando, então não sabia ao certo. Mas a felicidade que transbordava pelo seu corpo era maravilhoso, soltando uma risada maníaca reprimida.

Ela parou de ri quando escutou uma buzina de um carro que ela não fazia ideia de qual marca era, mas o conhecia muito bem e andou animadamente até ele.

— Eae vadias, — Ela chamou, vendo uma mulher de cabelos curtos e azuis com olhos alaranjados e um homem de longos cabelos loiros dos olhos azuis saindo do carro com um sorriso animado — vamos mostrar que o bonde voltou!

Deidara abraçou Hidan animadamente — Óbvio caramba!

— Vamos logo, antes que o pessoal comece a ligar. — Avisou Konan.

Hidan bateu na bunda de Deidara em direção ao carro que andou até lá sendo seguido por uma Hidan que sorria de forma folgaz.

25 de Maio de 2020 às 02:15 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Capítulo 1 - Ecstasy, Benedictine e Facas.

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 5 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!