Update now! We have a NEW Android app! Download it now in the Google Play Store. En savoir plus.
hedonista Hedonista

– Por diversas vezes pensei como seria beijar seus frios lábios com gosto doce após um sorvete, mas... [joyrene | one shot | +18 pelo yuri]


Fanfiction Groupes/Chanteurs Interdit aux moins de 18 ans.

#kpop #au #irene #redvelvet #joy #sooyoung #joohyun #joyrene
Histoire courte
0
3.5k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Capítulo Único

Terça

– Sooyoung, quem é essa unnie que você volta para casa todos os dias? – Hayong perguntou a sua amiga que parecia estar viajando dentro da sala.

Ela é tão ocupada.

O único momento que temos é à volta para casa.

– Ah, é uma vizinha minha, nós somos amigas. – A garota responde após alguns segundos processando a informação.

– Vocês mal se falam na escola, a única coisa que vejo é vocês voltando para casa juntas. – A outra menina pondera ajeitando uma mecha de seu cabelo castanho atrás da orelha. – Vamos ao shopping no final de semana?

– Eu ainda não pedi aos meus pais. – Sooyong responde se debruçando sobre a cadeira.

Eu queria passar mais tempo com ela.

***

– Hoje, minha amiga perguntou quem era a unnie com quem eu voltava para casa todos os dias. – Sooyoung comenta enquanto continua a andar na rua em direção a sua casa, acompanhada de sua vizinha/amiga/unnie chamada Bae Joo Hyun.

– E o que você respondeu? – Joohyun indaga parando de caminhar e encarando a outra menina.

– O que? – A mais nova pergunta confusa. A rua estava praticamente deserta. A noite caia e a leve brisa fria causava arrepios na menina. – Respondi que somos vizinhas e amigas.

– Hm. – A mais velha responde voltando a andar sendo acompanhada por sua dongseng.

Ela é tão desconfiada.

Sooyoung corre até Joohyun passando um braço ao redor da cintura da mesma. Mesmo com a diferença de alta era confortável andar assim. Sorrindo a mais nova afaga os cabelos negros de sua unnie dando um beijo em sua testa e voltando a andar.

***

Quarta

– Wow, daebak! – Todos os alunos falavam ao ver o ranking de notas da escola. Havia uma pequena confusão para ver a lista que estava na parede perto da recepção.

Ela é tão inteligente.

Sooyoung fala ao ver o nome de sua amada unnie no topo da lista, como sempre.

***

– Parabéns. – Sooyoung sorri segurando a mão da sua amiga para novamente voltarem para casa juntas. – Agora você vai poder descansar mais, certo?

– Eu ainda tenho que estudar para os exames finais. – A mais velha fala seria. – Não vou poder sair com você por um bom tempo.

– Kwenchamna, Kwenchamna. – A garota sorri sem jeito um pouco triste.

Eu queria que ela fosse mais livre.

***

Quinta

– Yah, repolho. – Sooyoung cutuca sua amiga que estava silenciosa até demais mesmo para uma pessoa como ela.

– Hm? – A morena vira-se para a castanha que tem um sorriso no rosto. – Alias não me chame de repolho.

– Esse é seu nome. – A mais nova sorri apertando a mão da outra.

– Tecnicamente não. – Joohyun fala serenamente.

– Amanha vamos à sorveteira? – Sooyoung sorri esperando uma resposta.

– Eu sei de suas intenções. – A mais velha fala com sarcasmo.

– Qual é? Vocês mesma disse que iria ter sabor novo. – A mais nova sorri. – Afinal você é a sobrinha do dono da sorveteria.

A gente sempre toma sorvete nas sextas.

Sexta

– Vamos? – Sooyoung ouve a voz tão conhecida. Bae Joo Hyun.

– Vamos! – Ela responde sorrindo levantando-se da cadeira e pegando sua bolsa para sair da sala de aula.

As duas andavam pelo corredor vazio. Era sempre assim. Elas sempre esperavam todos saírem para evitar o grande tumulto de alunos loucos para sair da escola. Sooyoung como a mais nova esperava calmamente Joohyun guardar todos os seus matérias no armário, para voltarem para casa, sozinhas.

– Certo. – A mais velha fala dando de ombros e voltando a andar, puxando a outra garota pela mão.

Eu amo ela.

As duas garotas voltaram a andar. Silenciosamente dessa vez. O clima estranhamente ficou pesado. Ainda faltavam alguns minutos até a casa das mesmas.

– Você poderá sair comigo nesse final de semana? – Sooyoung respondeu receosa encarando a menina mais baixa que continuava a olhar para rua sem desviar o olhar.

– Eu ainda tenho que estudar para os exames finais. – Joohyun falou calmamente sem olhar para a menina a seu lado.

–Tudo bem. – A mais nova falou tristemente, esperando alguma resposta ou um pedido desculpa de sua amiga, mas ele não veio. Apenas abaixou sua cabeça de leve voltando a andar.

Eu acho que ela me ama também, mas...

Sooyoung sente sua mão se repentinamente solta.

– Joohyun! – Era o pai dela.

A menina de cabelos negros atravessa a rua e vai até seu pai, deixando a mais nova do outro lado a olhar.

– O que ele queria? – A mais alta fala enquanto procura a mão de sua amiga a fim de segura-la, mas sente uma leve pontada de tristeza e raiva ao ver que ela havia colocado as mãos dentro do bolso do casaco.

– Perguntar sobre os exames. – Um leve suspiro escapou da garota que passava a mão em seus cabelos negros. – Além disso, terei que ajudar em casa.

– Você não vai poder estar comigo não é mesmo? – Fala seria parando de andar por um instante.

– É. – Joohyun responde enquanto continua a andar nem mesmo parando.

Ela é tão fria.

Sooyoung sai correndo deixando Joohyun para trás, que logo corre também a perseguindo.

– Yah! – A mais velha grita correndo atrás de sua dongseng fugitiva.

Por ser mais alta a dongseng fugitiva levava bastante vantagem. Correndo em direção a uma construção abandonada que elas passavam em frente todos os dias. Lembrando-se que sempre tivera medo do local, sempre segurando a mão de sua unnie ao passarem de frente.

– Sooyoung? – Joohyun finalmente alcança o local. Ela chamava alto o nome de sua amiga.

O sol já havia se posto, estava praticamente escuro se não fosse um pouco da luz da iluminação da rua que entra no local. Estava difícil enxergar, a mais velha constata a bolsa de sua dongseng no chão, ela deve estar próxima.

– Unnie... – Sooyoung fala ao surpreender Joohyun empresando-a contra a parede.

– Solte-me. – A mais velha afirmou já saindo, mas tem seu corpo prensado pela mais nova. Ela podia sentir a perna direita de Sooyoung entre as suas. A posição era bastante constrangedora.

– Não! – A garota mais alta fala com firmeza, colocando os braços na parede, para ter certeza que ela não fugiria.

– O que você quer? – Joohyun fala irritada tentando sair, mas ela é fraca demais. – As pessoas podem nos ver.

– Então é isso? Você tem medo que eles descubram? – A mais nova falou seria encarando a mais velha, seus rostos estavam muito próximos, ela podia sentir o hálito quente de sua amiga.

– O que? Descobrir o que? – A mais baixa fala nervosa, tentando novamente sair do aperto.

– Que você gosta de mim? – Sooyoung falou, simplesmente falou. Mesmo que ela não tivesse a certeza do que falou, ela simplesmente apostou todas as fichas na sua intuição, mesmo sabendo que podia estar errada, que podia perder tudo.

Joohyun ainda mexeu a boca para falar alguma coisa, mas nada saiu. Ela não tinha como responder, como revidar, afinal era a verdade.

Mesmo estando praticamente escuro, Sooyoung teve a certeza ao ver a boca da morena mexeu mais nada falar. Era verdade, ela estava certa esse tempo todo. Amaldiçoou-se mentalmente por não ter encarado sua amada unnie antes.

– Eu te... - A morena começou a se pronunciar. – Eu te odeio! – A mais velha exclama empurrando sua dongseng a fim de fugir, mas sente seus braços ser agarrado pela garota.

– Mentirosa! – Sooyoung afirma enquanto joga Joohyun novamente na parede, mas desta vez prendendo seus braços para ter certeza que não iria sair. – Você não vai fugir de mim! – A mais alta volta à posição de antes. Mesmo estando escuro, ela podia jurar que a morena estava levemente corada. Seus rostos estavam a poucos centímetros e suas respirações novamente se misturavam.

– Por que está fazendo isso? – A morena fala levemente vermelha de irritação e vergonha.

– Mas é claro que é por que eu gosto de você. – Sooyoung declarou novamente, sem medo. Ela apostou novamente.

O silencio se instalou no local abandonado.

– Então, responda. – A castanha falou soltando os braços da outra garota que agora se mantinha quieta sem sinal nenhum que iria querer fugir. – Você também gosta de mim, certo?

– E-eu... – Pela primeira vez Sooyoung presenciou uma Bae Joo Hyun tímida e receosa, diferente da garota que ela sempre viu. Seria e fria.

Ela é tão fofa.

– Eu já sei. – A castanha sorri segurando o rosto da mais baixa com uma das mãos.

Sooyoung então aproxima seu rosto e beija suavemente a morena que se mantem imóvel. A mais nova começa a movimentar seus lábios levemente sem fazer pressão até sentir sua cintura ser agarrando e se arrepiar ao sentir um toque mais profundo dos lábios macios de Joohyun que correspondia o beijo agora.

Sem pensar a castanha segura à nuca da outra menina puxando os fios negros e aprofundando o beijo, fazendo-o mais intenso e mais apaixonado. Ela podia sentir o quão quente era língua de sua amada unnie, fazendo-a desejar ela mais e mais. Por vezes tinha fantasiado cada toque, cada movimento, e em pensar que agora tudo estava virando realidade sentia o coração acelerar ainda mais.

– Eu sempre... – A castanha pondera fazendo certo drama ao se afastarem após o beijo por conta do ar. – Eu sempre imaginei o gosto de sua boca sempre quando tomávamos sorvetes...

Joohyun apenas manteve-se calada, aquilo era constrangedor demais.

– Por diversas vezes pensei como seria beijar seus frios lábios com gosto doce após um sorvete, mas... – Sooyoung se aproxima novamente da morena, segurando sua nuca para aproximar mais seus rostos. – O gosto dos seus lábios é mais doce do que eu jamais imaginei.

– C-cale a boca! – Joohyun exclama sentindo as maças do rosto esquentar mais ainda.

– Você é mais fofa do que eu pensei. – A mais nova fala beijando a outra garota novamente.

***

– Unnie, ainda vamos tomar sorvete? – Sooyoung pergunta após avistar a sorveteria enquanto elas voltam a andar em direção a suas casas.

– Vamos. – A morena fala dando de ombros, puxando a menina para dentro da bendita sorveteria.

As duas entraram de mãos dadas, dentro da sorveteria que tinha algumas pessoas.

– Wow, eu quero fazer um beijo de menta! – A mais nova exclama um pouco alto recebendo uma tapa no ombro de sua unnie.

– Fala baixo. – Joohyun sussurra para a menina que continua a olhar animadamente os sorvetes.

– Mianhe. – Sooyoung sorri um pouco sem graça, fazendo a morena também sorri.

– Mas... – A mais velha puxa a castanha pelo braço fazendo ficar da mesma altura. – Eu farei o beijo de menta com você. – A morena sussurra sensualmente no ouvido da outra causando um arrepio.

– Então eu vou provar todos os sabores. – A mais nova responde apertando a mão dá outra de leve.

Ela é fria como um sorvete, e eu amo isso.


***


N.A: Olá, obrigado por ler. Isso foi originalmente postado 17/04/2015 no meu perfil no spirit. Tenho outras fics já postadas e no futuro vou postar em outros fandoms então espero que também dê uma olhada.

2 Mai 2020 22:24:55 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
La fin

A propos de l’auteur

Hedonista Escrevo um pouco. Também posto minhas fics nesses sites: SPIRIT: @hedo-nista WATTPAD: @hedo-nista AO3: @hedonista NYAH!:Hedonista ou ID:619293 P.S: Tem certas estórias que só seram postadas no AO3... Qualquer assunto me manda uma DM ou pode me achar no: TWITTER: @wenseulslave

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~