B
Bruna Meireles


As ruas estavam desertas, exceto pelos vários corpos pelo chão, tanto de pessoas inocentes que passeavam com suas famílias momentos antes de toda a desgraça acontecer, como também corpos de mortos vivos. Se sentia enjoado vendo aquela cena, mesmo como vigilante, combatendo pessoas podres e sujas, nunca se sentiu tão mal como naquele momento. Parecia que a cidade estava daquele jeito, acabada, por anos, mas só faziam dois meses desde que tudo aconteceu.


Fanfiction Comics Interdit aux moins de 18 ans.

#terror #batman #JayDick #yaoi
4
3.7mille VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les 30 jours
temps de lecture
AA Partager

Prólogo


Dick já não aguentava mais, nada fazia sentido para si. Como o vírus se espalhou assim e por baixo de seus olhos? Principalmente os de Bruce. Foi tão de repente.


As ruas estavam desertas, exceto pelos vários corpos pelo chão, tanto de pessoas inocentes que passeavam com suas famílias momentos antes de toda a desgraça acontecer, como também corpos de mortos vivos. Se sentia enjoado vendo aquela cena, mesmo como vigilante, combatendo pessoas podres e sujas, nunca se sentiu tão mal como naquele momento. Parecia que a cidade estava daquele jeito, acabada, por anos, mas só faziam dois meses desde que tudo aconteceu.


Dick estava cansado, com fome e desesperado. Ele estava sem seu comunicador há uma semana, havia sido atacado por um grupo de pessoas que queriam roubar sua mochila, no meio da luta uma garota puxou sua bolsa, consequentemente fazendo com que o comunicador caísse e se quebrasse.


Ficava irritado só de lembrar do comunicador. Tentou o consertar, mas não tinha os materiais necessários para isso. Dick estava voltando para Gotham até a casa Wayne para pegar um novo comunicador e entrar em contato com Bruce.


Estava na cidade de Metrópolis investigando pessoas suspeitas de comandar um dos maiores mercados ilegais de drogas de Gotham, o vigilante havia conseguido uma pista crucial, mas então, o vírus começou a se espalhar por toda a cidade. Não havia passado nada sobre no jornal. Foi tudo rápido e sem explicação alguma. Momentos depois de perceber o que estava acontecendo, Dick se comunicou com Bruce, que ainda estava na torre da liga. Wayne pediu para que o Asa Noturna fosse até Gotham atrás de Alfred, falou que ele iria explicar toda a situação. Durante várias semanas se comunicava com o tutor, informando-o sobre os acontecimentos na terra, Bruce estava tentando achar um antídoto junto com os companheiros da liga da justiça.


O vigilante teve que esperar algum tempo para que pudesse finalmente sair da casa que havia alugado para sua estadia, pegou algumas armas que achou necessário e silenciosas para que não chamassem atenção, dois facões e uma adaga. Saiu para seguir até Gotham com apenas mortos vivos andando e se rastejando pelas ruas.


Estava há um bom tempo espreitando pelas ruas para não ser visto, procurando um lugar para ficar antes de anoitecer e acabar ficando ainda mais perigoso. O Sol estava quase a se pôr, e ao perceber, Dick entrou em uma pequena loja de conveniências. Entrou pela porta de trás pondo um dos facões em mãos, olhou para todos os lados na parte de dentro, fazendo o mínimo de som possível para não ser descoberto ou pego, andou pelo pequeno espaço pelas as prateleiras e caixa procurando algum perigo, acabou não encontrando nada além de algumas coisas jogadas no chão, e sangue.


Dick largou sua mochila no chão e empurrou uma prateleira até a porta de trás, caso alguém pudesse entrar no meio da noite, na parte da frente estava completamente fechado pelo portão com um cadeado e uma grade também trancada com um enorme cadeado. Se sentou no chão e tirou uma garrafa de água e o comunicador. Mesmo sabendo que estava a caminho de Gotham, queria a falar com Bruce o quanto antes e saber se havia achado o antídoto.


Ficou horas sentado tentando, de qualquer forma, consertar o comunicador, mas mesmo depois de tentar várias vezes não conseguiu nem progredir. Estava tão cansado, deitou-se usando a mochila como travesseiro e ficou olhando para o teto, não conseguia dormir pelo excesso de pensamentos o assombrando, havia dúvidas e preocupações. Só conseguia ter pensamentos negativos que o deixavam ansioso. Percebeu que não gostava de ficar sozinho, principalmente naquela situação desesperadora.


Ficou algum tempo pensando o quanto a situação estava grave até que começou a se acalmar e acabou por dormir um tempo depois, Dick estava cansado de andar o dia todo se escondendo e tendo o máximo de cuidado possível, acabando por ficar exausto. Mas se quisesse continuar vivo para ajudar no antídotoe descobrir o que estava acontecendo.

21 Février 2020 15:48:36 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
4
À suivre… Nouveau chapitre Tous les 30 jours.

A propos de l’auteur

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~