vladmir_takuya Fxxker people

+O incubus obsessivo com o amor+ (Aviso essa historia contem conteúdo sexual)


Fanfiction Interdit aux moins de 18 ans.

#daddykink #incubus #366 #hentai #songfic #erotico
0
3.8k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

You is my...


As cidades da terra estavam entregas ao máximo ao pecado, a humanidade estava em sua destruição, chamas e mais demônios saciando seus desejos com pessoas imundas. Eu não queria essas imundices, eu só tinha olhos para uma. Um ser tão belo e puro que devia ser meu.


A cada dia que passa essa perseguição não para, minha obsessão é algo que não para, a cada passo,a cada movimento seu eu quero estar com você. Meu desejo é mais forte que tudo.


Irei te perseguir, irei te fazer minha, você é minha obsessão.


-----------------------------------------------------XXX-----------------------------------------------------------


E lá estava eu na calada da noite te observando, eu não consigo me controlar. U

ma noite quero estar com você, abri a janela sem fazer barulho e logo entro em seu quarto e ela estava dormindo. Sua camisola branca obviamente sexy me deixava louco, meus olhos estavam ferozes eu me sentia como um animal prestes a devorar sua pressa.


Subo em sua cama e fico em cima dela, arranco o cobertor com uma certa brutalidade de seu corpo, observo suas curvas e sem pensar vou acariciando seu corpo com minhas mãos no qual tinha enormes garras, ela começa a se mexer então resolvo logo acorda-la.


- Já está na hora de acordar.- digo sussurando em seu ouvido.

-Hum...


Ela começa a se mexer e finalmente abre os olhos


-Vo-Você?.- seu olhar apavorado era algo tão precioso para mim mas não era meu objetivo

-Não olhe para mim assim, você sabe muito bem que eu sou delicado com você.- dou um sorriso malicioso


Sem pensar duas vezes já começo acariciar seu corpo e beijar seu pescoço


-E-Espere...ah!


Ela não iria resistir a mim, pelo menos hoje não.


Começo a acariciar suas pernas e a beija-las, em pequeno tempo eu já estava beijando e mordendo cada uma delas.


-Não espere...ah ah aaah

-Parece que hoje você não está resistindo tanto.- a encaro com um sorriso e seu rosto estava rubro, suas pequenas mãos encolhidas e quase tampando as bochechas, era uma visão extremamente agradável.

-Eu-Eu não posso, por que você insisti tanto?.-ela me perguntou totalmente vermelha

-Por que você quer, está nítido nas reações do seu corpo.-me aproximo um pouco mais do rosto dela.- Eu sei que você deseja tanto quanto eu.


Seus pequenos olhos negros se abriram eles estavam brilhando no meio da escuridão.


-Eu...Eu não sei o que fazer, eu sempre tentei ficar longe disso...e justo um ser como você está querendo tanto isso...- ela disse

-Por que você é minha, nada e nem ninguém vai mudar isso.- acariciou seu rosto

-Agora apenas relaxe...-vou descendo minha mão até sua região intima e começo a acaricia-la.

-Aaaah.- ela gemia baixo mas de uma forma tão doce


Continuei acaricia-la por cima de sua roupa intima por um pequeno tempo, seus gemidos baixos e doceis era tudo o que eu queria e meus olhos estavam fixados nela, em suas reações.


Quando ela menos esperou tirei sua calcinha e adentrei meu dedo, ela gemeu de dor um pouco o que era compreensível já que era notável sua primeira vez e nervosismo. Ela sempre foi minha, eu sempre a vigiei e até a protegia somente para esse momento.


-Relaxe, eu prometo que será gostoso.-eu mexia e adentrava meu dedo cada vez mais e como reação ouvi seus gemidos novamente, coloquei mais um e fui movimentando cada vez mais.


-Aaah aaah aaah


Aquilo tudo me satisfazia de uma forma tão imensa, peguei suas coxas com minhas mãos e abri suas pernas lentamente, posicionei minha boca em sua intimidade e acabei ouvindo palavras da mesma.


-Espera!.-não dei ouvidos e comecei o oral.


Eu fazia de tudo para que ela se sentisse bem, fui adentrando cada vez mais minha língua e lhe dando prazer de todas as formas possíveis, eu escutava os sons que alegavam que ela sentia prazer, era exatamente isso o que eu queria.


-AH!.-ela deu um gemido alto para variar

-Olha só, acho encontrei seu ponto G.- vou acertando e movimentando minha língua naquela parte cada vez mais.


Fiquei assim por mais um tempo e mais uma frase sai de seus lábios.


-O que...ah...é isso?


Em menos de alguns instantes ela teve seu primeiro orgasmo. Eu estava extremamente satisfeito com isso. Larguei suas pernas e fui chegando mais perto de seu rosto e estava acariciando seu corpo com minhas mãos no caminho.


-Isso foi um orgasmo, você gozou.- seu rosto estava mais vermelho que o normal, ela tinha muita vergonha de me encarar.


-Acho que preciso fazer você parar de sentir a vergonha e se soltar um pouco mais.-com uma mão eu acariciava seu rosto e com a outra pego sua mão direita e a coloco em cima da minha calça.


Ela me olhava para minha ereção com os olhos arregalados e aquele toque me fazia tão bem...eu queria mais seus toques..


- Você me faz ficar assim.- eu olhava para ela com um sorriso malicioso e meus olhos estavam fixados nela.-Não precisa ter vergonha, pode passar mais a mão.- ela me olhava assustada e envergonhada mas fez o que pedi.


Seus toques tímidos me exitavam, eu queria mais...muito mais...


Abracei seu corpo e a coloquei em meu colo, sentei sua cintura em cima do meu membro. Ela me olhava extremamente envergonhada enquanto eu a ajeitava e tocava suas pernas.


- Você é muito linda sabia?.-disse olhando a ela

-O-Obrigada...

-Está confortável?.-perguntei

-Sim...

-Certeza?

-Sim eu estou bem...- ela evitava me encarar, apenas olhava seus dedos em meio peito


Comecei a me movimentar em baixo dela e segurar suas pernas, eu sentia sua intimidade na minha, aquilo era uma sensação ótima mas precisava de um pouco mais de impulso da parte dela.


-Olhe para mim.-disse mas ela não havia feito o que pedi

-Olhe para mim enquanto isso não é uma ordem.- ela aos poucos ela foi levantando seu rosto


Eu observava cada traço dela, suas bochechas, sua boca, mas o que eu mais amava era seus olhos. Seus olhos negros que brilhavam ao luar avermelhado.


-Você agora fará tudo o que eu digo, mas não se preocupe não será nada sem seu consentimento.- falava enquanto acariciava seu rosto


Comecei a desabotar minha calça e em menos de alguns estantes eu já estava completamente nu, ela olhava para mim com sua timidez mas eu notava o quanto ela estava admirada com meu corpo, era bem esculpido e forte mas não de uma maneira exagerada. Me coloquei de joelhos na cama e fiz ela se sentar e ficar abaixada de frente com minha intimidade que era razoavelmente grande e estava ereto.


-Chupe

-O que?!.- ela disse de uma forma assustada e estava me encarando com medo

-Não precisa ter medo não vai te machucar.-eu estava acariciando seu cabelo até que agarro levemente sua nuca.- Apenas finja que é um doce.

-Eu não posso, não vou conseguir!

-Vai sim apenas faça com cuidado.- fui aproximando sua cabeça do meu membro


Logo aos poucos fui sentindo sua língua em meu membro, ela lambia devagar de baixo para cima, mesmo com sua timidez em alguns minutos fui sentindo seu toque se intensificar, peguei uma de suas mãos e a coloquei em meu membro para facilitar para ela. Eu acabei segurando seu cabelo com as duas mãos de uma forma suave e comecei a ditar os movimentar os movimentos. A cada toque seu me fazia delirar, ela era tão submissa a mim de uma forma tão inocente e fofa.


Eu gemia de uma forma abafada, realmente tudo era muito bom até que finalmente...


-Hum...-meu esperma já estava completamente em sua boca e a vi engolindo

-Desculpe, não resisti.-confesso que dei uma pequena risada com a situação

-Tudo bem...-ela me encarava com um sorriso fechado, sua boca estava um pouco suja

-E o que achou?.-eu estava limpando sua boca com meus dedos

-Bom é...é doce...-ela respondeu

-Ótimo.


Depois que a respondi segurei seus pulsos e a deitei na cama, voltei a ficar na primeira posição, eu olhei seu corpo que parecia um lobo olhando um pedaço de carne fresca, a única parte que eu havia ainda não visto era seus seios. Logo sem pensa rasguei sua linda camisola.


-NÃO!.-ela sem pensar duas vezes cobre seus seios com os braços

-Ah vamos deixa eu ver.- tentei tirar seus braços de cima da visão que eu queria

-Não eu tenho vergonha

-Você vai ter que perder a vergonha uma hora

-Mas, mas, mas


A calei com um beijo longo, no beijo eu sentia seus músculos relaxaram aproveitei isso e tirei seus braços da frente, comecei a descer beijos por sua bochecha, pescoço, deixando marcas de leves mordidas, descendo mais um pouco finalmente cheguei aos seios eles eram fartos e de um tamanho agradável, comecei a morde-los delicadamente e lambe-los, com um pouco mais de tempo comecei a chupa-los.


-Aaaah aaaah.-seus gemidos ecoavam no quarto


Eu confesso que adorei brincar com seus seios, os movimenta fazendo ela se sentir mais confortável. Todo aquele prazer era exitante e fofo ao mesmo tempo. Mas já estava na hora do que eu mais queria.


Sem ela perceber abri suas pernas e já fui me posicionando.


-Espera por favor!.-ela disse em um tom meio que...desesperado?

-O que foi minha princesa?.-respondi

-Vai...com calma essa é minha primeira vez...


Me coloquei em cima dela novamente e lhe dei um beijo mas diferente do outro esse era um pouco mais quente, nossas línguas se encontravam, era uma dança de experiências.


-Vai doer não é?.-ela estava me olhando com um olhar choroso

-Talvez mas esteja relaxada que não irá doer tanto


Ela continuava pensativa e medrosa


-Você confia em mim?.-eu disse e ela passou a olhar atentamente para mim

-Sim....-ela me deu um sorriso

-Então relaxe e confie em mim


Novamente nos beijamos, pela primeira eu não queria que uma pessoa sentisse dor. Eu queria que ela estivesse bem, que ela sentisse prazer em mim. Comecei a adentra-la com calma, eu conseguia ouvir seus gemidos de dor então esperei um pouco até ela se acostumar com o começo. Quando vi que ela estava um pouco melhor, coloquei o resto com toda calma possível. Eu já estava dentro dela, era apertado e quente.


-Doi...-ela já estava com os olhos lacrimejando

-Eu só continuo quando você se sentir bem.


Ela me abraçou e nossos corpos estavam juntos de uma forma tão preciosa, era quente, seu corpo era quente, suas mãos já estavam em minhas costas me apertando. Alguns pequenos minutos se passaram e ela começou a me encarar, eu já sabia o que ela estava tentando dizer.

Comecei a movimentar dentro dela, eu sentia seu cheiro, nossos corpos se chocando, aquela sensação de prazer derrotou a dor.


Em meio a aquela imundice que chamam de humanidade eu encontrei a pureza e estamos em uma perfeita dança de luz e escuridão...


Meus movimentos aceleravam eu não tinha mais o controle de mim mesmo, seus gemidos preenchiam aquele quarto escuro iluminado apenas pelo luar vermelho, eu a queria, eu a amava? Era um amor louco? Não sei e mesmo se eu soubesse eu não ligo, tudo está perfeito e delicioso. Eu já sentia meu clímax por perto e acredito que ela também.


E foi por mais uns movimentos que chegamos aos nossos limites juntos, sai de dentro dela e deitamos juntos debaixo das cobertas. Ela era um anjo isso eu não podia negar.


-Hayato...-ela pela primeira vez fala meu nome e me chama a atenção

-Sim Mei?!

-Eu te amo...


Aquelas palavras me pegaram de surpresa mas me eram tão agradáveis.


-Também te amo.- lhe dou um beijo


Aos poucos Mei caiu no sono e acabou adormecendo.


-Bom...parece que esse pobre anjo pertence agora a um demônio.


---------------------------XXX----------------------------------


Tempos depois levei meu anjo para o submundo, ninguém que se rende a um incubo acha que vai para o céu certo? Estávamos entrando agora no "nosso quarto" daquele imenso castelo. Mei logo de cara ficou impressionada com aquilo.


-Nossa que casa grande! e esse quarto é lindo.-seus olhos brilhavam

-Sim e é tudo nosso agora, tudo o que é meu é seu.-respondi a abraçando por trás.

-Estou feliz de estar aqui com você.-ela disse

-Eu também.-respondi


Minha obsessão se tornou meu único e verdadeiro amor.

31 Décembre 2019 02:31:33 0 Rapport Incorporer 0
La fin

A propos de l’auteur

Fxxker people I just falling star... +Novo nome de usuário @Vladmir_Takuya+

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~