u15772142371577214237 Caroline Horácio

Kyung-Mi é uma advogada inteligente e meiga que mora em Los Angeles,Kyung-MI sempre foi dedicada ao trabalho e sempre gostou do que faz até que ao retornar para casa encontra sua irmã no chão e descobriu que ela tentou se suicidar. Para entender o por que de sua irmã tentar se suicidar ela procura respostas e descobre que sua irmã estava apaixonada pelo empresário Marcos Rogers por isso da tentativa de suicídio. O CEO também estava prestes a se casar levando a entender tudo. Ambos acabam se conhecendo melhor fazendo Kyung-Mi lutar pelos sentimentos que estava sentindo pelo CEO, os dois vão mergulhar num sentimento de amor mais obstáculos vão impedir esse casal de ficar juntos. Será que os dois vão conseguir lutar e continuar com esse amor ?


Romance Interdit aux moins de 18 ans.

#unidos #suicídio #segredos #romance #jisoo #idol #hot #drama #ciumes #chefe #brigas #blink #blackpink #advogada #ceo #paixão #amor
0
3.7k VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les 10 jours
temps de lecture
AA Partager

Capítulo 1

Kyung-Mi

A luz do sol invade meu rosto, resmungo ao perceber que o sol já está em ação, abro meus olhos aos pouco e vejo uma grande janela que possuía no hotel que estava hospedada.

Estava em Nova York a trabalho fui chamada para resolver um caso para defender um gerente de uma empresa que foi suspeito de desvio de dinheiro, no final das contar ele não tinha nada a ver com os desvios e fiquei vitoriosa com o resultado,fiquei no máximo uma semana resolvendo esse caso e hoje meus dias de ficar em Nova York acaba hoje.

Hoje também era o dia dos namorados e sinceramente falando não é mais do meu interesse esse tipo de comemoração por que? Bom já faz três meses que me separei do meu ex marido e confesso que só de lembrar me dá vontade de chorar, nosso relacionamento não era mais o mesmo parece que quando casamos as coisas mudam é como se eles se arrependesse das escolhas feitas.

Eu e Augusto conhecemos quando comecei a morar em Los Angeles, estava em uma cafeteria quando sem querer ele derruba café em min, naquele momento fiquei um pouco nervosa pois pensava comigo "pronto agora ficou bonito como iria trabalhar " mais diferente de qualquer homem ele pediu desculpas insistentemente pra min e foi assim que tudo começou, troca de olhares , todas as vezes que esbarra anos na cafeteria e assim vai.

FlashBacks

Estava frio na cidade de Los Angeles, tinha acabado de fazer uma pausa para o café então resolvi ir a uma cafeteria mais perto da onde eu trabalho.

Não demorou muito para achar a cafeteria era bonito o estabelecimento, tinha uma grande faixada com o nome da cafeteria, tinha varias cadeiras do lado de fora e dentro também sem contar que era bem grande.

Resolvo adentrar ao local, já dentro do local sinto meu celular vibrar entre meu sobretudo, retiro meu celular e recebo uma mensagem de minha irmã , respondo ela rápido mais em seguida sinto alguém me esbarrar e sinto um líquido quente todo jogado em minha roupa que estava extremamente quente.

- Desculpe eu não vi você. - ele diz todo atrapalhado.

- Então está cego deveria ter me visto aqui!! -digo indignada.

- Perdão moça posso fazer algo por você. - ele diz se aproximando de min e tentando limpa a bagunça feita por ele.

- Não tem o que fazer nada olha só pra min estou toda ensopada de café! - digo apontando pra min.

Em seguida nossos olhos se encontraram e tudo parou ao redor da gente, tudo estava lento para gente, por algum momento minha raiva e indignação foi embora e fiquei toda encantada pelo seu jeito.

Dava para ver melhor como ele era, tinha olhos azuis claros como a cor da água cristalina, seus cabelos loiros estava em um corte moderno pra trás, seu sorriso era lindo, ele era grande e enorme e confesso que qualquer um que arrumasse briga com ele não sairia ileso, seus músculos eram enormes constando que malhava, eu como uma Coreana que nasceu na Coréia Do Sul sempre me acostumava com a fisionomia de um homem coreano que não chegava aos pés daquele homem que estava em minha frente.

Ele se aproxima mais de min e leva suas mãos até em minha boca me fazendo ter arrepios, ele passa seu polegar em volta dos meus lábios fazendo eu fechar os olhos e sentir aquilo, ele tira suas mãos de min me fazendo abrir meus olhos.

***

Desde aquele dia tudo estava mudando pra min e não só eu como Augusto também, ele me chamava pra sair e conhecíamos mais um do outro, até que meses se passou eu ele me pediu em namoro que não pensei duas vezes e aceitei.

Nossas vidas estava de boa , não tinha nada de brigas e nem discussões a gente sempre conversava quando algo estava de errado entre ambos mais nada de brigas.

1 ano de namoro e ele resolveu me pedir em casamento em um restaurante cheio de pessoas confesso que fiquei vermelha na hora mais disse sim , as pessoas que estavam no local aplaudiam com a atitude de Augusto.

2 meses a gente se casou e juntamos nossa união, prometemos não deixar um ao outro e ser fiel entre ambos, mais acho que a palavra fiel para Augusto passou bem longe e como.

1 ano e 5 meses de casados e tinha descobrido que ele andava saindo com mulheres nos bares da grande Los Angeles, tive que tirar a limpo essa história e não acreditava mesmo no que estava vendo.

Em uma noite resolvi procurar Augusto que não atendia minhas ligações e nem mensagens até que achei ele em um bar com amigos e o pior com uma mulher sentada em seu colo, aproximei mais do local e quando ele tinha percebido o que estava vendo já era tarde demais para ele explicar.

FlashBack

Augusto me viu paralisada ao ver aquilo como pode ele deixar uma mulher sentada em seu colo e ainda acariciando ela.

Me viro para ir embora, começo a chorar pois não esperava isso dele.

Ouço os passos largos de Augusto vindo até a min.

- Kyung espera por favor, deixa explicar.... Amor. - antes dele me segurar dou um tapa em seu rosto.

- Como você é um cara de pau, como pode fazer isso comigo, você é um nojento eu não quero mais saber de nada, a única coisa que quero é que você pega suas coisas e vá embora!!- digo cuspindo as palavras pra fora.

Viro outra vez e ando como se eu tivesse sem rumo algum, choro e grito de raiva pois ele me fez de palhaça a vida toda e olha só no que deu.

***

Saio dos meus pensamentos e lembranças e fico deitada na cama, fico olhando para o teto e tirar todos aqueles pensamento da minha cabeça, mais foi tudo em vão tudo começou a se embaralhar em minha cabeça, fecho meus olhos e acabo soltando uma lágrima coloco tudo pra fora e choro com as lembranças, "Malditas lembranças" as vezes desejava não ter entrado naquela cafeteria e nem ter conhecido o Augusto.

24 Décembre 2019 19:19:40 0 Rapport Incorporer 0
Lire le chapitre suivant Capítulo 2

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~

Comment se passe votre lecture?

Il reste encore 7 chapitres restants de cette histoire.
Pour continuer votre lecture, veuillez vous connecter ou créer un compte. Gratuit!