Countdown to The Authors' Cup 2020. Sign up now for chance to win prizes!. En savoir plus.
moypiestch Moyses Piestch

Um garoto de 11 anos é deixado no meio da floresta pela sua mãe. Depois de passar alguns minutos andando ele encontra uma velha coruja que acaba virando sua amiga, o que ele não sabe é que a floresta é uma das únicas da Terra que possui um ponto de contato com outro universo.


Fantaisie Tout public. © Todos os diretos reservados.

#rpg #medieval #fantasia #sci-fi #ficção-científica #aventura #378 #floresta #melancolia
1
185 VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les 15 jours
temps de lecture
AA Partager

Prólogo - A Coruja E Seu Menino

Esse sou eu. Pequeno, mirradinho, sem ninguém para me ajudar e perdido no meio da floresta. Ah! Me esqueci de checar! Vocês não podem ver em imagens o que estou pensando. Bom, como isto é um livro que estou a escrever, vocês todos precisam ter a descrição mais completa do que está acontecendo. Todos sabemos que crianças perdidas em florestas e lugares escuros estão completamente condenadas. Afinal, elas ainda dependem dos pais, do seu carinho e do seu colo. Entretanto, este menino que estão a deslumbrar (na realidade só eu estou, mas logo pintarei com meus verbos e artigos tal cena) não passa de uma criatura pífia que um dia se perdeu. Ele se sente muito sozinho, por isso, acabou por encontrar uma coruja amigável que o segue por todo lugar. Estranho, não? Este tipo de bicho não costuma agir assim, mas acho que os animais em certos aspectos podem ser até mais evoluídos que nós humanos. Quem teria tamanha empatia com um estranho? Quem demonstraria tanto amor em uma situação de tanta vulnerabilidade? O fato aqui é que os dois haviam se identificado; o sentimento de solidão havia sido compartilhado.

Bom, chega de escrúpulos, vou direto a nossa floresta escura, fria e sombria. Mesmo sendo desse jeito, ela não passava de uma floresta comum, mas já era muito nociva para nosso menino. Ah! Me esqueci de dizer seu nome: Paulo. Ele estava lá faziam algumas horas e ele possuía, em tempo, uma distância do seu nascimento até o dia da floresta de cerca de 11 anos de idade, chorando e se lamentando porque seus pais o haviam abandonado naquele lugar lúgubre. Para alegria de todos, não ventava, mas apenas um leve sereno caía sobre a relva e sobre todos que passavam por aquela clareira. Foi aí, que de repente, um pássaro passou sobrevoando na penumbra da noite. Já não basta ser traído pelo seus pais! Agora ele seria comido por abutres no lugar de sua perdição! Estendendo as mão para se defender, o garoto deu um grito com muito medo, indicando para que aquele ser da noite parasse imediatamente, mas ele não deu ouvidos, pousando em seu ombro, a coruja lhe dava bicadinhas como se o abraçasse. O menino, por sua vez, em resposta aquele gesto de consolo, passou a mão sobre a cabeça da ave. Foi naquele instante que uma amizade havia surgido, e os dois, em gestos de amor, se ajudariam naquele mundo hostil.


25 Février 2020 17:18:08 1 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
2
Lire le chapitre suivant Os Primeiros Passos Fazem Toda A Diferença

Commentez quelque chose

Publier!
Isís Marchetti Isís Marchetti
Olá, tudo bem? Faço parte do Sistema de Verificação e venho lhe parabenizar pela Verificação da sua história. Eu particularmente amo histórias com enredos assim! Peter-pan, Once Upon a Time, Alice no País das Maravilhas, entre muitas outras histórias. Escrever sobre universos palalelos, ou até mesmo buracos e dimensões diferentes é um desafio muito grande e eu fiquei muito surpresa quando vi que era essa temática que você iria abordar. Eu tenho que dizer que tenho altas expectativas sobre seu texto. A coesão e a estrutura da sua história, estão muito boas. Você escolheu escrever uma narrativa de forma descontraída e isso deixou um toque sutil de "história sendo contada por uma criança" essa forma de narrativa só deixou seu texto mais verossímil ainda. Quanto a sinopse ela está bem construída e deixa o leitor curioso por saber quais aventuras Paulo teria com sua nova amiga. Os diálogos também estão bem fundamentados e bem desenvolvido e isso é um agrado enorme. Quanto ao seu personagem principal, é difícil dizer sobre sua personalidade, ainda mais que ele é uma criança e está em constante evolução. Eu fiquei realmente incomodada com o fato de sua própria mãe tê-lo abandonado, eu como mãe jamais conseguiria fazer algo assim, mas entendo que esse não é o ponto alto da história, mas não deu para passar despercebido. Quanto a ambientação, a floresta em si não parece ter nada de "mágico" mas acredito que com o desenrolar da história muitas coisas estão por vir, coisas a mais do que um macaco falante. Quanto à gramática, você escreve muito bem e desenvolveu esse texto com facilidade e a leitura flui sem problema algum. Apesar disso, encontrei dois apontamentos que gostaria de mostrar em: "pedras que estavas na superfície" em vez de "estavam" e "ficar de vigia gia até o próximo dia chegar" eu acredito que o "gia" está a mais nessa frase. Esse segundo apontamento você vai encontrá-lo no segundo capítulo publicado da história. Apesar disso, não são erros que interferem no texto ou na leitura em si, então você é livre para consertá-los se quiser. Eu desejo a você sucesso com essa história e tudo de bom! Abraços.
August 14, 2020, 17:09
~

Comment se passe votre lecture?

Il reste encore 3 chapitres restants de cette histoire.
Pour continuer votre lecture, veuillez vous connecter ou créer un compte. Gratuit!

Histoires en lien