S
Soranto Davilla


Em um mundo de fantasia, havia um rei que governava acima de todos os reis, mas ele morreu e não deixou filhos. Então os 7 deuses desse mundo selecionam 7 futuros reis e fazem uns disputarem com os outros pelo direito ao trono.


Fantaisie Médiévale Tout public.

#fantasia #magia #poesia #Automação
1
3.5k VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les 15 jours
temps de lecture
AA Partager

A Lenda das 7 Marcas

Meus caros ouvintes podem se aproximar.

E abram bem o ouvido.

Pois, hoje eu quero contar.

Uma história de um tempo antigo.


Uma história do começo do tempo.

Onde os 7 deuses nasceram.

Depois de verem o mundo vazio.

Eles se reuniram.


Tau, o orgulhoso Deus do Sol e do Céu.

Sae, a invejosa Deusa da Lua e do Mar.

Die, o guloso Deus da Noite e do Breu.

Zio, a gananciosa Deusa do Dia e do Lar.


Kuo, o furioso Deus da Guerra e do Ódio.

Gua, a luxuriosa Deusa da União e do Amor.

Ian, o preguiçoso Deus da Conhecimento e do Vazio.

Que juntos criaram o plano precursor.


Assim foi criado.

O Dia e a Noite.

O Presente e o Passado.

A Vida e a Morte.


Todo esse mundo.

Tão grande.

Tão profundo.

Tão verde.


De toda a criação.

Destaca-se o ser humano.

O povo elfo e anão.

Sem esquecer o grande povo dragão soberano.


Mas, algo aconteceu.

Que os deuses não puderam prever.

O terrível caos apareceu.

E as bases do mundo começaram a tremer.


Se esse mal conseguir prevalecer.

O mundo irá desaparecer.

Mas os deuses não aceitam somente ver.

E planejam como vencer.


Para o caos controlar.

Seus poderes aos mortais irão emprestar.

7 guerreiros com poder além do imaginar.

Puderam o caos acalmar.


Foi a paz novamente reinar.

Que os guerreiros começaram a disputar.

Para saber que iria reinar.

Chegaram quase ao ponto de entre si lutar.


A Humana Invejosa dizia:

-Não posso aceitar!

-Alguém acima de mim se exaltar.

-E minha luz ainda mais ofuscar.


O Anão Guloso dizia:

-Se não for eu a reinar.

-Se outro tomar meu lugar.

-Comida para mim suficiente para mim não sobrará.


A Elfa gananciosa dizia:

-Do meu trono jamais abdicaria.

-Toda essa riqueza não dividiria.

-E por menos, eu mataria.


O Humano furioso dizia:

-Vamos encerrar essa maldita partilha.

-Pois essa terra é toda minha.

-Quem quiser me enfrentar, venha.


A Anã luxuriosa dizia:

-Deixem de brabejos.

-A resposta é tão simples que solto bocejos.

-Eu, pois posso realizar todos os vossos desejos.


O Elfo preguiçoso dizia:

-Uns querem reinar de forma brutal.

-Outros somente por motivo passional.

-Mas somente eu sou justo e imparcial.


Os chamados heróis por isso discutiram.

Eles levaram um tempão.

E não perceberam.

Que seu capitão estava fora da estava fora da discussão.


Todo se calam com a chegada do humano orgulhoso.

Que com seu olhar firme e vigoroso.

Pacifica até o mais furioso.

Com a calma que ele carrega temos um vitorioso.


Esse aquele que reinou sobre todos os reinos.

Com seu punho de ferro.

Que conteve o caos por centenas de anos.

Até hoje, o dia de seu enterro.



2 Juin 2019 02:50:59 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
2
Lire le chapitre suivant Pelo direito ao trono

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~

Comment se passe votre lecture?

Il reste encore 1 chapitres restants de cette histoire.
Pour continuer votre lecture, veuillez vous connecter ou créer un compte. Gratuit!