Three is better than two Suivre l’histoire

the_sweet_trash Bia Schulz

"E bem, quem iria querer namorar um cara esquisito como eu, quer dizer, quem em sã consciência iria querer namorar alguém que pode fazer tentáculos saírem de suas costas, hein? Me diga! " Marshall tem uma quedinha por seu melhor amigo, Gumball, só que ele não poderia tentar nada, já que o menino chiclete namora Finn, que vive magoando e machucando os sentimentos de seu pequeno, será que Gumball não poderia perceber que o cara certo para ele está bem ao lado dele?


Fanfiction Dessins animés Interdit aux moins de 18 ans.

#tentáculos #bl #boyslove #lemon #yaoi #ménage #threesome #3some #hora-de-aventura
Histoire courte
2
4.4k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Capitúlo Único


Pov’s Marshall


Lá estava eu, andando calmamente pelo pátio da escola, quando vejo uma cabeleira rosa correr em minha direção e pular em cima de mim, me derrubando no chão com o ser em cima de mim. O dono dos cabelos anormalmente rosas é um de meus melhores amigos, Gumball, eu meio que tenho uma “quedinha” por ele, mas, ele namora o meu outro melhor amigo, Finn e, por isso, eu desisti de tentar conquistar Gumball, afinal, ele NUNCA percebeu que eu amo ele.


E bem, quem iria querer namorar um cara esquisito como eu, quer dizer, quem em sã consciência iria querer namorar alguém que pode fazer tentáculos saírem de suas costas, hein? Me diga! Voltei à realidade quando senti meu ombro ficando molhado e olhei em direção ao ser que ainda estava deitado em mim, falando:


-O que Finn fez dessa vez, Gum?- Sim, eu já sabia que Finn  tinha feito alguma coisa, pois o Gumball NUNCA chora, ele está sempre animado e sorrindo mas, nas poucas vezes que seu rosto alegre é substituído por um choroso é por que seu namorado idiota fez algo que o magoou MUITO!


-Ele me falou que não vai me assumir por que seria vergonhoso.- Deixe-me explicar a situação, Finn é capitão do time de futebol da escola e, com isso, é o cara mais popular da escola, tendo assim, uma reputação a zelar e, admitir para a escola INTEIRA que é gay, não iria ajudar a manter sua imagem de macho alfa da escola, mas, Gumball não gosta de namorar escondido!


Levantei e arrastei Gumball até a sala do zelador, onde eram guardados todos os produtos de limpeza, depois de algumas horas, Gumball finalmente adormeceu em meu ombro e, como já era hora do intervalo, Finn me mandou uma mensagem perguntando por nós e, depois de respondê-lo, me acomodei melhor e adormeci também.


Acordei com Finn chacoalhando meu braço e me chamando para irmos embora, levantei meio que a contra gosto e acompanhei-o até o carro de seu pai, que estava parado na frente da escola, notei que Gumball estava dentro dele com cara de bunda. Acenei para ele e fui andando até minha casa e, chegando lá, subi para meu quarto e cai na minha cama, adormecendo novamente e, só acordei horas mais tarde com meu celular tocando e, quando fui ver, era uma mensagem de Gumball me mandando ir até a casa de Finn e eu, como bom amigo que sou, obedeci na hora.


----- //Quebra-Tempo//------


Assim que toquei a campainha da casa de Finn, Gumball abriu a porta e começou a me puxar por entre os inúmeros corredores que existem na casa de Finn, até chegarmos em uma porta diferente das demais e, o quarto por trás daquela porta era estranhos, não tinha nenhum móvel a não ser uma barra de ferro que ia do teto até o chão no meio do quarto e, amarrado a ele, estava Finn. Ele estava algemado e com um pano amarrado na boca e olhava para mim como quem pede ajuda, mas, eu estava mais preocupado olhando para Gumball como se ele tivesse enlouquecido de vez.


Pov’s Gumball


Eu já estou cansado do jeito que Finn me trata, está na hora de me vingar dele e, ninguém melhor para me ajudar com isso do que nosso melhor amigo e objeto de ciúmes de Finn, Marshall Lee.


Meu plano é simples: fazer Finn sentir ciúmes de mim, transando com Marshall, na sua frente, enquanto ele não pode fazer nada para atrapalhar e, assim que contei o plano para Marshall, ele parecia horrorizado, mas, com um pouco de minha carinha de cachorro que caiu da mudança, ele aceitou fazer parte do plano de me vingar de Finn e, por fim, começamos nosso show.


Pov’s Finn


Eu não fazia ideia do que estava acontecendo, mas, assim que Marshall e Gumball terminaram de conversar, meu namorado se jogou para cima de Marshall e o beijou e, pelo o que pude ver, ambos queriam esse beijo.


Depois de cinco longos e torturantes minutos sendo obrigado a ver meu namorado beijando meu melhor amigo, eles se separam e Marshall leva seus lábios até o pescoço de Gumball e este, por sua vez, geme de prazer, me fazendo desejar sair dali apenas para bater em meu “amigo” que tinha a coragem de mexer com o namorado do capitão do time de futebol da escola, ele estava mesmo pedindo para morrer, só podia!


Pov’s Marshal

l

Eu tinha consciência de que aquilo era loucura e que, no fim, Finn e Gumball iriam se perdoar e eu seria o único que sairia magoado desse história, de novo, mas, por mais que minha mente implorasse para que eu pare, eu não conseguia desgrudar meus lábios dos de Gumball, parecia que ele tinha mel na boca dele, por que minha língua era atraída pelo gosto doce que ele tinha.


Meus chupões e lambidas em seu pescoço o faziam se contorcer e gemer e, conforme nossas roupas eram tiradas, mais viciado eu ficava em seu corpo. Nossos corpos já estavam com uma fina camada de suor e, cada vez mais, o quarto ficava mais quente; cada vez que eu olhava na direção de Finn, que ainda estava amarrado no poste, ele estava mais e mais corado.


Em certo momento, para causar ainda mais gemidos em Gumball, eu deixei que meus tentáculos saíssem e, enquanto um fodia sua boca, outro o masturbava e outro preparava seu ânus para me receber, e eu passava minha língua em todos os cantos possíveis de seu corpo doce e suado.


-Ahn.. Marshall isso,continua assim. Ahn!- Gumball gemia e gritava enquanto um de meus tentáculos preparava seu interior para caber meu membro. Quando ele me pareceu preparado o suficiente, retirei meu tentáculo de sua entrada e o substitui por meu membro, virei-o de costas pra mim e o prensei na parede.


De repente, sinto mãos passearem por meu corpo e, quando me virei para ver, é Finn, que tinha conseguido se soltar e agora, ao contrário do que imaginei que iria fazer, estava passando as mãos por meu corpo, com uma evidente ereção em sua calça, demonstrando todo o tesão que sentia e, para acabar com ele, Finn tira seu membro para fora da calça e, sem me preparar, me penetra com tudo, me fazendo gemer e penetrar ainda mais fundo em Gumball, que também gemeu.


Conforme Finn mexia seu quadril para frente e para trás, me penetrando, mais fundo ele me fazia ir em Gumball, que estava praticamente berrando com o prazer que estava sentindo, mas, Finn para seus movimentos em meu interior para sussurrar em meu ouvido a ideia de fazermos uma dupla penetração, aceitei na hora e me deitei no chão, com Gumball em cima de mim, com nossos rostos colados, beijei seus lábios e peguei em seu membro enquanto via Finn se aproximar de nós e penetrar Gumball sem o mínimo de cuidado, fazendo com que este soltasse minha boca para gritar um palavrão para Finn.


Pov’s Autora


Gumball se sentia como se estivesse sendo partido ao meio, lágrimas rolavam de seus olhos e, conforme elas caiam, Marshall as pegava com os lábios, assim que Gumball se acostumou com o ENORME volume dentro de si, ele mandou Finn começar a se mover e, quando ele fez isso, os gemidos dos três se misturaram como se fosse uma competição de quem gemia mais alto, por que aquilo era muito bom. A sensação de ter os dois membros se apertando para caber em sua pequena cavidade e a sensação de ter um membro prensado contra o outro, era inacreditável.


Finn foi aumentando a velocidade e, em pouco tempo, o ritmo da penetração era enlouquecedor, nenhum dos três possuía a capacidade de formar pensamentos lógicos, eles apenas conseguiam pensar em buscar mais daquele prazer que estavam sentindo. O primeiro a gozar foi Gumball e, logo depois, Marshall e Finn gozam ao mesmo tempo, depois de terem seus membros apertados ainda mais dentro da cavidade de Gumball, após se recuperarem do orgasmo, os três se separam e deitam, um ao lado do outro no chão do quarto.


-Nós temos que repetir isso.- Diz Gumball, adormecendo logo em seguida, segurando a mão dos dois, de seu namorado e de seu melhor amigo.


“É”, concordaram os outros dois, trocando um olhar cheio de segundas, terceiras e quartas intenções, logo adormecendo também.

31 Octobre 2018 21:23:18 0 Rapport Incorporer 1
La fin

A propos de l’auteur

Bia Schulz Olá, sou a ThaliaLalooth do SpiritFanfiction, tenho quase 20 anos e escrevo fanfics desde 2012, assim como leio fanfics à 8 anos, então posso dizer que sou uma senhora nesse meio haha. Fiz parte do ChanBaekWishes por 1 ano e confesso que foi a melhor experiência da minha vida dentro dessa vida louca que é escrever fanfics. Podemos dizer que sou bem lerda para escrever e postar minhas fics, mas prometo que vira e mexe vou aparecer por aqui para postar minhas old fics lá do SS.

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~