Sobre tempestades e nunca se deixar partir Suivre l’histoire

.$l+ow* Kim Golden

Então, esse é um adeus à chuva: um adeus às tuas dores, um adeus a mim mesmo. Porque eu sempre fui o vapor que te faz gotejar


Fanfiction Tout public.

#Drama #Kai #EXO
Histoire courte
4
6.7k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Mormaço

Eu dei um adeus à chuva pela janela. Senti suas lágrimas escorrendo pela minha tez, e, ainda que ela não estivesse realmente lá, a vi dançando de forma dramática, sabe? Arrastando a sujeira dessa vida tão deplorável sob a sola de seus coturnos gastos e encharcados.

E eu a vi, também, inspirando pessoas por onde passava. Presenciei seus maiores espetáculos e suas piores cachoeiras. As mais prostradas quedas d'água. Porque, mesmo estando sobre os problemas momentaneamente, ela passava mais tempo sob eles. Como se perdesse o controle sempre que chocava-se em algo.

Admito que nunca sentirei falta desse frio que ela trazia, e nem dos cigarros que insistiu em apagar. Muito menos, dessa falta de mormaço que tinha e do preenchimento que sempre procurou em mim, um alguém tão vazio quanto o espaçamento entre uma gota e outra. E eu nunca fui uma dessas pessoas que deleita-se ao se molhar.

Dei um adeus; não aos sentimentos nutridos, ou à saudade por antecedência. Mas a uma parte de mim mesmo, que resolveu não encontrar mais o caminho além da garoa inconsistente. À parte de mim mesmo que ama, ainda que meio à anarquia diária. Àquela parte que aprendeu a construir moradia nas tempestades e na fina camada de gelo que encobre cada centímetro. Porque tudo o que ela sempre fez foi amar o nevoeiro, e sustentar-se de migalhas.

Tu me fez temer os teus trovões, Kai. Me fez hipotérmico. E tudo isso em meio a essa tempestade que chegou sem data prevista 'pra acabar. Eu nunca conseguiria ser suficiente 'pra abrigar tudo isso e, ainda que doa e que eu já sinta meu coração esfriando um pouquinho, sei que você vai achar esse lar em outro alguém. Em outros braços, em outras moradas. E você nunca o faria comigo aqui, preso às rochas nas margens do rio que tu formou. Você nunca me deixaria partir se sorrisse 'pra mim todas as vezes em que eu tentasse ir.

Então, esse é um adeus à chuva: um adeus às tuas dores, um adeus a mim mesmo. Porque eu sempre fui o vapor que te faz gotejar.

26 Février 2018 03:42:59 0 Rapport Incorporer 2
La fin

A propos de l’auteur

Kim Golden Pra cima de muá? Jamé, mané.

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~