alexisrodrigues Alexis Rodrigues

Ela me deixa sem fôlego a cada toque, cada beijo. Mas será que ela só quer se divertir? O que ela espera de mim? Essa garota me deixou toda confusa, fez eu questionar tudo que eu achava que sabia sobre mim mesma.



#13 Dan Histoire courte Déconseillé aux moins de 13 ans.

#romance #songfic #wlw #sáfico
Histoire courte
18
6.5mille VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Essa Garota Me Deixou Toda Confusa

Dizer que ela tinha causado certo estrago na minha cabeça era o mínimo.

Não era bem um estrago, claro, mas pra ilustrar bem a situação, era como se eu fosse fogo se apagando e ela fosse a gasolina que alguém tinha lançado sobre mim.

Os especialistas dizem que a paixão em si não dura mais que dois anos entre um casal, e que depois disso é amor.

Mas e quando você continua apaixonada pela mesma mulher, com quem nunca teve oportunidade de se envolver, depois de sete anos? Não é mais só paixão e não pode ser chamado de amor por causa de algumas ‘‘regras’’ de senso comum, então o que é?

O engraçado era que eu nem me lembrava de como tinha conhecido ela. Internet, claro, mas de onde? Eu não conseguia me lembrar, só sabia que ela estava na minha vida desde que eu comecei a ter uma.

Sete anos atrás tinha muita coisa rolando. Início de faculdade, primeiro trabalho… Primeiro relacionamento de verdade.

As pessoas dizem que é impossível se apaixonar por mais de uma pessoa ao mesmo tempo, e que se você se apaixona por uma segunda pessoa é porque nunca gostou de verdade da primeira.

Claramente são pessoas que nunca ouviram falar de poliamor.

Eu sempre tive uma infeliz facilidade de me apaixonar por várias pessoas ao mesmo tempo, e me apaixonar rápida e intensamente - era uma praga, continua sendo.

E ela, bem…

Ela sempre esteve aqui. Paixões vieram e se foram, um casamento de sete anos se acabou, mas eu continuei apaixonada por ela, esperando, ansiando, rezando para que um dia tivesse a chance de a conhecer de fato, de poder dizer a ela o que sentia.

Porque na minha cabeça eu nunca tive chance.

Ela era - e sempre foi - um mulherão, do tipo de pessoa que traz sua própria energia por onde passa. Na minha cabeça eu sabia que não tinha a menor chance de ela me querer de volta…

… E ela queria…?

E quando de repente me dei conta de que ela estava de verdade ao meu lado, na minha cama, me perguntei se estava sonhando, se era um delírio. Era bom demais pra ser verdade, era mais do que eu merecia.

Tê-la tão perto, sentir o cheiro de sua pele - perfume e cigarro mesclados - e dos caracóis azuis em sua cabeça, me deixa com as pernas bambas, suando frio. Sentir seus lábios pequenos e delicados, que eu preciso me conter para não morder com força demais, os olhos castanhos me encarando de volta como duas joias brilhantes adornando seu rosto bronzeado de boneca…

Ela me deixa sem fôlego a cada toque, cada beijo.

Mas será que ela só quer se divertir? O que ela espera de mim?

Essa garota me deixou toda confusa, fez eu questionar tudo que eu achava que sabia sobre mim mesma. 27 anos e eu não sei mais o que eu sou, ou quem eu sou, e obviamente não é tarefa dela me dar essas respostas, mas quando eu olho em seus olhos eu me pego pensando nas coisas que eu não sou e gostaria de ser.

Com ela, por ela.

O que eu faço com todos esses arco-íris e pó de estrela que estou segurando no meu peito toda vez que olho pra ela?

Posso contar nos dedos as vezes em que pude vê-la, e ainda assim, sempre que a vejo, borboletas dançam no meu estômago, minhas pernas ficam moles, e eu nunca sei o que fazer por medo de desagradá-la.

‘‘Vamos devagar’’, ela diz, porque claramente eu sou uma emocionada, ‘‘Vamos deixar rolar e ver no que vai dar’’. No que dependesse de mim, já teria largado tudo para ir até ela e começar do zero em um lugar onde eu não precisasse ficar com medo de ser agredida por ela me beijar em público.

Não sei como dizer a ela que amo demonstrações públicas e espontâneas de afeto, mas que tenho medo de algo ruim acontecer com a gente.

Não sei o que fazer para tê-la ao meu lado, não sei como fazê-la entender o que tem na minha cabeça e as coisas que eu quero dizer.

Minha cabeça é um caos, é uma gritaria diária com direito à uma rádio 24h. Eu nunca estou em silêncio, exceto quando ela está por perto, mas não quero que ela pense que a quero como muleta. Sei que preciso melhorar.

Mas é abuso da minha parte querer mais do que isso? É egoísmo querer mais que uma amizade colorida e encontros semi-furtivos que mal me dão tempo para aproveitar com ela? Será que estou querendo demais muito rápido ou ela apenas…

Não me quer de volta?

Eu a tenho por perto, mas quero mais.

Quero acordar ao lado dela, lhe preparar o café da manhã, cuidar dela com todo o carinho que tenho…

Quero ser mais que uma amiga.

30 Janvier 2023 02:20 4 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
14
La fin

A propos de l’auteur

Alexis Rodrigues no fim do dia, eu só tô tentando sobreviver. para os perdidos de plantão, a ordem de leitura das fanfics de universo interligado (Supernatural, Twilight, Sons of Anarchy, Sandman) é a seguinte: Wayward, Winds of Fortune, Don't Stop The Devil, Bad Company, Hell's Bells, Crucified, Bad Moon Rising. tem referências a uma personagem em Venom of Venus e futuramente talvez em Chosen.

Commentez quelque chose

Publier!
Raissa Amarantes Raissa Amarantes
Meta de vida: ter um amor assim. 🥰 Parabéns! Eu amei!
April 11, 2024, 00:05
Fabiano Ventura Fabiano Ventura
Toda paixão por mais insana é válida, é para a vida experiência única, aqui mostrada com ternura. Lindamente contado por um dos escritores que nunca me decepicionam!!
March 11, 2024, 09:35
Felipe Costa Felipe Costa
Linda historia todos nos sobrevivemos
December 13, 2023, 22:32
Giovanni Turim Giovanni Turim
"Quero acordar ao lado dela, lhe preparar o café da manhã", sei como é isso. Ótimo conto, fluxo de pensamentos: um disparate todo como toda paixão.
January 30, 2023, 03:09
~