Histoire courte
0
1.9mille VUES
En cours
temps de lecture
AA Partager

Os antenados

Sabe este casal moderno tudo e no zap. na internet no face.

Assim era a vida de Gui. Leoa Fred. e Manu.

Viviam na mesma casa, todos os dias se viam e so um: "oi" vez ou outra um "ola".

Nao sabiam mais o sobre nome um do outro, data de nascimento nem pensar.

Sempre antenados com tudo o que acontecia no mundo.

Bom no mundo dos outros pois o mundo daquela familia estava cada vez mais distante uns dos outros.

Certa vez reunidos como sempre diante da tv e cada um com o celular ligado, todos ja tinham adquirido a sindrome do pescoco torto, de tanto olhar o celular.

Neste interim o telefone toca nao o celular mas o telefone tradicional, era do hospital informando que Albert frederico havia dado entrada no hospital devido a um acidente.

Manu quem atendeu e disse que era engano.

Bom! ja tarde da noite pois os antenados se recolhiam tarde, bem tarde da noite.

No dia sequinte Guilherme se prepara para ir para o trabalho, Leonora e Manuella continuam a dormir.

E Guilherme vai para o trabalho.

Horas mais tarde as duas saem do quarto e comecam o seu metie do dia.

Verificar as postagens.

Logo no face uma informacao de um acidente.

Leoa um tanto preocupada procura por fred.

Pergunta para Manu que diz nao saber.

Entao leoa pergunta sobre o telefonema de ontem a noite, Manu diz que era do hospital informando de um acidente com um tal de Albert Frederico.

Leoa quase vai ao chao fica palida e diz: "Albert Frederico". e o seu irmao Fred.

Manu entao cai na real, e diz: "e ele mesmo".

Rapidamente vao para o hospital, informam a Guilherme.

E dentro de pouco tempo a rede ja esta sabendo dos fatos.

Face, Instagran o zap entao nem se fala.

E a familia dos antenados vao bem obrigado.

Com a sua cultura em que sao independentes dentro da sua dependencia do celular.

Nao que aqui discordo deste aparelho que veio para ficar.

Mas o problema e a grande importancia que estamos dando ao fatidico aparelho, somos estranhos dentro da nossa propria casa.

Ja vai longe o tempo de pedir a bencao do pai ou da mae.

Jantar ao redor da mesa, so em novela.

que estas tecnologias vieram para nos auxiliar todos nos concordamos.

O problema e quando ela passa a ser o nosso comandante em que a vida passa a girar em torno dela.

Vai longe o tempo de jogar bola, tomar aquele sol no rosto tomar aquele banho de chuva.

Bons tempos aqueles, que saiamos para pegar manga na casa do vizinho e eramos obrigados a sair correndo.

Soltar pipa, brincar de bola de gude ou de cair no poco.

Mas sao estorias do passado, tomar banho de lama.

Hoje esta geracao amarela que nao toma um banho de sol se pisar na lama no outro dia esta doente.

Mas tempos sao tempos e que epoca boa, aonde nao tinhamos nenhuma maldade o sorriso era verdadeiro.

Faltava tudo mas eramos felizes uns chaman isso de utopia eu a isso chamo de paz.


God Bless You



17 Janvier 2023 00:56 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
À suivre…

A propos de l’auteur

Yuri Santos O escritor junio santos batista e formado em gestão de segurança, casado com Lenita e tem uma filha Beatriz, e um filho de outro casamento, Fernando

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~