uma_chapeleira_maluca Lyne Gomes

Quatro ativistas de um país chamado de Ouro Vermelho, São convidadas à uma importante missão, onde irão desvendar o que almejam seus inimigos.


Science fiction Déconseillé aux moins de 13 ans.

#brasil # #lutasociais
1
1.3mille VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Madalena.

Madalena está no bar "Bafo de Onça", um dos poucos bares da pequena cidade onde nasceu, tomando tranquilamente — recostada ao balcão — a dose de cachaça que pediu. Alguns que a avistava iam empolgados conversar com a cangaceira mais temida e surpreendente do estado de Anunciação, outros a encarava rapidamente e procuravam lugares bem afastados da mulher.

Quando termina o último copo e paga todos que havia pedido, sai se despedindo de seus simpatizantes e ouvindo os burburinhos ácidos de seus odiadores.

— Me arrupeio todo só de vê-la. Pensei que ela veio aqui procurar algum bandido.

Ela ouvi um homem de meia-idade falar à (duas) mesas de distância dela.

— Onti dissero que o grupo dela atacou a força policial pra salvar os prisionero tudo. Parece que eram do grupo do senhor Bentinho.

Ela também ouvi, e era verdade. Os meninos foram capturados de surpresa pelos policiais da cidade a mando do general da capital do país, Brasília. Há tempos o beato Bentinho vem dando dor de cabeça às tropas sanguinárias e repressoras da República de Ouro Vermelho.

— Aquele beato caduco só blasfema o nome de Ahavá! E essa fia do demoin também!

Diz um alterado rapaz frente ao balcão, se referindo às habilidades de agilidade e força que muitos achavam serem sobrenaturais da cangaceira, porém não passa de uma grata consequência da névoa radioativa que pairou em todo país por dias alguns anos atrás devido a um sério acidente nuclear na Capital principal. Seu amigo rapidamente o repreende por falar aquilo em um tom tão alto.

— Shiiiii! Quer que a muié te degole aqui, rapaz!

Rindo, Madalena vira-se já perto da saída e rebate o rapaz enfezado.

— Todos nois blasfemamos contra Ahavá todo dia. Você acabou de desrespeitar um home de idade e tá chei de ódio. É melhor ir na ingreja rezar por esses pecado.
E completava.

— E reze também pra que Ele te tire dessa ignorância. Todos vocês devia. Os soldado que tanto defendem não pensaria duas veiz de invadir a casa de vocês e estuprarem suas fia com vocês oiando.

— Vivem nessa fome e de boca muda por causa deles, mas é melhor fingir que tá cego, né?

O bar se silencia enquanto ela atravessa a porta. Bem sabiam no fundo, que aquela realidade jogada em suas caras é verdade, e doía a mente e o coração de quem queria que as coisas fossem diferentes.
Madalena se prepara para correr depressa de sua pequena cidade antes que algum dos "carnicero" — como ela apelida os policiais — aparecesse. O lugar se encontra quase vazio deles, pois estão em uma condecoração de mais um "homem da lei" na capital. Até que fica surpreendida por um inseto estranho lhe asucrinando. O bicho por fim pousa em seu cavalo e a cangaceira logo percebe a cor metalizada do inseto. É um mini dispositivo de informação. Madalena se assusta quando o mesmo libera um pequeno painel azulado com as seguintes informações: "A Força Da Voz lhe convida, srta. Madalena Nunes, vulgo, "O Leão do Sertão", para uma reunião de extrema importância. Conhecemos e reconhecemos seu movimento que busca ajudar os mais desfavorecidos de sua região, além de suas surpreendentes capacidades de combate. Queremos que tenha a certeza de que buscamos fazer o mesmo também, e é de grande honra nos apresentarmos à alguém que luta pela liberdade, equidade, humanismo e justiça para nossa nação."

Com sua fama se espalhando por todo Ouro Vermelho, não era de se estranhar que a secreta organização opositora ao governo estritamente militar da nova república da nação, a conhecesse. Sabiam até de seu nome de guerra, era chamada assim devido seus cabelos rebeldes e a fúria de um leão que a mulher se assemelha em ter. Ela então ouve um bipe vindo do inseto que transforma agora suas asas numa espécie de biometria. Ela serve para a convidada confirmar sua presença. Madalena leu as instruções do que deve fazer e pensa se deveria aceitar aquele intrigante convite, ou não.

18 Août 2022 13:59:26 8 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
Lire le chapitre suivant A Engenheira, A Princesa e A Guia.

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~

Comment se passe votre lecture?

Il reste encore 3 chapitres restants de cette histoire.
Pour continuer votre lecture, veuillez vous connecter ou créer un compte. Gratuit!