Histoire courte
1
1.3mille VUES
En cours
temps de lecture
AA Partager

Sobre cordas, prazer e lap dances.

Fomos pra sala, conversamos um pouco e perguntei se ele queria ver tv.

- Castlevania. - Foi no ep 4 que vc parou? - Sim, última temporada.

Chegamos intactos até o 7 episódio, então levantei tirei a camiseta, estava sem nada por baixo e atirei nele.

-Se vc quiser pode continuar assistindo, eu vou pro quarto, está muito quente aqui, vou ficar no ar condicionado, relaxar um pouco. Mal fechei a boca ele estava colado a mim, me prensou contra a parede e começou me beijar, puxava meu cabelo parecia que ia me devorar ali mesmo, me debati e reclamei mas gostei de ver ele tentando

tomar o controle da situação, apressado e faminto se é que você me entende. Me debati um pouco até ele perguntar se eu não estava gostando.

- Sim estou, mas vamos pro quarto. Ele me segurou e levou praticamente pendurada nele.

- Adoro esse seu jeito cavalheresco mas devo lhe lembrar que por um fim de semana inteiro, você é meu.

- Sim senhora. Chegando no quarto tirei a roupa dele passei os braços pelas barrinhas da cama e atei numa posição que não os forçava tanto mas ele jamais conseguiria se soltar sem mim. - Você sempre me faz pedir mais. - Faço? - Sim senhora. Por favor, me deixe provar você de novo.

- Primeiro eu, depois você.

Me sentei em uma de de suas pernas, de calcinha mesmo, e me esfreguei segurando o pau, bem devagar enquanto olhava em seus olhos, masturbei ele com calma enquanto o beijava lentamente, e fui descendo, pescoço, peito, torso, até chegar lá e fiz um demorado e delicioso oral,

os gemidos, os gritos de prazer abafados com um dedo meu fazendo-o calar- se eram divertidos demais, sempre que ele estava perto do ápice eu diminuia o ritmo e subia o beijando até ele implorar para gozar pra mim. Ouvir aquilo me fez ter um orgasmo instantâneo e tão intenso que eu tremia em seu colo enquanto via ele do mesmo jeito, tentando falar meu nome, a confusão, o extase eram divinos de ver naquele rosto.

Bem, aconteceu de novo, e de novo,

de novo até que eu estivesse cansada dessa vez, sem contar algumas mordidas quando sentava de costas nele, sem dúvida era o cara mais fantástico com quem já tinha fodido.

Fizemos o mesmo ritual, depois de muitos orgasmos, soltei ele, levei pro banheiro e o deixei lá, tive que trocar os lençóis da cama eram quase

6 horas de fluidos corporais indescritíveis ali. Deixei os lençóis na máquina para lavar junto com minhas roupas e as que ele já tinha usado.

Quando voltei ele estava sentado na cama cochilando.

- Pode deitar eu já venho.

- Porque você me deixa dormir aqui se não vai embora comigo depois de amanhã?

- Isso não estava nas regras e nem falamos sobre antes.

- Você é má e linda eu quero levar você comigo, te dou tudo que você quiser, precisar, me fala o que você quer.

- Por hora, tomar banho e dormir, amanhã conversamos melhor sobre isso.

- Você vai estar aqui quando eu acordar amanhã?

- Sim, é minha casa esqueceu.

- Eu vou fazer o café amanhã.

- Tudo bem.

- Posso ir pro banho agora, ainda tenho que ver seus machucados, vc tem que ver se eu preciso de pomada nas mordidas, e preciso secar o cabelo.

- Eu vou esperar você acordado.

- Vai sim, vai.

Dei um beijo nele e fui pro banho, dessa vez demorei mais do que o habitual, o corpo doía um pouco, nas trocas de posição acho torci o pulso estava doendo pra caramba, ia ser ruim segurar o secador sentindo aquilo. Terminei o banho e fui procurar a touca difusora, não tinha jeito, o cabelo ia ficar super armado mas fazer todo aquele processo de secagem e finalização com aquela dor chata, impossível.

Sequei, fui pro quarto, só enrolada na toalha, e é óbvio, ele estava dormindo, não conseguiu me esperar.

Me vesti peguei nossos lençóis e fechei o mosquiteiro deitando bem perto dele. Me questionei bastante se ele tinha falado sério sobre me levar embora, era uma ideia tola, como todas são, mas aquilo me despertou. Sentei de novo na cama, separei os cabelos e fiz duas tranças. Não queria acorda-lo com minha inquietação, e sai direto pro sofá, terminei de ver Castlevania e peguei no sono quase amanhecendo o dia. Ele me deixou dormir a manhã inteira, quando acordei quase na hora do almoço estava tudo pronto e ele sentado no chão perto de mim, encostado no sofá.

Literalmente o perfume dele me acordou.


18 Juin 2022 21:57 4 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
3
À suivre…

A propos de l’auteur

Siph Ferreira Nerd de maquiagem, amante de música, livros e quadrinhos, amiga de Meia Noite e Qliph, viciada em podcast e buscando seu rumo nesse mundo.

Commentez quelque chose

Publier!
Pensador Louco Pensador Louco
Uau, a situação esquentou aqui, haha. Capítulo phoda (em todos os sentidos), e me perdi visualizando as cenas qual estivesse em algum streaming apimentado. Muito bom.
July 12, 2022, 11:19

  • Siph Ferreira Siph Ferreira
    Esse tipo de comentário que me faz pensar sabe, qdo o leitor consegue vizualizar o que escrevi é pq fiz de um jeito que fosse possível e eu n poderia estar mais alegre. A história do Elfo terminou mas ainda penso em escrever algo nessa linha. Obg Mestre!!! July 12, 2022, 13:21
Norberto Silva Norberto Silva
Mais um excelente capítulo, sem cair em nenhum momento no vulgar, cenas picantes e excitantes, ao mesmo tempo que dá pitadas de desenvolvimento, como o fato de verem Castlevania... Realmente um conto erótico e não apenas "de uma trepada qualquer" parabéns!
June 19, 2022, 01:00

  • Siph Ferreira Siph Ferreira
    Muito obrigado pelo comentário, gostei demais dessa história, escrevi com a ideia de homenagear alguém mas achei injusto não publicar. Ela terminou de um jeito que gostei mas me pergunto se escreveria algo que fosse uma continuação sem parecer algo assim, tão gratuito. ... Não sei ainda. July 22, 2022, 02:28
~