brunadonde Bruna Dondé

[...] rapidamente o que era bom, tornou-se entediante. Entediante não pela constância, mas pela falta de uma.


Histoire courte Déconseillé aux moins de 13 ans. © Todos os diretos reservados
Histoire courte
3
1.2k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Pontuação

Em alguns momentos, o vazio em seu peito era falsamente preenchido, após instantes a ilusão terminava. Era no silêncio que seus pensamentos mais gritavam e mentalmente ele reclamava da solidão. Porém, quando surgia a oportunidade de mudar, criava empecilhos e permanecia no mesmo lugar. Passava alguns fins de semana fingindo não existir, deitava no sofá, deixava o ventilador trabalhar aliviando o calor que sentia e incomodava. Ignorava chamadas e mensagens mesmo quando não queria. De vez em quando sentia essa necessidade.

Com frequência pensava sobre os poucos fins de tardes preguiçosos, em que dividiam a cama com gatos e filmes, e como rapidamente o que era bom, tornou-se entediante. Entediante não pela constância, mas pela falta de uma. As conversas já não eram diárias. A importância de um na vida do outro foi diminuindo incessantemente. Não faziam mais questão do “boa noite” no fim do dia. Era um dilema mental sendo vivido, onde já não havia certeza do que era certo ou errado. Não existia remorso, nem verdade ao digitar um “eu te amo”, que era enviado no automático para manter a rotina.

Como já era esperado com base na sequência de tragédias cotidianas pelas quais ele sempre passava, o ponto final substituiu o ponto de interrogação, as vírgulas e as reticências da curta história de continuidade duvidosa.

16 Novembre 2021 16:06:49 3 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
9
La fin

A propos de l’auteur

Bruna Dondé Bebedora de café, escritora de histórias incompletas, fotógrafa.

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~