xingdream

Na matilha da Montanha a vida está prosperando com a renovação dos três líderes, alfa, beta e ômega. A fim de obter vantagens em uma possível guerra, o alfa da matilha do Riacho manda seu filho ômega para casar com o alfa da Matilha da Montanha, Park Chanyeol.


Fanfiction Célébrités Interdit aux moins de 18 ans.

#Yaoi #Lemon #chansoo #Chanyeol #Suho #Xiumin #Exo #inkspiredstory #Kyungsoo #Changmin #Abo #KimJunmyeon #Minseok #Junmyeon #ParkChanyeol #KimMinseok #Sulay
0
1.5mille VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les 15 jours
temps de lecture
AA Partager

Prólogo

Estou escrevendo essa fanfic em conjunto com a Estocilda. É nossa primeira abo. Espero que gostem, desenvolveremos as histórias dos outros personagens em sides, não se preocupem.

Postada também no AO3 e Wattpad.

...


Apesar de ventar muito, o dia estava totalmente azul e sem nuvens, era mais um dia normal na Matilha da Montanha, os lobos estavam felizes vivendo anos de prosperidade depois da guerra, podiam viver em paz e união como uma grande família. Todos estavam empolgados com a mudança total dos novos líderes. Diferente de outras matilhas, a Matilha da Montanha era liderada por três lobos, cada um de uma classe diferente: um alfa, um beta, e um ômega.
Depois da guerra entre as matilhas, há quase 200 anos atrás, muitas matilhas ficaram na miséria, as classes brigavam entre si feito bárbaros, filhos sem pais dependendo da ajuda de estranhos para sobreviver, fome, e pessoas enfermas e mutiladas sofrendo sem ajuda de curandeiros, um verdadeiro caos entre os lupinos. Vendo a miséria de seu povo com a morte do líder alfa, a beta Lim Nayoung pegou para si o papel de líder da Matilha do Riacho, muitos a chamaram de louca e não queriam obedecer uma beta. O que uma beta teria a oferecer? Betas não eram fortes como alfas. Mesmo usando sua inteligência, não foi o suficiente para provar o seu valor, todos os dias tinha briga de alfas no que restou da Matilha do Riacho para saber quem seria o novo líder, alfas tão egoístas preocupados com o poder que não fazia o básico pela sobrevivência dos outros lobos, ômegas tão fragilizados e doutrinados que não conseguiam fazer mais nada além de apoiar as atitudes bárbaras. Todos os dias a mesma história se repetia, brigas, mortes por brigas ou doenças, fome, tristeza e tensão. Cansada Lim Nayoung resolveu ir embora e fundar sua própria matilha, pensou por vários dias onde poderia se fixar sem que entrasse em território de outros lobos, o único lugar relativamente perto, inóspito, livre e seguro para se fixar foi na Montanha das Corças. Depois de mais alguns dias pensando percebeu que não tinha outra solução, teria que fazer aquilo. Comunicou à matilha que estava indo embora, o que foi comemorado por muitos ali, já estavam cansados da beta querendo se intrometer nos assuntos dos sobreviventes da guerra, e até tramavam a sua morte. Também informou que quem quisesse, poderia deixar a matilha ao seu lado e instaurar uma nova. Mais uma vez foi chacota de muitos, uma beta formando uma matilha, ainda por cima em uma montanha inabitável. Mesmo ouvindo tantos debochar, Lim Nayoung não ligou, sabia que estava certa. No amanhecer do dia seguinte apenas os betas, algumas crianças e adolescentes órfãs, e alguns anciãos estavam aguardando Nayoung para ir embora, a beta suspirou de tristeza, porém já tinha alertado tantas vezes, não havia mais nada a fazer além de partir.
A caminhada foi de três dias, poderia durar menos, no entanto havia idosos e crianças, então tudo tinha que ser feito com muita cautela. Felizmente não encontraram nenhum lobo errante, talvez porque todos foram muito afetados pela guerra. Após muita dificuldade para subir a Montanha das Corças, decidiram ficar no meio dela, estariam mais seguros do que no cume, poderiam congelar se tentassem subir mais. Lá começaram a fazer construções simples para se abrigar. Diferente da Matilha do Riacho que era sempre fresca, na montanha ventava muito além de ter muitos nevoeiros até mesmo no verão, tiveram que usar peles para fazer roupas mais resistentes, tudo sendo providenciado às pressas. Outras questões surgiram, como fazer a proteção da matilha? Nayoung não era uma guerreira, era uma pensadora, além de muros erguidos com troncos de árvores fortes, precisavam de olhos e força manual, foi então que naturalmente o jovem alfa Lee Hyukjae tomou para si a missão de ajudar a montar a segurança, Hyukjae ainda era adolescente, mas era forte e hábil. Cuidava das questões da caça e segurança, com o passar de uns anos todos o respeitavam mutuamente como um líder, então nada mais justo que Nayoung o fazer um líder também. Nesse meio tempo, a beta líder pensou que seria bom ter um líder ômega que pudesse ouvir a classe e defender seus interesses. Era complicado porque havia poucos ômegas, e muitos deles ainda carregavam pensamentos intrínsecos de que ômegas nasceram apenas para servir o alfa, no meio de todos esses ômegas, uma se destacou, Kim Jaekyung. Ela não era a mais destemida ou a mais forte, mas não tinha medo de tentar. Era preocupada com os ômegas, os anciãos, e as crianças, queria ajudar a matilha a crescer, além de seu grande coração amoroso, como o de qualquer ômega. Não foi difícil ela ser aceita como líder ômega, todos a amavam, e acreditavam em Jaekyung. Com Nayoung e Hyukjae, formaram uma liderança conjunta onde todos defendiam o interesse de suas classes, sem brigar e colocando acima de tudo o interesse da matilha em geral. Nenhum deles interferia nos assuntos privados de cada classe, e concordavam que só um ômega iria entender outro ômega, assim como um beta poderia entender outro beta, e um alfa entenderia melhor outro alfa. E para os que desacreditaram da beta louca Nayoung, de todas as matilhas, a da Montanha foi a que mais prosperou, enquanto seus vizinhos do Riacho passavam dificuldades, para os que se arrependeram e decidiram ir para a matilha recém formada as portas foram abertas. Desde que entendessem e aceitassem como funcionava aquela nova comunidade. Esses ensinamentos foram passados para as crianças de maneira muito forte, os jovens lobos seriam o futuro da matilha, aquele senso de igualdade deveria estar intrínseco em seus pensamentos, algo muito natural. Quando os líderes já não fossem mais capazes de cumprir seus deveres, ou não quisessem mais carregar o fardo da liderança, os novos líderes deveriam assumir seus cargos, e a missão de continuar a matilha de forma pacífica. As lideranças não eram passadas aos filhos, estava aberta a quem tivesse força, coragem, inteligência e resiliência. Todos faziam suas apostas sobre quais lobos de cada classe chegaria ao cargo de líder, o campeonato era uma tradição e uma festividade para a Matilha da Montanha. Todos tinham orgulho de pertencer, eram muito unidos.

...


Obrigada a quem leu, até breve!

2 Novembre 2021 23:36:17 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
À suivre… Nouveau chapitre Tous les 15 jours.

A propos de l’auteur

Oie!!!! Também estou no AO3 com @xingdream E no wattpad @xingdream_

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~