Histoire courte
0
1.8mille VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Único

— MIN YOONGI!


A voz alta e alterada de Jimin soou por todo o ambiente, fazendo Yoongi vestir rapidamente a camisa do conjunto do pijama antes de sair apressadamente do banheiro. Chegando no quarto, o moreno pôde observar as feições raivosas que o outro sustentava, a cabeça abaixada em direção ao iPad que ele segurava em mãos, o cenho franzido e os lábios comprimidos em uma linha rígida evidenciando a fúria que ele sentia.


Não foi preciso mais do que 3 segundos para Yoongi entender o que fez Jimin ficar tão alterado; o mais velho tinha deixado o iPad destravado em cima da cama, a pasta secreta aberta mostrando todas as fotos e vídeos que ele guardava ali.


— Ji, amor… e-eu posso explicar! — apressou-se a dizer, mesmo que não soubesse como começar explicação alguma.


— Ah, com certeza você me explicará isso aqui! — vociferou o loiro, agitando o eletrônico na direção do rosto de Yoon, exibindo uma das fotos que ele guardava naquela pasta.


A foto em questão é de um homem trajando nada mais do que uma minúscula calcinha rendada preta, juntamente a meia arrastão na mesma tonalidade.


Engolindo em seco, Yoongi começou a murmurar pedidos de desculpas mesmo que, naquele momento, não soubesse se se desculpava pelas fotos em si, pela situação, por ter chateado Jimin ou pela grande vergonha e medo que começavam a assolá-lo.


— Invés de se desculpar, que tal começar a me explicar isso aqui? Você… você por acaso anda tendo encontros com eles ou algo do tipo? — estranhamente o tom de voz de Jimin mudou para um mais baixo, a insegurança fazendo-a falhar à medida que perguntava.


— O QUE? LÓGICO QUE NÃO! — novamente Yoongi falou apressadamente, odiando ouvir como a voz de Jimin soou insegura e como seu olhar demonstrava um quê de tristeza.


— Então, o que é isso?


— Eu… eu só gosto de olhar, sabe? Não sei bem o que é, mas acho bonito. Gosto da forma como a delicadeza das peças contrasta com os corpos. — murmurou baixinho, sentindo-se constrangido por revelar aquele seu segredo, os olhos pregados no chão.


Um momento de silêncio pairou entre os dois até Jimin balançar a cabeça e largar o iPad no colchão, findando a distância entre os dois enquanto levava uma das mãos ao queixo de Yoongi, fazendo-o erguer o olhar em sua direção.


— Então por que você escondeu isso de mim? Estava com vergonha do que eu pensaria?


Um acenar de cabeça positivo foi a resposta que o Min deu, uma mão coçando a própria nuca, esperando mais alguma reação de Jimin.


Respirando fundo, o loiro enlaçou o pescoço do mais velho com os próprios braços, juntando um pouco mais os corpos antes de dar um sorrisinho de lado.


— Eu não entendo… Você já me algemou, prendeu, vendou, amordaçou… E realmente pensou que eu te julgaria por mais um fetiche?


Colocando as mãos em volta da cintura de Jimin, o moreno deu um leve dar de ombros, ainda incerto sobre o que essa revelação poderia causar.


— Você me conhece bem o suficiente pra saber que eu prefiro que você me diga as coisas ao invés de me deixar descobri-las sozinho. Não tinha pra que me esconder isso, Yoonie.


— Mas isso é diferente, Jiminnie! Estamos falando sobre eu gostar de ver homens usando lingerie, trajes femininos. Quantas pessoas você conhece que também curtem isso, hãm?


— Bom, realmente não conheço ninguém que curta isso, mas também não acho que seja tão estranho assim. Aposto que eu ficaria lindo usando um conjunto rosa, não acha?


O tom brincalhão junto à risadinha que o mais novo soltou pareceu ser o suficiente para deixar Yoongi mais calmo, um sorriso brincando por seus lábios enquanto se sentia relaxar com o carinho que Jimin começava a fazer nos cabelos de sua nuca.


— Me desculpe por isso, Jimin-ah. Prometo não esconder mais nada de você. — murmurou antes de juntar seus lábios aos de Jimin, ouvindo-o gemer em concordância ao passo que aprofundava o beijo.



Reuniões por si só já eram chatas e cansativas, e quando elas ocorriam sem aviso prévio devido a algum problema se tornavam, além de tudo, estressantes. Então a única coisa que Yoongi desejava naquele momento era chegar logo em casa para se desfazer da gravata e camisa de botões antes de tomar um bom banho morno e se jogar na cama.


Quando finalmente o CEO deu aquela reunião por encerrada e dispensou a todos, o moreno não pensou duas vezes antes de apressar os passos até sua sala para pegar sua pasta e ir para casa. Agora, além de cansado, também estava começando a ficar faminto.


Se sentiu sortudo por não enfrentar nenhum trânsito e chegar em casa mais rápido do que o esperado. E não demorou a deixar a pasta, celular e chaves na mesinha próxima a porta antes de se esgueirar pelo corredor que levava até a cozinha, ouvindo os acordes da música Again de Lenny Kravitz soarem por toda casa junto a voz de Jimin, que cantarolava o refrão.


Antes que pudesse fazer qualquer comentário acerca da cantoria ou do cheiro delicioso de ensopado que se espalhava pelo ambiente, Yoongi estancou na entrada da cozinha, a boca secando e os olhos dobrando de tamanho ante a visão que tinha à sua frente.


Jimin estava de costas para si, uma das mãos manuseando a faca enquanto a outra segurava o repolho, tão compenetrado em seu afazer que nem percebeu que já não estava mais sozinho no ambiente. Mas o que fez Yoongi travar não foi o fato do mais novo estar cozinhando, até porque Jimin era um cozinheiro de mão cheia, mas sim os trajes que ele usava.


Subindo seu olhar dos pés a cabeça, Yoongi olhou atentamente para cada mínimo detalhe do mais novo, tentando memorizar aquela cena para sempre.


Jimin usava um par de sandálias de salto de tiras rosa pink, deixando-o alguns centímetros mais alto. Mas além das sandálias, os pés e pernas dele estavam adornados por um conjunto de meias que subiam até o meio de suas coxas, terminando ali com uma faixa de renda que estava ligada a cinta-liga que envolvia a cintura diminuta do jovem.


Uma calcinha de renda minúscula junto a um sutiã do mesmo material numa tonalidade mais clara de rosa terminavam de compor o look do loiro, e o sutil contraste entre a cor das peças e a cor da pele leitosa de Jimin o deixava com um ar angelical.


— Não ouvi você chegar, Yoonie.


O mais velho foi desperto de sua análise ao ouvir a voz de Jimin, vendo que o mais novo havia terminado de picar o repolho e segurava a tábua de cortar legumes com as mãos. Tendo agora a chance de observar Jimin de frente, o moreno sentiu a boca salivar.


O sutiã pressionava o peitoral do loiro, fazendo a renda abraçar perfeitamente a pele da região. E ao descer um pouco mais o olhar, Yoongi sentiu seu baixo ventre responder a visão, a calça começando a apertar na parte da frente ao observar como a renda da calcinha deixava o pau de Jimin a mostra, a cabecinha quase saindo completamente pelo elástico da peça.


Dando-lhe um sorriso contido, Jimin caminhou a passos lentos em direção ao fogão, despejando o conteúdo da tábua na panela do ensopado antes de dar algumas mexidas, diminuir a temperatura e tampa-la, retornando para o balcão.


— A visão lhe agrada, hyung? — perguntou, sabendo como a visão e o uso do honorífico deviam estar mexendo com o moreno.


— Agradar? Por Deus, Jimin, eu estou amando! — e em duas passadas o mais velho acabou com a distância entre os dois, as mãos segurando possessivamente a cintura de Jimin ao mesmo tempo em que voltava a passar o olhar por todo o corpo do loiro, embasbacado pela beleza dele.


De todos os sonhos e pensamentos que já havia tido com Jimin usando esse tipo de roupa, nenhum conseguia se comparar com a perfeição que era poder ver aquilo pessoalmente.


A lingerie parecia ter sido feita sob medida, apertando nos lugares certos, desde o sutiã que acomodava o peitoral bem trabalhado até as meias 7/8 que emolduravam as coxas grossas e bem delineadas. Fora o salto alto que evidenciava os músculos bem torneados das pernas.


A pequena calcinha revelava toda a faixa de pele sedosa e imaculada da bunda de Jimin, o fio deixando as bandas arredondadas e empinadas à mostra. E a parte rendada da frente era um espetáculo à parte; Yoongi sentia que jamais se cansaria dessa visão, porque a renda rosa harmonizava perfeitamente com o tom avermelhado da cabecinha do pau teso de Jimin.


— Eu não acredito que você está fazendo isso por mim.


— Não sei o porquê da surpresa. Você já deveria saber que eu faria tudo para te agradar assim. — sussurrou no ouvido de Yoon, passando as unhas curtas na lateral do pescoço dele ao mesmo tempo em que subia com a ponta do pé pela parte interna da perna esquerda dele, o joelho roçando e pressionando o volume que já se fazia visível na parte da frente da calça do moreno.


Deixando um suspiro escapar em meio a respiração que começava a se agitar, agora foi a vez de Yoon provocar um pouco.


Primeiro roçou os lábios no do outro, deixando a pontinha da língua umedecer a boca cheinha do mais novo antes de mordiscar o lábio inferior dele, sugando-o de leve.


As mãos que até então ainda estavam na cintura de Jimin passaram a se mover pelo corpo; uma mão subiu até se emaranhar nos cabelos do mais novo enquanto a outra ia descendo vagarosamente pelo abdômen dele, as pontas dos dedos de Yoongi desenhando pequenos círculos que faziam todo o corpo de Jimin estremecer em antecipação.


Quando, por fim, alcançou a ereção do mais novo, arrastou os dedos desde a base até a cabecinha inchada que brilhava com o pré-gozo em sua fenda, fazendo com que seu próprio membro fisgasse desejoso.


— Meu saeng me agradou tão bem, que acho que agora é a minha vez de retribuir, certo?


Ouvindo Jimin soltar um "por favor!" em meio a um gemido, Yoon não conteve o sorrisinho antes de cair de joelhos na frente do mais novo, as mãos segurando as laterais dos quadris de Jimin enquanto aproximava o rosto da parte da frente da calcinha.


Olhando ligeiramente para cima, pôde ver a maneira que o mais jovem o olhava, o olhar transbordando expectativa e luxúria. Deixando o ar quente da respiração escapar pelos lábios entreabertos, Yoongi agarrou o elástico do tecido com os dentes, puxando-o para baixo até onde a liga que unia a meia e a cinta permitia, vendo o pau de Jimin ser liberto.


No instante seguinte o mais velho já abocanhava a cabecinha avermelhada, o gosto do pré-gozo fazendo-o gemer deliciado. Sentiu quando Jimin segurou seus cabelos e nuca com as mãos, o quadril se remexendo inquietamente ao mesmo tempo em que tornava a gemer.


Yoongi não tardou a abocanhá-lo por completo, o pau do mais novo descendo por sua garganta até que seu nariz encostasse nos poucos pelos que havia pela virilha de Jimin antes de voltar a cabecinha para sugá-la.


— Ah, hyung… porra! Assim, assim…


Com os gemidos servindo de incentivo, logo Yoongi voltou a chupá-lo, a cabeça indo e vindo por toda extensão de Jimin enquanto a língua circulava por toda região, arrancando mais e mais gemidos dele.


Enfiando-o novamente até o fundo da garganta enquanto mexia nas bolas dele, Yoongi sentiu quando as pernas de Jimin estremeceram e ele gemeu de maneira manhosa, os jatos espessos atingindo sua boca no exato momento em que começava a retirar o pau do loiro de seus lábios para bombeá-lo.


Terminando de lamber os lábios, Yoongi se ergueu e segurou firmemente as bochechas de Jimin com uma das mãos, roçando os lábios antes de beijá-lo.


— Por que você não se vira para que eu possa te preparar, meu bem? — pediu entre o beijo, o gemido de satisfação de Jimin fazendo com que Yoongi apalpasse a própria ereção dolorida ainda presa dentro das calças.


— N-não preciso de preparação, Yoongi-ssi. Já me preparei antes de você chegar. — confidenciou antes de dar as costas para o mais velho e se inclinar no balcão.


— Parece que alguém tirou o dia de hoje para me surpreender…


Agora foi a vez de Yoon gemer em satisfação, levando dois dedos aos próprios lábios enquanto a outra mão se desfazia do botão e zíper da calça social, abaixando-a junto a cueca o suficiente para liberar seu pau.


Bombeando-o vagarosamente, tirou os dedos da boca após deixá-los bem babados e os levou até a entrada de Jimin, circundando a região antes de introduzir o primeiro dedo, sentindo como ele entrou sem resistência alguma. Alguns movimentos a mais e logo introduziu o segundo, arrancando alguns suspiros de Jimin acompanhados por pedidos para ele ir logo.


Dando uma última olhada em todo o conjunto que era a visão de Jimin inclinado sobre o balcão com a calcinha abaixada até metade das coxas e o cuzinho piscando ante a falta de algo o preenchendo, o moreno se viu perdendo o resto do controle que tinha.


Yoongi se empurrou para dentro de Jimin, o gemido meio gritado do mais novo levando-o para a beira da loucura enquanto sentia ele se apertar a sua volta, os quadris indo de encontro à sua pélvis.


Sucessivos "Hyung, assim… mais rápido! Aaah, isso…" eram proferidos pelo loiro, a cabeça jogada para trás ao passo que se sentia delirar com as coisas que o mais velho sussurrava em seu ouvido.


— Porra, Jiminnie… tão, tão, tão gostoso. — gemeu Yoongi, as mãos segurando rudemente os quadris de Jimin enquanto tentava ir o mais fundo que conseguia, sentindo como ele se esforçava para continuar se mantendo em pé, mesmo que as pernas já estivessem trêmulas, anunciando que o loiro já se aproximava de seu segundo orgasmo.


Sugando a pele exposta do pescoço de Jimin, Yoongi deu mais algumas estocadas antes de sentir Jimin se apertar novamente a sua volta, dessa vez ouvindo-o gritar seu nome enquanto gozava. Isso foi o que bastou para Yoongi se deixar levar também, gemendo rouco no ouvido do mais novo ao mesmo tempo em que se desfazia dentro do loiro. Cessando os movimentos, segurou o corpo de Jimin firmemente, esperando que o tremor das pernas dele parasse.


Yoongi distribuiu pequenos selares pelo pescoço e ombros de Jimin, os dedos acarinhando a barriga e cintura do loiro enquanto murmurava palavras de amor e carinho ao pé do ouvido dele.


Quando o mais novo pareceu ter recobrado as forças, se virou em meio ao abraço para admirar Yoongi e afagou as bochechas dele.


— Talvez eu tenha comprado mais dois ou três conjuntos parecidos com esse… — segredou como quem não quer nada, vendo como as sobrancelhas do mais velho se arquearam em puro deleite e surpresa. — E talvez eu tenha pego um corset também. — disse de maneira travessa, um sorrisinho brincando pelos lábios carnudos.



Espero que tenham gostado! <3

26 Octobre 2021 18:51:12 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
La fin

A propos de l’auteur

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~