juliana-santana juliana Santana

O manto negro cobria seu corpo cada vez mais pesado não só por conta da chuva que caía mas por todas as atrocidades que teve que cometer estando naquela organização. Sua doença evoluía cada vez mais ele tinha que procurar por ela, seu último encontro já fazia anos em sua antiga vila, desde então manipulava a mesma fórmula, mas já alguns messes não estava surtindo o mesmo efeito de antes. Tinha escutado na última vez que esteve na cidade que a grande ninja sennin estava por lá fazendo consultas, sabia que só poderia ser ela, era a única ninja sennin que existia. Como seria a reação dela quando o visse? Será que iria tentar matá-lo? Prede-lo? Teria que conversar com ela a sós, sabia também dos seus péssimos hábitos com bebida e jogos é isso poderia ajudá-lo.


Histoire courte Interdit aux moins de 21 ans.

#Uchiha #Itachi #Tsunade #pwp #Senju
Histoire courte
0
1.4k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Consulta Particular


O manto negro cobria seu corpo cada vez mais pesado não só por conta da chuva que caía mas por todas as atrocidades que teve que cometer estando naquela organização. Sua doença evoluía cada vez mais ele tinha que procurar por ela, seu último encontro já fazia anos em sua antiga vila, desde então manipulava a mesma fórmula, mas já alguns messes não estava surtindo o mesmo efeito de antes.


Tinha escutado na última vez que esteve na cidade que a grande ninja sennin estava por lá fazendo consultas, sabia que só poderia ser ela, era a única ninja sennin que existia. Como seria a reação dela quando o visse? Será que iria tentar matá-lo? Prede-lo? Teria que conversar com ela a sós, sabia também dos seus péssimos hábitos com bebida e jogos é isso poderia ajudá-lo.


Pensando em uma estratégia de como se aproximar da grande ninja sennin sem ser notado, procurou ela até que a achou em uma pousada com uma grande fila de pessoas na porta esperando pela consulta. Itachi deu a volta e conseguiu ter uma visão da janela onde Tsunade estava hospedada. Ele a viu trabalhar o dia todo escondido atrás das folhagens das árvores próximas. Viu quando cansada foi até a janela suspirar. Uma moça jovem lhe trouxe a garrafa de saque e um copo pequeno para se servir.


Quando Tsunade resolve se despir para tomar um banho ele não conseguiu tirar os olhos do seu grande busto com os bicos rosados. Seus cabelos loiros soltos pelas costas balançavam sutilmente com seu andar delicado.


Sem perceber Itachi já estava completamente excitado com a visão da mulher mais velha. Ele esperou ela sair do banho e assistiu com atenção ela vestir peça por peça. Arrumou seus cabelos e então ele achou a coragem que lhe faltava e invadiu seu quarto antes que ela saísse para mais uma noitada. Ela não se abalou com o susto que Itachi lhe deu entrando pela janela. O olhou de cima abaixo. E se arrumou para um possível ataque.


_ O que faz aqui Itachi Uchiha? - ela perguntou com os olhos pegando fogo e encarando Itachi, — Grande erro — Itachi pensou, ela já estava em seu genjutsu. Tudo ficou em câmera lenta e o soco que Tsunade tentou acertar foi facilmente desviado.


_ Não vim para lutar. Vim pedir ajuda para a grande médica sennin da folha. - Itachi fala com sua voz baixa e respeitosa, se colocando logo atrás de Tsunade que tenta lhe acertar um chute com giro de corpo.


_ Então fale de uma vez o que você quer garoto. - ela se concentra e sai do seu genjutsu e se vê parada no mesmo lugar. Itachi ainda estava próximo à janela e a olhava um pouco surpreso por ela sair tão rápido do seu genjutsu, ela era formidável.


_ Quando pequeno fui com meu pai em uma consulta no hospital e você me examinou e passou um remédio para minha doença, e desde então manipulo essa receita, mas o mesmo não está mais surtindo efeito e gostaria que você me examinasse novamente. - ele fala com sinceridade em um tom baixo.


_ Sim eu me lembro, e você sabe que sua doença não tem cura, esse remédio que passei iria só adiar o inevitável. - ela fala em um tom duro. - E o que faz pensar que eu irei ajudá-lo?


Itachi cai de joelhos quando sente a dor aguda em seus ossos, Tsunade assustada correu ao seu encontro com Chakara verde em suas mãos, ela o ajuda a deitar em sua cama, abre suas roupas o livrando do manto negro molhado e levantando sua camisa com cuidado passa a mão por cima do seu peito o analisando.


_ Itachi eu sinto muito, mas não tenho boas notícias. Sua doença avançou, posso fazer uma receita nova de remédio mas não adiará muito o inevitável.


Itachi não segura a dor seus olhos ardem e o rapaz começa a chorar escondendo o rosto envergonhado com as mãos. Tsunade chega mais próximo e o segura em um abraço contra o seu peito. Ela sabia que mesmo ele tendo tanto sangue nas mãos ele ainda era jovem e não tinha muito tempo de vida. Se lembra de Fugaku o levando para ser examinado. A dor do Uchiha sabendo da enfermidade de seu primogênito.


Ele se aconchega em seus fartos seios deixando todas as lágrimas pesadas caírem, era muito confortável estar naquele abraço, a quanto tempo não se permitia ser tocado por ninguém e a quanto tempo não sentia o calor de um abraço. Ela passar os dedos em seus cabelos com carinho deslizando os dedos finos até o fim do seu cabelo longo.


_ Obrigado - ele olhou no fundo dos seus olhos e lhe deu um beijo carinhoso em sua bochecha. As bochechas da mais velha ficaram vermelhas com a atitude do jovem a sua frente e um calor inevitável percorre seu corpo.


Itachi percebe a alteração de seu corpo ao seu beijo sorri de lado e lembra-se da mulher que a pouco estava nua na janela e toda aquela excitação voltou ao seu corpo. Itachi coloca sua mão com carinho no rosto de Tsunade fazendo seus polegares acariciar as bochechas rosadas.


Ela não sabia porque mas aquele jovem deixava sua mente sem reação e seu corpo ansiava pelo calor do toque dele. Sentindo seu carinho em seu rosto e seus olhos desejosos deixou que ele se aproximasse e ele o fez sem cerimônia encostou seus lábios nos dela invadindo sua boca buscando o encontro com sua língua. Tsunade mesmo assustada com a ousadia do jovem não conseguiu deter seus impulsos enlaçando seus dedos nos cabelos negros do rapaz.


Ela puxa os seus cabelos parando seus beijos para o encarar. - Você não se acha muito ousado Itachi? Sou uma sennin o que um menino como você pode me oferecer?... - antes que ela continuasse Itachi já tinha desamarrado seu casaco e a blusa fazendo seus seios pularem em direção ao seu rosto deixando Tsunade sem reação. Ele ainda com o pescoço erguido e com os dedos de Tsunade segurando seus cabelos a segura pelas nádegas a colocando de pernas abertas em seu colo ele a levantou pela cintura colocando os seus seios na altura de seus lábios. - Abusado! - falou em um gemido quando ele a olhando nos olhos amendoados da mais velha colocou o que conseguiu na boca os sugando por cima do sutiã de renda branco que logo já estava para baixo dos seus seios e o rapaz já estava com sua boca chupando o bico do seu seio.


Tsunade não consegue segurar o gemido de prazer que brotou de sua garganta com tamanha ousadia. Ela segura seus cabelos com mais força tentando tirá-lo de lá quando o mesmo segurou o bico do seu peito com os dentes.


Quando ele solta os lábios de seus seios ela segura em seu rosto e o beija explorando sua boca com desejo ele a vira colocando suas costas na cama ficando entre suas pernas. Explorando seu corpo com as mãos ágeis ele desce sua calça passando a mão por sua perna lisa até jogar o tecido para fora da cama ele sobe a mão alisando a parte interna das suas coxas sentindo seu corpo arrepiar e os gemidos contidos em sua boca quando desliza dois dedos sobre sua intimidade sentindo o quanto está úmida.


Ele solta seus lábios e se ajoelha, em um movimento rápido tira sua blusa a jogando para longe. Tsunade não pode conter seus olhos desejosos ao peito nú de Itachi, jovem e forte, via com desejo a definição de seus músculos. Sabia que não era certo mas seu desejo a traiu e quando sentiu o ar quente da respiração dele próximo a sua intimidade perdeu qualquer censura que a inibia. Sem cerimônia Itachi colocou seu pequeno ponto já inchado na boca e o chupou com carinho, passava a língua em toda sua intimidade sugando tudo o que ela podia dar, em pouco tempo ela já estava se desmancha em sua boca. Ainda de olhos fechados e se contorcendo pelo prazer não viu quando Itachi retirou o resto de suas roupas se pondo de pé a sua frente.


Ela sente ele enrolando seus cabelos nos seus dedos e a puxando dando-lhe um beijo desejoso, sem aviso ele se afasta e vendo Tsunade com os lábios entre abertos coloca seu membro em sua boca. Tsunade se assusta e abre os olhos não acreditando no que rapaz acabou de fazer. Ele segura com mais força seus cabelos invadindo sua boca até sua garganta a fazendo engasgar. Sem explicação sua intimidade fica ainda mais molhada com a investida do rapaz em sua boca. Ele usava sua boca como se fosse sua intimidade, saia e entrava ritmado soltando pequenos gemidos desprazer.


Itachi já não pensava, só obedecia o que seu corpo ansiava. Em um movimento rápido ele se retirou da boca de Tsunade e pelos cabelos a fez virar ficando de quatro com seu traseiro a mostra para ele. Ele se afunda em sua intimidade em um movimento rápido e profundo arrancando um gemido sofrido dela.


Ele a puxa pelos cabelos a fazendo arquear e conseguindo ir mais fundo. Em um ritmo rápido ele fazia Tsunade gemer mais e o espremer seu membro dentro dela. Sem aviso Itachi lhe da um tapa estalado em sua nádega deixando a marca da mão na pele branca, gostando do tom de vermelho ele lhe desfere mais um tapa agora na outra nádega e a apertando em seguida. Tsunade gemia alto a cada tapa que recebia.


_ Itachi...- ela gemia seu nome, entre um gemido e outro o fazendo pulsar dentro dela roubando gemidos roucos.


Não demora e ela se desmancha mais uma vez em um gemido audível. Mas não poderia deixar que esse jovem a subjugasse, soltando seus dedos de seus cabelos ela consegue girar fazendo Itachi cair na cama e em um movimento rápido se encaixou por cima de seu membro o fazendo gemer. Ele segura no bico dos seus peitos e os apertou torcendo levemente.

_ Seu moleque abusado, agora quem vai mandar sou eu. - segurando seus braços em cima de sua cabeça com força não deixava Itachi a tocar, ela descia e subia em seu ritmo, ele tentava se soltar mas estava preso. Mas ele não precisava das mãos, ergueu o quadril e entrava com força em seu interior a deixando sem reação e mole na sua investida, sentindo sua moleza ele solta suas mãos e a segura pelas nadegas entrando e saindo mais rápido.


Ele sai de dentro dela colocando as costas dela no lençol macio da cama aproveita de sua moleza e segura seus seios e coloca seu membro entre eles, continua seu movimento apertando seus seios fartos.


Até que não aguentando sai dessa posição se afundando mais um vez em sua intimidade com rapidez e necessidade até se afundar pela última vez se derramando dentro de Tsunade a apertando contra seu corpo. Ele se afunda seu rosto nos seios da mulher a segurando em um abraço apertado. Ela o segura ali por um tempo seus olhos estavam sem foco tentando processar tudo o que aconteceu distraída fazia carinho na cabeça do rapaz.


Sem presa ela se move e levanta de seu colo. Ele também não sabia o que fazer foi levado pelo desejo e agora não sabia o que ela poderia fazer com ele. Conhecia sua fama e sua força e em seu estado seria fácil ela o imobilizar.


Ela foi até sua escrivaninha rabiscou algo no papel com uma caneta e mostrou para ele a nova receita e o entregou.


_ Aqui está a nova fórmula do remédio. - a deixou em cima da mesa pegou o copo e o saque estavam ali também se serviu tomou o conteúdo do pequeno copo de uma vez e foi para o banheiro se limpar.


Itachi se levanta meio atordoado com sua atitude e segue para o banheiro para se desculpar com ela. Ela já estava na banheira de olhos fechados. Quando ele já estava próximo da banheira ela abre devagar seus olhos cor de mel o encarando.


_ Já não tem o que quer? O que ainda faz aqui rapaz?


_ Eu vim me desculpar por minhas atitudes, fui movido pelo desejo. - ele fala baixo e calmo a encarando, ele se aproxima colocando sua mãos devagar em seu rosto juntando seus lábios. Ele entra na banheira por trás de Tsunade e começa uma massagem devagar em seus ombros arrancando suspiros.


_ Você é um jovem interessante Itachi, feroz e delicado. - ela fala relaxando em seus braços. Ele dá um sorriso baixo do seu comentário.


Ele a abraça pelas costas beijando seu pescoço. Ela sente a excitação dele em suas costas. E com um sorriso meio bobo ela se vira para encara-lo. Ele agora com um sorriso de lado encantador olha desejoso para seus seios e com a ponta dos dedos aperta o bico do seu seio arrancando um gemido baixo dela.


Ela o beija enquanto ele se encaixa novamente entre suas perna, ela desce o corpo e desliza por seu membro o fazendo arfar. Ela então começa o movimento e Itachi não ousava se mexer queria se desculpar e deixaria que ela ficasse no comando e ela assim o fez ela subia e descia na sua velocidade enquanto ele se deliciava em seus seios fatos ora apertava, ora coloca um na boca, beliscava seus bicos com os dedos e com os dentes. Até ela se desmanchar mais uma vez nele ficando mole em seu colo. Itachi sabia o que tenha que fazer, sentindo ela pulsando ele segura em sua cintura com rapidez continuou o movimento que a fez se derreter e quanto mais ele entrava e saía sentia ela se contorcer em suas mãos. A água da banheira batia na borda e derramava no chão do banheir


Ele desce uma das mãos e aperta seu clítoris escutando ela gritar de prazer enquanto ele ainda investia em sua intimidade com pequenos rosnados que saiam da sua boca até ser inundada com o prazer dele mais uma vez. Eles se beijam mais uma vez e ela descansa sua cabeça em seu peito adormecendo. Ele faz carinho em seus cabelos loiros e dá um beijo em sua bochecha


_ Obrigado Tsunade. - ele deixa ela na banheira e recolhendo suas roupas, se vestiu, pegou a receita na mesa e partiu.


Segui sua caminhada sozinho com o fardo do manto negro nas costas, sangues nas mãos e pouco tempo para ajudar seu irmão a superar seus poderes.



2 Juin 2021 17:05:03 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
La fin

A propos de l’auteur

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~