liastilinki LiaStilinki Pereira

E se sua vida toda fosse, basicamente, uma mentira? Se na verdade, quem lhe disseram ser seu pai não era? O que você faria? Em quem acreditar se nesse tempo todo, duas pessoas, super importantes para você, te ocultaram uma verdade importantíssima? Bem, esse é o caso de Stiles Stilinski e sua irmã gêmea Stela Stilinski. Que depois de desesete anos, descobriram que seu "pai" Noah Stilinski, na verdade não era seu pai biológico, ele ficou com sua mãe, Claúdia Stilinski após ela ter engravidado de um homem que conheceu em um bar, em uma noite qualquer e acabaram por terem ido para a cama, após terem bebido juntos.


Fanfiction Série/ Doramas/Opéras de savon Tout public.

#["teenwolf","supernatural","gêmeos","samwinchester","deanwinchester Stilesstilinski","","lydiamartin","liamdumbar","scottmccall"]
0
1.2mille VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les vendredis
temps de lecture
AA Partager

Episódio 1

Episódio 1O descobrimento do segredo.


POV Stela


E lá estava eu junto de Stiles deitados na minha cama no nosso quarto. Era mais um dia comum, já fazia uns dois meses que nenhum ser sobrenatural ou caçador tentava nós matar, ou seja, estava uma calmaria, o que era ótimo, pois assim podíamos curtir um pouco a vida de um adolescente normal.


Depois que tudo aquilo do Nogtsune passou, eu e Stiles pedimos ao Cris Argent que nos ensina-se como sermos caçadores, para assim ajudarmos o pack. Eu e Stiles acabamos por ficar ótimos com kunais, armas de fogo, armas brancas, katanas e até mesmo no arque e flecha, em homenagem a Alisson. Eu sinceramente prefiro as kunais e minhas duas adagas, por isso sempre ando com elas onde quer que eu vá, principalmente as adagas, já o Miec prefere a katana. Mas também sempre leva algumas kunais com ele.


Enquanto nós estávamos sentados na cama, eu desenhava ele, que estava lendo alguma coisa no notebook.


- Ei, Miec...


- Fala Ste.


- Você pode se virar só um pouquinho para eu acabar de te desenhar? - disse, voltando a olhar para o desenho, acabando alguns detalhes.


- Claro. - falou se virando, junto do notebook.


- Valeu mi amoré.


- De nada mi vida.


- Tá vendo o que nesse notebook? Faz mô tempo que você tá nele. - Enquanto eu falava eu ia acabando de o desenhar.


- Só lendo algumas coisas sobre seres sobrenaturais, para caso nós um dia precisarmos.


- Certo. - Disse dando o último detalhe no desenho. - Acabei, quer ver?


- Huhum.


Virei o desenho para ele, ele consistia no Stiles deitado com notebook na barriga, um de seus braços atrás de sua cabeça, afrente da cabeceira da cama onde ele estava apoiado, já o outro ele usava para mexer no notebook.


- Ficou ótimo Clone. - Falou usando um velho apelido que ele havia me dado.


- Valeu Cópia. - Disse voltando o Caderno de desenhos para mim e logo após dou um sorriso para ele.


- Olha pra mim que horas são? - perguntei me levantando, indo guardar o caderno, o lápis ea borracha.


- São 14:37, Vai demoram pro pai voltar com a comida, pior que hoje ele faz turno extra ainda. - depois de dizer isso ele bota o notebook em cima do bide.


- Não tem nada pra fazer. - digo manhosa me jogando por cima de Stiles.


- Stela, acho que tive uma idéia!


- Qual? - levanto minha cabeça para olhar em sua direção.


- Lembra que o Pai tava mexendo em umas caixas lá no sótão? Que tal nós irmos lá ver se tem alguma coisa legal?


- Porquê não? Vamos lá.


Me levantando de cima dele, e depois espero ele se levantar.


Depois de levantar, ele vai na minha frente até a porta do sótão. Paramos abaixo da portinha e Stiles, por ser um pouco mais alto que eu, puxa a corda. Assim que a escada acaba de descer, subimos por ela para entrarmos em um lugar empueirado e que fedia a mofo.


Logo que entramos, eu soltei um espirro, sequi direto para um janela que tinha ali ea abri. Voltei para perto de Stiles que já tinha pego uma caixa.


- Olha, são fotos da Mãe e do Pai. - Me mostrou uma foto, nossos pais estavam um a o lado do outro, mamãe tinha uma mão apoiada no ombro de papai e a outra na cintura. Já papai tinha o braço em volta de sua cintura e a outra estava ao lado do corpo.


- É bem estranho ver eles jovens, ainda mais que nessa época a mamãe tinha o cabelo comprido....


- Verdade..


Voltamos a olhar as fotos. Em praticamente todas os dois estavam juntos e sorrindo, havia algumas da mamãe sozinha. Mas na maioria eles estavam juntos.


- Stiles, olha são nossas coisas de bebês. - Falei mostrando a caixa e depois abrindo ela. - olha como éramos pequenos hahaha.


- Hahaha, nem parece, olha o nosso tamanho agora. Não acredito que cabiamos nisso.- Olhei para as roupinhas de bebê que ele havia pego, eram bem pequenas mesmo, mas eram tão fofinhas.


- Meu Deus, olha que fofo! - peguei dois pares de sapatinhos e mostrei para Stiles.


- Hahahaha, isso é muito estranho. - riu.


Voltei a mexer na caixa, eram várias roupinhas, sapatinhos, algumas tiarinhas que deviam ser minhas, alguns brinquedos velhos. Basicamente tudo que haveria em uma caixa como essa.


Depois de olhar mais um pouco, me virei para ver se tinha mais alguma caixa interesse alí perto. Foi nesse momento que eu tinha me virado para pegar outra caixa que Miec me cutucou.


- O que foi?


- Veja você mesma... - Depois de dizer isso ele me entregou um papel.


Peguei-o na mão e comecei a lê-lo. Era um teste de DNA, olhei para o canto onde Stiles provavelmente havia achado, e era no fundo de uma das caixas onde haviam nossas coisas, vinha da caixa mais escondida, e ainda por cima, aquele papel devia estar no fundo, pois ela estava completamente vazia.


Voltei a olhar para o papel, fui direto para onde tinha a parte importante, ou seja, onde havia os DNA'S. Foi aí que o choque veio... O nosso DNA batia com o da nossa mãe, mas não com o de nosso pai. Olhei por mais uns dez segundos para o pedaço de papel incrédula.


Aquilo não podia ser verdade, não era possível. Olhei para Stiles e ele não estava em a situação tão diferente da minha.


Acabamos de descobrir que a nossa vida toda era uma mentira por completo. Olhei para o lugar onde seria o lugar onde constaria quem era o nosso pai biológico.


Olhei para o nome e o disse em voz alta.


-Samuel Winchester.Quem será esse cara?


- Não faço a mínima ideia. Nunca ouvi falar dele em toda a minha vida.


- Somos dois então. Mas temos uma certeza, ele é o nosso pai biológico. - Entreguei o papel para ele.


- Sim. - falou dobrando o papel e botando ele no bolço da calça jeans. - Acho que vamos ter uma longa conversa com o nosso "pai" hoje. - fez aspas com as mãos quando disse a palavra "Pai".


- Concordo com você. - Depois de ter falado isso, nos levantamos e caminhamos até a saí .


Fechamos a porta do sótão e fomos direto para o quarto. Deitamos na cama em silêncio, olhamos para o teto tentando digerir tudo que havíamos descoberto.


Me virei de lado e fechei os olhos. Senti Stiles fazer o mesmo, logo eu o abracei e pegamos no sono, acho que essa era a melhor forma de digerirmos tudo aquilo.


Continua...








23 Mai 2022 17:36:18 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
Lire le chapitre suivant Episódio 2

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~

Comment se passe votre lecture?

Il reste encore 5 chapitres restants de cette histoire.
Pour continuer votre lecture, veuillez vous connecter ou créer un compte. Gratuit!