saayxx ₓ˚.᥉ᥲᥲᥡ ୭

Jungkook e Hyerin são "inimigos" a rixa foi criada mais pelas fãs, porque os dois parecem estar sempre disputando o primeiro lugar em todas as paradas musicais. Infelizmente os dois realmente não vão com a cara um do outro, por uma briga que tiveram quando eram ainda adolescentes e estudavam na mesma escola. Porém, as coisas mudam quando as empresas decidem juntar os dois, em um noivado falso, apenas para aumentar ainda mais a popularidade de ambos os artistas. JungKook | Hetero | +18 | Casamento Falso Criada: 24/ 05/ 20 Postada aqui: 14/05/21 ©saayxx


Fanfiction Groupes/Chanteurs Interdit aux moins de 18 ans. © ©saayxx

#Romance #BTS #Yoongi #Joy #Amizade #Conflitos # #JungKook #Yugyeom
1
1.6k VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les vendredis
temps de lecture
AA Partager

1. A conferência de imprensa

Minha maquiadora se afastou, me dando o sinal de que já tinha terminado seu trabalho, me observei no espelho, o batom um pouco avermelhado me deixava com uma aparência ainda mais pálida. Ao me levantar, puxei a barra do meu vestido preto um pouco mais para baixo e arrumei o cordão que pendia em meu pescoço. Eu estava ansiosa e nervosa, tinham me entregado um roteiro com a estória que iríamos contar, eu tinha decorado parte dele, contando que oJeontivesse feito o mesmo, assim não deixaríamos muitas pontas soltas.

Pelo reflexo do espelho vi minhamanagerfazer um sinal para que eu a seguisse, e obedeci deixando meu celular nas mãos dela enquanto caminhávamos pelos corredores da BigHit. Aquela era a minha primeira vez naquele prédio e eu sentia como se meu coração fosse pular do peito, a qualquer momento.

JungKookeseu manager estavamnos esperando na ante-sala, oJeonlevantou os olhos na minha direção assim que notou minha presença no local. Ele parecia completamente entediado emal-humorado. Diferente do que eu sempre fazia ao encontrar umsunbae, não lhe fiz uma vênia e muito menos sorri para ele.

—SenhoritaHyerin. — Sejin me cumprimentou e para ele, fiz uma breve vênia — Obrigada por aceitar que a coletiva fosse aqui.

— De nada.

— Bom, ambos estudaram o roteiro que entregamos? — minhamanagerindagou e nós dois assentimos — Ótimo, aqui está as alianças de noivado. Usem sempre por favor, é importante que ninguém desconfie que esse relacionamento é falso, nos traria um grande prejuízo.

Ela se aproximou de mim, abrindo uma pequena caixa de veludo preto. Lá dentro estavam duas alianças de noivado com uma linha talhada, a minha tinha uma pequena diferença da deJungKook, ela possuía um pequeno cristal encrustado na peça. A peguei com cuidado e logo Hani foi até oJeon.

— São nossos nomes gravados no espaço interno? — o moreno indagou aproximando o anel dos olhos. Fiz o mesmo, lendo o nome 'JungKook', gravado na minha — Vocês não acham um exagero? Ninguém além de nós dois vai usar a aliança, não tem necessidade de gravar os nomes.

— Vocês podem perder e se alguém achar vai saber que pertence a um de vocês. — SeJin afirmou.

Ignorando o fato dos nomes gravados, coloquei a aliança no meu dedo anelar da mão direita.JungKookfez o mesmo e nos encaramos por breves minutos. Ele estava muito bem-arrumado, um pouco diferente do que eu costumava ver ele em fotos por aí, os moletons tinham sido substituídos por uma camisa, jaqueta larga,calçajeanse um boné, todas as peças em preto. Combinamos de um certo modo, no entanto, eu tinha certeza de que tinha sido ideia dosmanagers, usarmos as mesmas cores hoje.

— Bom, sorriam, sejam carinhosos, fiquem de mãos dadas. Vocês têm a total liberdade para flertar em público. — SeJin informou e desviei meu olhar doJeon.

—Okay.

— Vocês entram em cinco minutos, vamos terminar de arrumar alguns detalhes, logo retornaremos para chamar vocês.

Desse jeito me vi sozinha na ante-sala com o moreno. Ele permaneceu sentado no sofá branco e apesar de não querer me aproximar muito, caminhei até o estofado e me sentei ali, sentindo minhas pernas darem glória por finalmente poderem descansar. Aqueles saltos estavam começando a me incomodar. Pelo canto de olho notei que oJeonmexia em seu celular, ignorando completamente minha presença no local. Não que isso fosse novidade para mim, afinal, desde que saímos do ensino médioJungKooke eu não nos dirigimos a palavra, pelo menos até o momento.

O moreno poderia ter uma aparência e voz angelical, mas de anjo ele não tinha realmente nada.JungKooknão passava de um grosso, mal-educado. Estudamos na mesma escola,juntamente comvários outrosidols, que lá foram admitidos também. Nossa briga foi feia e só não fomos expulsos por intervenção de nossas empresas.

—JungKook,Hyerin, está na hora. — Hani apareceu na porta da sala e respirei fundo antes de me colocar de pé, com o moreno que tirou o boné e o jogou sobre o estofado — Não se esqueçam de ficar de mãos dadas.

OJeonparou em pé ao meu lado e me olhou, erguendo a mão no ar em um pedido silencioso para que eu lhe desse a minha. Ainda hesitante, juntei nossas mãos sentindo a palma macia doJeon. Mesmo estando completamente desconfortável, relembrei que tudo aquilo duraria apenas seis meses. Ser a noiva falsa deJungKooknão seria assim tão ruim, certo?

— Hora doshow! — SeJin sorriu animado e nós dois saímos da ante-sala.

Sorri imediatamente ao ver a quantidade de pessoas sentadas no auditório da empresa, nossas fãs estavam em uma parte mais afastada do palanque e dois jornalistas ali sentados.Flashssurgiram de todas as partes assim como gritos. Acenei com minha mão livre e juntos eu eJungKooknos aproximamos da mesa.

— Boa tarde, estamos muito felizes de estar aqui com vocês. — disse.

— Esperamos tirar todas as suas dúvidas essa tarde. — o homem ao meu lado disse, esboçando um sorriso — Podemos começar?

Os jornalistas exibiram sorrisos empolgados e logo várias mãos estavam levantadas.JungKooknão demorou a escolher uma mulher vestida com um terninho.

— Há quanto tempo vocês estão juntos? — ela questionou.

— Bom, namoramos há um ano. — respondi com um sorriso fraco.

— Como vocês se conheceram? — a mesma jornalista perguntou.

—Acho quevocês devem saber que nós dois estudamos na mesma escola durante o ensino médio. — dessa vez oJeonrespondeu — Não nos dávamos muito bem nessa época.

— Então vocês desmentem o boato criado pelos fãs de que vocês são inimigos? — dessa vez um homem inquiriu.

— Claro. — senti o amargor da mentira — Sempre ouvi pessoas próximas comentando sobre esse boato, porém, não entendo o motivo da criação dele.

— Nós nunca atacamos um ao outro publicamente e muito menos por de trás dascâmeras. — oJeonfirmou a resposta.

Isso era uma mentira, várias e várias vezes durante premiações eu eJungKooknos olhávamos com raiva, vez ou outra erguendo nossos dedos do meio, mas o motivo era devido ao nosso passado na escola e não a disputa de quem ficaria em primeiro lugar noschartsmusicais. Ambos somos cantores solos bem conhecidos, mas enquanto sou bem conhecida no país,JungKooké conhecido no meio internacional. Foi por esse motivo que criaram esse relacionamento falso, assim ele ficaria mais popular no país e eu internacionalmente.

— O casal pretende lançar alguma música, juntos?

Olhei paraJungKookque me encarou também, ambos sustentando sorrisos.

— Talvez. Nós dois ainda precisamos conversar sobre isso. — oJeonafirmou, sem desviar o olhar do meu.

Respondemos várias e várias perguntas. Em sua maioria as questões eram sobre nosso relacionamento, carreira e família. Tive que rir quando um jornalista questionou quando seria nosso casamento. Lhe dei uma resposta polida, afirmando que não tínhamos nada marcado ainda, mas que já estávamos conversando sobre. No entanto, mentalmente eu gritava que o casamento nunca iria acontecer.

— Como podemos ter certeza de que o relacionamento de vocês, não é falso? — fiquei tensa imediatamente — Até alguns dias atrás ninguém comentava sobre o envolvimento amoroso dos dois. Por que decidiram trazer isso a tona na mídia?Marketingou amor?

— No início, pensamos muito sobre como iríamos levar esse relacionamento. Decidimos manter ele em segredo até descobrirmos que nossa relação daria certo. — falei, tentando controlar minha respiração.

— Como assim até descobrirem se daria certo?

— Somos muito ocupados, quando eu não estou emtour, ela está participando de algum evento importante. Demorou bastante tempo, até que conseguíssemos deixar nossas agendas compatíveis. —JungKookrespondeu antes que eu tivessechance.

— Exatamente. Organizamos nossas agendas aos poucos e foi após o pedido de casamento que decidimos, contar aos nossos fãs sobre nossa relação. — finalizei.

Vi SeJin se aproximar com um microfone e só então entendi que a coletiva de imprensa estava terminada. Me coloquei de péao mesmo tempo queJungKooke logo nossas mãos estavam juntas mais uma vez.Nós despedimose fizemos uma breve vênia. Estávamos caminhando em direção a porta que nos levaria de volta a ante-sala, quando inesperadamente meu salto quebrou. Meu corpo foi ao chão imediatamente, já queJungKook— que estava segurando minha mão —, não me deu apoio.

Senti meu vestido subir alguns dedos a mais, e pela minha posição eu tinha quase certeza que minhacalcinhaestava sendo exibida para as pessoas. Me apoiei no chão, prestes a levantar quando senti algo cobrir meu quadril e coxas.JungKooktinha tirado sua jaqueta e colocado ali.

— Você está bem? — ele perguntou se abaixando ao meu lado.

— Estou. Obrigada.

Ele me estendeu a mão e eu a peguei. Usando sua mão livre,JungKooksustentou a jaqueta ao redor do meu quadril, impedindo que ela caísse. Devagar caminhamos até a ante-sala e assim que a porta foi fechada atrás de nós,Jungkookse afastou tão rápido como se estivesse tocando fogo.

— Obrigada por aquilo. — agradeci, arrumando meu vestido enquanto Hani soltava a correia do salto quebrado.

— Eu faria isso por qualquer um. —
respondeu seco, tratando de colocar a jaqueta novamente.

— Vocês foram muito bem lá fora, essa queda foi a grãfinaleda coletiva. — SeJin declarou.

— Foi sem querer, eu não esperava que o salto fosse quebrar. — afirmei.

— O que tornou tudo ainda mais perfeito. — dessa vez foi Hani que sorriu.

— Não teria sido tão bonito se eu tivesse quebrado o tornozelo. — fiz uma careta.

— Graças aos Deuses não aconteceu.
— SeJin ergueu as mãos para o alto.

— De toda forma. Mais tarde todos ostablóidesvão estar falando de comoJungKookfoi um cavalheiro ao ajudar sua noiva a se levantar depois de uma queda.

JungKookque se encontrava em pé, com as costas encostadas na parede, soltou um suspiro revirando os olhos.

— Já deu por hoje, não é? — o moreno reclamou.

— Hani, já fizemos tudo que tínhamos que fazer aqui hoje. Meu tornozelo está doendo e quero ir para casa. — minhamanagerlogo foi buscar sua bolsa e a minha — Obrigada por organizar tudo da conferência SeJin.

— De nadasenhorita.

Olhei para oJeonuma última vez, antes de seguir Hani para fora da empresa. A primeira coisa que fiz quando cheguei em casa foi cair na cama para dormir. Os próximos dias não seriam nada fáceis. Já conseguia ouvir os gritos de raiva das fãs histéricas deJungKook.

14 Mai 2021 23:55:51 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
À suivre… Nouveau chapitre Tous les vendredis.

A propos de l’auteur

ₓ˚.᥉ᥲᥲᥡ ୭ ✒ . . . ⇢ ⌗᥉ᥲᥲᥡ᥊᥊❜ alto declarada amante do vinho, sem nem ao menos saber como degustar um da maneira correta, Saay ainda não decidiu qual faculdade irá cursar, mas tem em mente de que se nada der certo ela irá vender sua arte em uma das praças da cidade.

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~