atherabeckman Ruana Aretha

Lissa e Drummond tem encontro marcado todas as noites no mundo astral. Podem ser sonhos, aventuras ou pesadelos, mas essa dupla precisa resolver missões no mundo espiritual, apesar do que possa aparecer na frente deles. Mas Lissa precisa aprender a lidar com os seus próprios medos para poder ajudar os semelhantes dela.


Histoire courte Interdit aux moins de 18 ans.

#sonhos #noite #missão #espiritualidade #plano-astral #sonhar
Histoire courte
1
663 VUES
En cours
temps de lecture
AA Partager

Plano astral

Lissa estava sentada a frente de algo que se assemelhava a um espelho, mas em ritmo frenético observava faces, conseguia alcançar quem quisesse por ali. Aquele espelho poderia a levar em qualquer lugar do mundo. Ao lado havia um amigo espiritual, se chamava Drummond, estava presente em todas as missões que eram impostas a ela.

O lugar era escuro, Drummond e Lissa estavam sentados numa espécie de banco de igreja, como se esperassem a vez deles, as luzes eram dispersas naquele lugar. Se olhasse para cima veria vagalumes e uma mistura de luzes bem amarelas que poderiam ser confundidas com lâmpadas incandescentes.

Lissa nunca entendeu porque era chamada para ir aquele lugar todas as noites, era só dormir que o banco a esperava, mas não pensem que ela estava sozinha, ela tinha amigos espirituais que a salvariam de qualquer encrenca que se metesse no plano astral.

-Lissa, o que faz por aqui? — Perguntava uma voz distante.

- Quem é você? — Lissa tenta navegar com os olhos em meio aquela escuridão.

- Alguém que não precisa ver ... — Dizia a voz mais distante ainda.

-Não o ouça, são vozes que dispersam a mente para não completar a sua missão. Saiba que você tem pressa, a noite passa rápido e não podes gastar tanta energia assim. — Dizia Drummond.

O Drummond era o seu fiel escudeiro e protetor no mundo dos sonhos ou seria o plano astral, onde o seu espírito sai do corpo e vaga pelo plano astral, para ela esse mundo não passa de sonhos, mas Lissa se enganava. O plano astral existia e ela era reconhecida por lá, ajudava até mesmo os vivos, no entanto, ainda chegaremos nessa parte.

Naquela noite Lissa tentava desvendar quem seria o impostor da família dela através do espelho, teve alguns minutos de espera para poder desligar-se complemente do seu corpo, então adentrou no mundo dos 'sonhos'. A família de Lissa passava por situações espirituais inexplicáveis , então a sua busca iniciou em mundos diferentes. Atravessou o portal do espelho e estava tudo tão escuro, passou algo correndo do seu lado e a empurrou forte para algo que assemelhava um rio, Lissa estava em um barco com ondas fortes que batiam e as velas se fechavam em meio a uma tempestade escura, se segurou com o Drummond em um haste que havia no barco.

-Segure-se, vão nos empurrar ainda mais ! — Drummond gritava em solavanco.

- Vamos cair! — Gritava Lissa.

De repente o barco ia sendo engolido pela escuridão, Lissa fechou os olhos e já estava em outra realidade. Uma banco largo a frente de uma biblioteca, e quando ela tocou nos livros que haviam em cima da mesa despertou muitas aranhas pequenas que se impregnaram em seu corpo e ela tentava as espantar, sem gritos, apenas se assustou, porque tudo era ilusão da sua mente, as aranhas significavam algo. Lissa tinha que descobrir quem queria impedir sua descoberta.

Quando surge espíritos do mais alto escalão para retirar aquela rebelião de aranhas de cima dela e do Drummond que corria no meio dos bancos enormes sacudindo todo o corpo. Lissa estava sentada e sem reação, jogavam muita luz em cima de Lissa e as aranhas se dissipavam em meio ao ar.

- Eu não sabia o que fazer, eu não sabia o que falar, estou perdida, me sinto perdida, não sei, não sei... Lissa despertava atônita na sua cama as 2:48 da madrugada.

11 Avril 2021 23:10:22 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
2
À suivre…

A propos de l’auteur

Ruana Aretha Olá!🌻 Tudo bem? Neste perfil você encontrará poesias, contos e histórias com temperos diferentes ( um pouco de drama, um pouco de reflexão, um pouco de romance, a realidade in natura, fantasias, lendas). Agradecida por toda gentileza!

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~