choientist Beatriz Fernanda

Alice ainda está na fase da abstinência e cada dia é uma batalha diferente sem o seu cigarro, no entanto, Nico aparece em sua vida para espantar a fumaça da tristeza e trazer fogo aos seus dias.


Histoire courte Déconseillé aux moins de 13 ans.

#alucinação #abstinência #cigarro #vício #original
Histoire courte
0
2.0k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Nico(tina)

Engoliu um grande gole de água e enfiou o remédio azulado dentro da boca. Fez uma careta ao sentir o gosto amargo impregnar em sua língua e caminhou até o espelho. Alisou os fios loiros desgrenhados em volta da cabeça pequena, em seguida apertou a boca rachada pelo frio e depois observou o pijama amassado. Havia passado o dia todo na cama, sem vontade de levantar; aquela temperatura baixa não ajudava em nada o seu ânimo para viver.

Permaneceu alguns minutos mais se encarando e seus olhos — por instinto — pousaram no maço deDunhill em cima da escrivaninha. Ele estava intacto; permanecia ali como uma tentação, porém, também, como uma conquista para ela. Fazia duas semanas que tomavaChampix e, consequentemente, fazia duas semanas que não fumava. As pontas de seus dedos pareciam coçar e o médico havia dito que era normal, ainda estava na fase da abstinência. Às vezes se pegava soltando uma fumaça invisível pelo nariz e quase chorava de frustração.

Deixou o ar sair por entre seus lábios pela força do hábito e a dor de cabeça começou. Toda noite, desde que decidira largar o cigarro, era assim: um dos intermináveisefeitos colateraisdo remédio.

— Alice, venha logo. — O pedido a despertou de seu estupor; seu nome sempre era proferido com muito carinho porele. Virou para a cama e o viu deitado, o tronco forte e exposto. Sorriu e engatinhou até estar bem próxima de seu rosto. A barba rala fez cócegas em sua bochecha. Observou os olhos castanhos dele, profundos e enigmáticos. Alice não sabia o nome dele e nem queria saber, havia o apelidado de“Nico”por brincadeira, porque sempre estava cheirando à nicotina, eaquela brincadeira acabou ficando.

Nico parecia se importar mais com ela, do que Alice com ele. A relação era estranha se observada de fora, mas apenas eles dois sabiam o sentimento forte que os unia. Haviam se conhecido há nove dias — em uma farmácia perto da casa dela; ele comprava um maço de cigarros e ela o tal Champix —, contudo não podia mais imaginar sua vida sem a presença protetora e inebriante dele.

— Eu acho que te amo — confidenciou ela, sentindo o rosto ficar quente. Ele riu, negando com a cabeça.

— É melhor você dormir. O remédio está te deixando doidinha — retrucou baixo, arrumando-se embaixo das cobertas. Alice concordou e deitou no mesmo travesseiro que ele, soltando o ar com força dos pulmões. A presença dele era quase imperceptível, entretanto, não deixava de ser agradável.

Antes de fechar os olhos uma incômoda sensação começou a tomar conta de sua mente; antes parecia uma agulhada no cérebro, depois doeu de uma forma assustadora, como uma marretada na cabeça.

Nico não estava ali.

Nico não era real.

Nico era uma fantasia de sua mente doente.

Nico era fruto do Champix.

— Durma, Alice, pare de se preocupar tanto — murmurou com a voz grossa, fazendo um carinho leve na cabeleira loira dela. — Eu estarei aqui.

Sorriu de lado e ajeitou a cabeça em seu peitoral quente, sentindo o cheiro forte de nicotina impregnar suas narinas. Aquilo causou uma paz em seu interior agitado e pôde relaxar a musculatura, deixando o sono tomar conta da mente conturbada. Real ou não, ele era o seunovo vício.

E Alice não o deixaria sumir como a fumaça dos cigarros que antes usava.

1 Mars 2021 04:06:31 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
La fin

A propos de l’auteur

Beatriz Fernanda ↬ The Sopranos, Downton Abbey, Peaky Blinders, Beastars, Brooklyn Nine-Nine, The Office, The Good Place e Sherlock. ↬ Detroit: Become Human, The Last of Us, God of War e Resident Evil.

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~