misuhotita Thais Grigorio

[Fanfic ligada a Revelações] Mais um natal, e, Bruce e Diana estão se preparando para uma noite especial, repleta de amor e de carinho.


Fanfiction Comics Tout public.

#romance #natal #batman #Diana-Prince #Mulher-Maravilha #bruce-wayne
Histoire courte
0
2.3k VUES
En cours
temps de lecture
AA Partager

Capítulo Único

Mais uma véspera de natal chegou e, na Mansão Wayne, todos os preparativos para a noite estão a todo o vapor. Todos os empregados da Mansão Wayne estão trabalhando muito, a fim de prepararem o jantar que Bruce quer oferecer a sua amada.

Esta noite, Bruce quer algo especial. Uma noite para ele e Diana, para que possam, mais uma vez, celebrar este amor tão intenso que sentem um pelo outro.

Um amor profundo e verdadeiro que é mais forte do que qualquer coisa que já tenham sentido. Um amor que é capaz de vencer todas as dificuldades que a vida possa colocar em seu caminho. Um amor que é capaz de transpassar barreiras.

Para Bruce, Diana é absolutamente tudo.

Ela é o seu mundo.

A razão para ele acordar todas as manhãs e conseguir sorrir, pois Diana foi quem lhe devolveu a luz, quando todo o seu mundo era tomado pelas trevas.

Diana foi a responsável por não apenas lhe devolver a felicidade, como também lhe mostrar um novo mundo de possibilidades. Com Diana, ele viveu os momentos mais intensos de sua vida, momentos de felicidade, momentos de medo, de angústia e de sofrimento. E, a cada prova que os dois enfrentavam, a cada obstáculo que era colocado em seus caminhos, eles sempre saíram mais fortes deles.

A cada provação, o amor que compartilham apenas se fortalece. E, esta noite, tudo o que quer é celebrar, não apenas o natal, não apenas mais um natal que estão juntos, mas o amor que ele sente por ela.

Quer mostrar a Diana que, desde que ela entrou em sua vida, o natal passou a ter um outro sentido, um sentido muito mais belo, repleto de luz e de cor.

Desde que perdera seus pais, quando tinha apenas oito anos de idade, a vida para ele perdera o sentido. Tornou-se um homem frio, o qual não ligava para sentimentalismos e, por isso mesmo, não havia mais comemorado o natal, que, para ele, nada mais era do que um dia como qualquer outro.

Mas, tudo isso mudou desde que a Princesa das Amazonas entrou em sua vida.

Diana, seu raio de sol lhe deu amor e vontade de, ano após ano, comemorar o natal. Lembra-se perfeitamente do primeiro natal que comemoraram juntos, na época, ela estava grávida de Dara e, desde então, cada natal tem sido inesquecível.

Para ele, Diana é simplesmente a mulher mais incrível da face da terra, a única pessoa que consegue mexer com ele de uma forma completamente intensa, como nenhuma outra pessoa na face da terra é capaz de mexer. Ela é a única pessoa que faz com que ele seja capaz de perder o controle, que faz com que ele mostre uma face que, para todas as outras pessoas, é completamente desconhecida.

Diana é simplesmente o seu mundo, e, é por isso que essa noite, tem de ser tudo perfeito, porque o seu mundo, o grande amor de sua vida merece o melhor.

O Wayne deixa a sua suíte e, segue para a sala de jantar, onde alguns dos empregados estão arrumando a mesa para o jantar que está por vir, enquanto outros estão na cozinha, a fim de prepararem o banquete para esta noite que, para ele, não pode ser menos do que perfeita.

Assim que chega a sala de jantar, vê que Alfred está dando algumas instruções aos empregados e, imediatamente, ele se aproxima de seu mordomo, dizendo:

― Alfred, por acaso você viu Diana e Dara?

Assim que ouve a voz de seu patrão, Alfred não perde tempo e, se aproxima dele, dizendo:

― Olá, patrão Bruce. Elas estão no jardim.

― Obrigado, Alfred. – agradece o Wayne.

― Não há o que agradecer, Patrão Bruce.

Bruce troca mais algumas palavras com Alfred, todas elas referentes a noite que está por vir, e, e seguida, se dirige para o jardim, onde o barulho de uma criança brincando na neve logo chama a sua atenção, fazendo com que um raro sorriso, desses que ele só dirige a sua família, surja em seus lábios.

Família.

É incrível como Diana transformou essa palavra e, agora, ela tem um sentido todo novo em sua vida, um sentido que é muito mais do que especial. Com Diana, pode recomeçar a sua vida, de uma forma que, ele sequer seria capaz de imaginar. E, é por amor a esta mulher tão maravilhosa, por amor a esta família que eles construíram juntos é que ele faz questão de comemorar o natal todos os anos. Porque Diana e Dara merecem isso, merecem comemorar esta data tão única que é o natal.

Por elas é que, ano após ano faz questão de comemorar o natal.

Vê Diana sentada em uma cadeira vendo a filha brincar com uma cadelinha, com um bebê de aproximadamente quatro meses em seu colo. E, ao ver tal cena diante de seus olhos, mais uma vez, Bruce simplesmente não consegue deixar de sorrir. Sorrir por ver o quanto entregar o seu coração para Diana valeu a pena, pois, apesar do último ano ter sido difícil, principalmente por conta da gestação de Diana e de tudo o que ela trouxe, uma das crianças conseguiu sobreviver e, tanto para ele quanto para Diana, isto foi motivo para seguirem em frente.

Os dois sabem que, quando se luta contra o crime, não é fácil viver uma história de amor, principalmente por conta do grande número de inimigos que eles têm, e, como era de se esperar, Diana acabou por se tornar um alvo. Mas, apesar das dificuldades, eles têm conseguido sobreviver a tudo e, prova disso está ali. Diana, Dara e Aurora, sua caçula, a quem eles batizaram com este nome por conta das circunstancias em que a pequena veio ao mundo. Ela, que sobreviveu por um milagre, milagre este pelo qual tanto ele quanto Diana são muito mais do que gratos.

Aproxima-se de sua amada Princesa das Amazonas, e, tão logo os olhos de Diana se fixam no Wayne, ela se levanta e caminha até ele e, em questão de segundos, a distância entre os dois é encurtada, um ficando de frente para o outro.

Bruce não perde tempo e, tira a bebê dos braços da mãe, uma menininha de cabelos negros e olhos azuis, tal como Dara, e, em seguida, ele toma os lábios da Princesa das Amazonas nos seus, em um beijo repleto de amor e de carinho. Um beijo repleto de sentimentos que o verdadeiro amor é capaz de mostrar.

Diana corresponde ao beijo com uma grande intensidade. Com todo o amor que ela nutre por este home, a quem ela ama com uma força que nunca pudesse ser capaz de amar. O amor que sente por este homem é tão grande que palavras simplesmente não são capazes de expressar e, enquanto se beijam, ela demonstra a ele todo este amor que devota a ele, este amor tão profundo e intenso que simplesmente não sabe dentro de si.

Um amor que, a cada dia torna-se mais e mais forte. Um amor pelo qual ela agradece muito por ser correspondida.

Por vários minutos, eles permanecem assim, um ao lado do outro, um entregue nos braços do outro enquanto compartilham deste amor tão intenso.

Terminam o beijo de forma tão apaixonada e intensa quanto começaram e, por vários minutos, permanecem apenas um olhando para o outro, em uma clara demonstração de afeto. Bruce toca gentilmente o rosto de Diana, que, sente a sua pele se incendiar ante o toque do homem que ela ama com todas as forças de seu ser. Que ela ama com uma intensidade que chega a doer.

Sorri para ele ao mesmo tempo em que também lhe toca o rosto, sentindo o contato de sua pele contra a dele, como se a sua alma estivesse se unindo a dele. Pois, o que ela sente, o que sempre sentiu, é que suas almas se completam, e, estar ao lado de Bruce é o que a torna verdadeiramente feliz. Estar ao lado dele e desta família tão bela que construíram juntos.

No colo do pai, a pequena Aurora começa a dar alguns resmungos e, Diana logo tira a pequena do colo do pai, voltando a se sentar na cadeira, a fim de que possa amamentar. E, enquanto a princesa das Amazonas amamenta, Dara se aproxima e abraça o pai, ao mesmo tempo em que olha admirada a mãe amamentando sua pequena irmãzinha.

­ ― Ela mama muito. – Dara comenta com o pai.

― Você também era assim quando era bebê, dará. – comenta Bruce, acariciando os cabelos de sua filha.

― Mesmo, papai? – Dara não parece muito convencida.

― Mesmo, Dara. – continua Bruce – A Aurora se parece muito com você, quando era bebê.

― Então quando ela crescer ela vai se parecer comigo?

― Eu creio que sim, minha filha.

Enquanto amamenta, Diana não consegue deixar de sorrir ao ouvir a conversa de pai e filha. Ela chama Dara com os olhos que, não perde tempo em se aproximar de sua mãe, começando a acariciar os cabelinhos de sua irmã, que está concentrada em sua mamada.

― Eu amo muito ela, mamãe. – comenta Dara, sorrindo.

As palavras de Dara fazem com que o coração da Princesa das Amazonas se encha de uma ternura muito grande. Desde o dia em que Aurora nasceu, Dara vem se mostrando uma irmã muito carinhosa, o que só faz com que o coração de Diana se encha de alegria e de felicidade.

Diana termina de amamentar, e, entrega Aurora para o pai, pegando Dara no colo, e, os quatro voltam para o interior da mansão, a fim de se prepararem para a noite que está por vir.

Ao chegarem ao interior da mansão, Diana coloca Dara no chão, e. a menina não perde tempo em correr para o seu quarto, a fim de se preparar para a noite que está por vir. Diana e Bruce então seguem para o quarto de Aurora, onde Bruce não perde tempo em colocar a filha caçula adormecida no berço, beijando-a de forma delicada, para então, ao lado da Princesa, deixar o quarto.

Os dois então seguem para a suíte presidencial, onde, os dois não perdem tempo e se jogam nos braços um ao outro, beijando-se de forma completamente apaixonada enquanto estão nos braços um do outro.

Para eles, a noite será muito mais do que especial, pois, será o primeiro natal de Aurora, o primeiro natal que passarão os quatro, e, por isso mesmo, será uma noite que nenhum dos dois irá querer esquecer. Será uma noite que irão querer levar para o resto de suas vidas, como acontece com todos os natais que passaram juntos, desde o momento e que os dois assumiram este grande amor que sentem um pelo outro.

Resolvem tomar banho juntos, e, enquanto estão na banheira, se amam mais uma vez. Se amam de forma intensa, entregando-se completamente a este sentimento que nutrem um pelo outro. Amam-se com um amor profundo e verdadeiro. Um amor tão puro, tão profundo que apenas se fortalece com o passar dos dias. Um amor que nada é capaz de superar.

Após o banho, os dois vão se arrumar para o jantar que está por vir. Bruce vestindo um elegante smoking e Diana, um lindo vestido de festa verde Tiffany, de seda, com um decote bem sensual.

Ao ver a mulher a sua frente, Bruce sente-se um homem totalmente agraciado, pois, fora presenteado com um anjo em forma de mulher, alguém que o entende como ninguém. Uma mulher que é sua amiga, sua companheira, alguém que o entende como ninguém. Um raio de luz que há anos ilumina as trevas de sua vida.

Diana é tudo para si, e, dia após dia, não cansa de devotar o seu amor para ela, a fim de que ela saiba que, neste mundo, nenhum homem ama uma mulher como ele ama Diana e que, graças a ela, é que ele descobriu o que é ser feliz.

Os dois se beijam mais uma vez, um beijo apaixonado e cheio de promessas, promessas para mais um natal que irão compartilhar.

Um natal repleto de amor!

Um natal inesquecível!

28 Décembre 2020 01:53:37 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
À suivre…

A propos de l’auteur

Thais Grigorio Meu nome é Thais, tenho 34 anos de idade, Otaku, Nerd, DCnauta e Wonderbat assumida. Escrevo desde os meus 14 anos de idade. Apaixonada por histórias ambientadas na época medieval.

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~