kelly-tavares1539942006 Kelly Goulet

Essa é a segunda temporada do Império dos Deuses. "Após a Batalha de Hades contra Atena, Zeus decidiu que diversas batalhas e guerras poderiam ser evitadas com a decisão de todos os deuses. E poderiam controlar, juntos, os humanos e cavaleiros rebeldes que insistiam em se rebelar contra os deuses. Foi criado então o Império dos deuses na terra, um conselho onde qualquer decisão importante deveria ser levado ao conhecimento de todos os deuses." Gêneros: Ação, Amizade, Aventura, Fantasia, Hentai, Romance. Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência.


#71 in Fanfiction #21 in Anime/Manga Interdit aux moins de 21 ans.

#yaoi #espectros #lemon #cdz #hentai #deuses #pwp #cavaleirosdozodiaco #afrodite #lune #zeus #poseidon #hades #persefone #santseiya #atena #apolo #artemis #thanatos #hypnos #cronos #deusesgregos #reia #imperiodosdeuses
14
8.8mille VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les 30 jours
temps de lecture
AA Partager

O Submundo


* * * Submundo dos Mortos – Castelo de Hades * * *



A Sala do Trono



Hades ajoelhado no chão do seu castelo, olhava preocupado para a linda ruiva desmaiada em seus braços, recordando do sussurro das suas últimas palavras que ele quase não ouviu: “estou mor-ren-do...”, por mais que ele tentasse ele não conseguia entender o porquê dela continuar tão mal. A olhando com cuidado, ele percebia que sua pele continuava pálida e sua respiração continuava fraca. A cada minuto que se passava ele achava que a ideia de trazê-la ao mundo dos mortos era péssima, afinal não sabia como o corpo de um humano vivo reagiria em seu reino dos mortos.

(Hades) - Droga! O que eu fiz?

Ele se ergueu do chão a carregando em seus braços, foi em direção aos seus aposentos, aonde a pouco ele a havia deixado. Com o poder da mente abriu a porta do quarto e com cuidado a deitou sobre os lençóis de seda preta de sua cama. Os longos cabelos vermelhos espalhados e sua pele agora mais branca que o de costume, se destacaram em contraste com o preto. Ele se ajoelhou ao lado da cama para observá-la melhor. Ele levou a sua mão para o pescoço frágil dela e sentiu seus batimentos. Queria ter certeza de que ela estava viva.

Hades se levantou do chão, olhando para o teto passou mãos nos longos cabelos negros, ele não sabia o que fazer, mas sabia que tinha que fazer alguma coisa, qualquer coisa! Porque voltar com ela para a superfície não era uma opção! Voltou a olhar para a Perséfone, a primeira dentre elas que não fugiu dele, não, na verdade a primeira que o desejou.

Ele voltou a se aproximar da cama, inclinou o seu rosto perto do dela e sentiu o doce perfume de rosas e mel, ainda que ele não gostasse dos cheiros das coisas da superfície, Hades adorava a fragrância que ela tinha. Ele respirou fundo, tinha que arrumar uma solução, ainda que não soubesse qual! Aproximando sua boca da orelha dela, disse baixinho:

(Hades) - Já volto! Você vai ficar bem ou não me chamo Hades!

Ele desapareceu.


Perséfone


Então isso é morrer? Não sentir mais o corpo e ter a sensação de vagar no espaço? Ou seria outro desmaio? Ou tudo isso seria apenas um sonho? Bom, faria sentido, pois geralmente nos sonhos os lugares são diferentes... não precisei de mais nada para descobrir que estava deitada novamente, voltei a sentir o meu corpo, mas eu não tinha forças para movê-lo, novamente me sentia fraca... então, senti uma mão quente tocar o meu pescoço, me fazendo arrepiar com o contato...o cheiro maravilhoso de água-fresca ficou mais intenso... Hades ... eu senti seu nariz deslizando suavemente no meu rosto, sentia o seu cabelo na minha pele... como eu amava esse cheiro dele! Por mim, passaria o dia sentindo o seu perfume... ouvi sua voz poderosa falar no meu ouvido “Já volto! Você vai ficar bem ou não me chamo Hades!”. Nãoooo, por favor não vá!!! Eu não conseguia mover meus lábios para impedi-lo! Logo senti que ele se foi e que para o meu desespero eu estava sozinha novamente!



* * * Império dos Deuses – Grécia * * *


Castelo dos Deuses, Cozinha


Já preocupada por estar sem notícias de Perséfone, Carol estava organizando as tarefas das duas enquanto ela não aparecesse, terminou de montar um carrinho com: frutas, flores e chá, assim como sua amiga faria. Carol colocou as duas mãos na cintura e olhou para a porta que dava entrada para a cozinha, balançando o pé em sinal de nervosismo disse para si mesma “One, não faz isso.... cadê você? Só aparece agora por favor!”

Em questão de segundos um vulto negro surgiu no meio da cozinha, fazendo as servas começarem a correr, gritar e a rezar.

Ele olhava de um lado para o outro, procurando alguma coisa, então ele foi em direção a Carol que não acreditava no que via, conforme ele vinha em sua direção ela começou a dar passos para trás e a levar a mão no coração.

(Caroline) - Por Zeus!

Ela estava assustada demais para fugir, ela dizia baixinho como um mantra: “Ele não pode transformar as pessoas em pedras, ele não pode transformar as pessoas em pedra!” O imperador do submundo disse enquanto olhava ao redor da cozinha, ignorando o barulho das servas.

(Hades) - Tem razão, humana, infelizmente eu não posso!

Hades então reconheceu o carrinho da Perséfone, se aproximou e tocou no objeto desaparecendo com ele.

Em seguida, surgiu na frente dela outro deus a fazendo pular para trás de susto.

(Caroline) - Quer me matar do coração???

Ele puxou um sorriso.

(Thanatos) - Só se for de amor!

Ela fechou a cara.

(Caroline) - Não tem graça!

Thanatos olhou a agitação na cozinha.

(Thanatos) - O que houve? Por que estão assim agitadas e assustadas? Até parece que viram o Hades!

A pronúncia do nome do deus do submundo fez a agitação aumentar.

(Caroline) - Não o invoque!!! E sim, ele esteve aqui a poucos segundos!

Thanatos tentou entender o que acabou de ouvir.

(Thanatos) - E por que Hades viria a cozinha?

Mais agitação das servas ao ouvir o nome de Hades. Thanatos levantou a mão em pedido de desculpas ao ver a cara fechada mais uma vez da serva.

Ela respirou fundo.

(Caroline) - Bom, aparentemente ele veio roubar o carrinho da minha amiga! Esquece isso! E então? Espero que pelo menos me traga boas notícias! Cadê a Perséfone?

(Thanatos) - Sua amiga não está em lugar nenh...

Ele parou de falar.

(Thanatos) - Hãm, tem apenas um lugar que eu não fui... me dá um minutinho!

Ele também desapareceu.

Ela levou as mãos na cabeça.

(Caroline) - Que maravilha! Sem One e agora sem carrinho!



* * * Submundo dos Mortos – Castelo de Hades * * *



Quarto de Hades


Perséfone


Em vão eu tentava mexer meu corpo, não tinha forças para abrir os meus olhos, acredito que o meu corpo não me permita gastar nada de energia além da necessária para respirar...

De repente senti o seu perfume preencher o quarto, meu senhor, havia retornado. Em pensar que eu estou no quarto dele, mas neste estado.... pelos deuses, por quê? Senti minha garganta travar, minha respiração começou a oscilar, meus olhos se encheram de lágrimas e meu corpo permitiu que elas rolassem pelo meu rosto. Senti o colchão afundar ao meu lado e sua mão quente tocando o meu rosto enxugando as lágrimas.

(Hades) - Perséfone, pode me ouvir? Está com dor?

Ele se levantou da cama, eu queria tanto conseguir falar, ele estava muito preocupado, eu também estava, mas não queria deixá-lo assim, se ao menos eu conseguisse falar...

(Hades) - Droga! Isso é loucura!

Ouvi barulho de metal ao lado da cama e mais uma vez ele se sentou ao meu lado.

(Hades) - Escuta, eu trouxe algumas coisas para que se alimentasse, suponho que goste, já que sempre levou essas coisas para mim...

Ouvi uma voz ao longe e suponho que ele também ouviu, já que rapidamente ele se levantou da cama e logo senti que ele não estava mais no quarto.


* * *


1 Janvier 2021 02:25:48 2 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
4
Lire le chapitre suivant O Pedido

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~

Comment se passe votre lecture?

Il reste encore 3 chapitres restants de cette histoire.
Pour continuer votre lecture, veuillez vous connecter ou créer un compte. Gratuit!