eyllin Eyllin Toushirou

Todo mundo alguma vez na vida já teve pesadelos, eles tendem a ser uma lembrança de algo ruim que aconteceu, ou um medo intrínseco em nossa mente. Mas e se esses pesadelos ganhassem forma e se tornassem reais? E se as crianças estivessem certas o tempo todo e houvesse um monstro no armário? Enlouquecendo, perdendo-se em si mesmo! Apenas lembre-se, não sucumba ao medo. ATENÇÃO: ESSA HISTÓRIA CONTÉM CONTEUDOS SENSIVEIS QUE PODEM ACABAR AFETANDO ALGUNS LEITORES COMO TOTURA FISICA/PSICOLOGICA; BULLYING; MUTILÇÃO; ENTRE OUTROS. A HISTORIA É DE AUTORIA MINHA, ENTÃO TODOS OS DIREITOS ESTÃO RESERVADOS A MIM, CASO DESEJE PUBLICAR EM OUTRO SITE OU FAZER A TRADUÇÃO PARA OUTRA LINGUA, POR FAVOR ME PERGUNTE ANTES.


Thriller/Mystère Déconseillé aux moins de 13 ans.

#terror #fantasia #misterio #drama #psicologico #tortura #378 #402 #monstros #pesadelo #mundo-paralelo #medos
7
5.5k VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les 30 jours
temps de lecture
AA Partager

PRÓLOGO

15/08/2011

Olá, meu nome é Annabelle Harper, tenho 11 anos, e estou escrevendo este diário porque minha psicóloga disse que seria bom para mim. Sim, eu vou à psicóloga, pois supostamente eu vejo coisas que ninguém mais vê, elas ficam nos cantos escuros do meu quarto, embaixo da cama, no guarda roupa, atrás da porta e também quando todo quarto está escuro em cima da cama, me olhando...

Ela mandou eu escrever aqui tudo o que acontecer comigo, o que não é pouca coisa! Desde meus cinco anos que algumas coisas me perseguem, principalmente no meu quarto, elas ficam nas sombras me observando e esperando o momento certo para vir me assustar. Há um tempo não vou mais à escola, mas minha mamãe diz que está tudo bem, ela diz que sou muito inteligente e que posso aprender tudo em casa. Lá na escola todos fazem bullying comigo, me chamam de estranha, louca, mentirosa... Queria que essas coisas os visitassem, assim não me chamariam de mentirosa novamente.


17/08/2011

Hoje eu fiquei sabendo que uma das crianças da escola teve um surto, ela apareceu toda machucada falando que monstros tinham atacado ela, era uma das que me chamava de mentirosa.

Ah! e também faz dois dias que eles não aparecem para me provocar, ainda bem!


21/08/2011

Todo meu corpo dói, dessa vez eles não vieram só me assustar, eles me machucaram. Mamãe está muito assustada, papai fala que isso foi coisa minha, apenas para chamar atenção, mas minha mãe fala que eu não tenho como fazer isto. Estou com grandes manchas roxas e cortes por todo corpo, quebraram um dos meus dedos. Eles não falam, ou pelo menos nunca falaram antes, mas agora eu escutei um deles dizendo algo! ele disse que aquilo era para eu não me esquecer...

Quase não dava para entender o que ele falava, parece que eles não costumam falar com frequência, eu tenho medo que eles me machuquem novamente.


05/09/2011

Oi diário, faz um tempo que não escrevo... É que eu estava no hospital, com o pulso quebrado, ainda está enfaixado, mas já recebi alta. Dessa vez me jogaram da escada.


14/09/2011

Eles querem que eu pare de escrever...



~3 ANOS DEPOIS~



­­‑ Bell, você tem certeza que tá aqui?

- Claro que eu tenho James, você não está procurando direito!


- Então vem tentar achar aqui nessa bagunça.


- Beleza! - Continuo procurando o livro com meu irmão, no meio das caixas de mudança.


Depois de muitos anos, meus pais finalmente resolvem sair daquele fim de mundo com aquelas pessoas horríveis, para eles tudo que não entendiam era estranho e coisa de louco, fora que não suportava mais aquela escola, foi ótimo o tempo estudando em casa, pensando bem, eu não gostava de nada naquela cidade. Felizmente o motivo da mudança não foi minha culpa, eu acho… Nos mudamos por conta do trabalho do meu pai, que foi mandado para outra filial da empresa em que ele trabalha.


- Achei! Viu, eu te disse que estava aqui- Falei enquanto mostrava o livro para meu irmão, mesmo sendo gêmeos ele nunca passou pelo mesmo que eu, o que acho bom, uma pessoa louca é o suficiente na família. Inclusive parei de falar aos outros o que eu vejo, mas quem é próximo de mim percebe que eu ainda vejo coisas, apenas não falo mais, não é como se contar a alguém fosse mudar algo. De vez em quando apareço com um hematoma ou outro, mas faço o possível para esconder.


Ele pega o livro e agradece já saindo do cômodo, mas para quando vê algo em uma das caixas e vai pegar, era um caderno de capa dura e com um bicho fofinho na capa, tinha meu nome e um lembrete escrito 'não leia' em letras tortas. Ao ver aquilo sinto um arrepio correndo pela minha espinha, rapidamente olho em volta do quarto e paro no canto mais escuro do quarto, atrás da porta, e sei que tem algo me observando de lá, eu sinto. Aquele caderno era o meu antigo diário, aquele sentimento... Há um bom tempo eu não sentia isso, esse arrepio na espinha que faz tremer todos os ossos do corpo, um frio onde parece que todo meu sangue parou de correr..


- Me dê isso! Nunca mais quero ver isso na minha frente novamente! - Falo ao tomar o diário das mãos dele e esconder atrás de mim.


- Maninha isso aí não é...


- Não é nada! Você já não achou seu livro? Agora já pode ir embora! - Corto sua fala e aponto para a porta sinalizando para ele ir. Ele acena com a cabeça e sai do quarto me deixando sozinha com aquela maldita sensação de desconforto que não para, então eu escuto uma risada atrás de mim, grave, sombria e perversa.


- An-nab-b-belleee… - Ouço o sussurro no canto do meu ouvido, seu hálito pútrido cercando meu rosto. Eu me recuso a virar, não vou olhar para trás! Outra risada, é a última coisa que escuto antes de minha visão girar, uma dor aguda preencher a lateral da minha cabeça e tudo enfim ficar escuro.


25 Juin 2020 14:14:39 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
5
Lire le chapitre suivant Capitulo I - Onde os Pesadelos Habitam

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~

Comment se passe votre lecture?

Il reste encore 3 chapitres restants de cette histoire.
Pour continuer votre lecture, veuillez vous connecter ou créer un compte. Gratuit!