kalastrias Kalastrias

"Perder alguém que amamos é doloroso. Agonizante ainda na morte. Os japoneses chamam isso de takotsubo: uma corrente triste de ondas elétricas anormais que fazem com que seu coração se esvazie e se contorça até parecer um balde de pesca. Oco e frio. Um recipiente vazio no fundo de um mar abismal." - Blacklist


Fanfiction Anime/Manga Tout public.

#mahou-yome #the-ancient-magus-bride #Mahoutskai-no-Yome #elias-ainsworth #Chise-Hatori #angst #Light-Angst
0
1.2k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Loliness

Eu não posso estar com você do jeito que está agora.

Chise!

Elias estava com a mão parada no ar em direção onde a garota havia sumido. Seus passos haviam morrido assim que ela desapareceu, e ele ficou ali. Parado. Observando fixamente o chão onde ela estava em pé.

Ruth estava rondando o lugar onde sua mestra havia desaparecido, farejando o chão e tentando usar de sua conexão mental com ela para rastreá-la. Mas não estava dando certo. Era como dar de cara com uma parede e tentar forçá-la com apenas suas mãos. Ficar sem essa conexão não estava sendo uma experiência agradável, era como se respirasse pela metade, como se apenas metade de si mesmo funcionasse. Observava inquieto os lados. Pegou o colar que Chise havia jogado fora na forma de garoto e levou até Elias.

Viu-o pegar a pedra e encara-la sem nada dizer. Sua mente não estava trabalhando. A única coisa que ela repetia incessantemente era a imagem de Chise fugindo com aquela criatura. Não formava nem perguntas, apenas revia a cena de novo e de novo e de novo…

Preso em seu transe, Elias não tinha noção do tempo ou espaço. A dor de vê-la deixá-lo foi tão repentina e abrupta que sua mente desligou qualquer sensação física que pudesse sentir. Tudo que realmente sentia era uma fina camada de algo que o fundo de sua mente identificou como sendo sua pele. Algo que o prendia e o impedia de se dissolver no vazio de seu ser. Mas não sentia os movimentos de seu corpo, ou se importava.

— Elias!

Sua visão captou a imagem do familiar de Chise na sua frente, assim como a luz do pôr-do-sol.

— Eu não consigo alcançá-la, Elias.

Observou o garoto, as palavras chegando para si de forma embaralhada. Não conseguiu entender nada além de seu nome.

Olhou para trás, vendo a silhueta de sua casa… De *** casa. Sua mente não reconhecia aquele lugar como seu. Seu corpo rejeitou qualquer aproximação com aquele lugar, mas não sentiu suas pernas se mexerem e o levar para longe. Apenas se viu se afastando dela.

Graças a Ruth sua mente não estava mais preso no loop da imagem dela sumindo na sua frente. Lembrou da expressão que ela havia feito antes, de pura raiva ou ódio. Ela nunca havia expressado nada assim antes, e direcionado a ele.

Até que ele diga que não precisa de mim, eu estarei ao lado dele.

Sua própria voz não aparecia nos seus pensamentos, apenas ela.

Ele me chamou de família…

Elias.

Mesmo que isso seja uma mentira…

Elias…

Me libertar? Se estiver falando do Elias, você provavelmente não entende.

Elias!

Você não precisa sentir tanto medo.

ELIAS!

Eu não tenho medo de você…

Elias…

O que tenho medo é de você me deixar.

Elias?

Vamos dar um jeito de viver juntos.

Elias. Elias… Elias. Elias! Elias. Elias. Elias? Elias. Elias. Elias. Elias! Elias.

ELIAS!!

Ainsworth!

Essa não era a voz dela.

Seus olhos observaram a figura a sua frente.

Spriggan.

— SAIA… SE AFASTE… EU PRECISO DEIXAR ESSE LUGAR.

2 Juin 2020 06:38:05 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
Lire le chapitre suivant Anger

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~

Comment se passe votre lecture?

Il reste encore 1 chapitres restants de cette histoire.
Pour continuer votre lecture, veuillez vous connecter ou créer un compte. Gratuit!