Blog do Leitor Suivre un blog

embaixadabr Inkspired Brasil Neste blog você encontrará um refúgio para seu lado leitor, através de conversas dinâmicas e uma amostra descomplica da relação entre leitores e escritores. Nós leitores podemos ser bem exigentes; não pensem que alguém não vai pedir muito de você, escritor. Vamos pedir bastante a sua atenção, somos importantes! Já começamos com o drama, não é?! Pois é, isso é só o início de uma longa conversa. Aqui, vocês poderão não apenas bater um papo amigo sobre o mundo da leitura, como também encontrarão dicas muito interessantes de histórias originais e fanfictions dos nossos autores do Inkspired. Venham com a gente, e aproveitem o papo! 0 critiques

#Blogdoleitor
AA Partager

Como ser um leitor proativo?

Olá, meus Inks! Como estão indo?


Hoje vamos falar um pouquinho sobre nosso papel como leitor. Quando um autor publica alguma obra, uma boa comunicação com seu público pode ser um divisor de águas, tanto porque ele saberá o que os leitores estão pensando, quanto porque isto dá mais energia para que ele continue escrevendo. Não estou dizendo que vocês são obrigados a comentar ou dar reviews nem nada do tipo, mas, sim, apoiar o autor e o incentivar a continuar é importante e pode salvar uma obra de ser abandonada, afinal, esta é uma plataforma de publicação gratuita, na qual quem escreve provavelmente o faz apenas como hobby. Querem saber como ser leitores mais proativos? Continuem lendo o texto que vou dar algumas dicas!


Leitores assíduos de plataformas como o Inkspired possivelmente já experienciaram o abandono de alguma obra. Saibam que provavelmente não foi frustrante apenas para vocês, que leram uma história que nunca terá uma finalização ou continuação, mas também deve ter sido difícil para o autor largar seu trabalho. Tirando de lado os problemas pessoais que podem levar a esse fim, isso também pode acontecer por falta de incentivo ou de comunicação com quem acompanha. Por isso qualquer interação é muito importante, porque demonstra para o autor que você está lá, lendo e gostando.


Sei também que às vezes os leitores possuem timidez para comentar e talvez seja este o caso de alguns de vocês. Para começar, não é preciso ter vergonha de colocar os seus pensamentos em palavras para que todos vejam (desde que não seja um comentário crítico destrutivo) porque muitos leitores provavelmente vão estar sentindo o mesmo que vocês e o autor vai adorar saber o que estão pensando. Podem relaxar, vocês só estarão se expressando, isso é algo muito bom! E repito: saibam que não é imperativo que comentem, um mero like já ajuda demais, mas vocês também se beneficiam com comentários, como contar o que estão achando, isso já providencia informações que podem ajudar o autor a entender como os leitores estão vendo a obra e, assim, ele vai poder tomar um rumo melhor para a história.


Agora, para aqueles que não sabem o que fazer ou o que comentar depois de um capítulo, deixo uma sugestão: deixe um like caso tenham gostado e comentem ressaltando a parte que mais chamou a atenção de vocês, seja a escrita, um personagem ou uma cena que te deu muita raiva, tudo é válido e vai ajudar muito o autor a entender o que ele está passando para os leitores e como a história está sendo digerida. Eu, particularmente, amo comentários nas minhas histórias! Sorrio até mesmo quando um leitor fala que está morrendo de ódio de algum personagem, porque sei que eles estão sentindo algo enquanto leem. Isso faz meu dia, e sei que faz o de muitos autores por aí.


Se lembrem de que vocês não são obrigados a fazer nada disso, mas que ajuda bastante. É quase como uma ação solidária, um abraço que você dá e recebe do autor, cada parte da relação reage do seu jeitinho. Então cresçam e apareçam, leitores proativos! Quero ver todos vocês iluminando o Inkspired!


Texto: Juliana Carvalho/@jscarlett

Revisão: Karimy

15 Septembre 2022 00:00:10 0 Rapport Incorporer 0
~

Leitura coletiva. Vale a pena?

Olá, meus caros leitores! Espero que cada um de vocês esteja bem!

Que nós temos um amor pela leitura e tentamos manter este hábito atualizado, é um fato. Afinal, a leitura é normalmente muito prazerosa e divertida e, de certa forma, é também um ato solitário — não de uma forma ruim, é claro.

Mas a conversa de hoje envolve algo que era, e ainda é, bastante comum entre nós: a leitura coletiva. E o que seria isso?

A leitura coletiva é quando um grupo de pessoas se compromete a ler um determinado livro ao mesmo tempo. Os horários são feitos em relação ao número de páginas em cada período de dias e metas para a conclusão e discussão da leitura. A leitura coletiva pode ser feita pessoalmente ou virtualmente.

É muito provável que, em algum momento de sua vida, você tenha encontrado algo assim em ambientes como a escola, durante aulas de literatura, ou mesmo em uma reunião organizada por seus amigos ou conhecidos que também possuem o hábito de ler.

A ideia é que pessoas com o mesmo gosto literário se reúnam para participar, de modo que você tenha a possibilidade de gerar uma discussão interessante.

Como sabemos bem, um livro pode gerar muitas reflexões e, dependendo do leitor, diferentes visões, impressões e opiniões. É muito bom poder compartilhar nossas idéias com os outros participantes e também ouvir o que cada um sentiu sobre a história.

Aqueles que nunca tiveram a experiência de estar em uma leitura coletiva devem estar se perguntando: “Eu nunca participei, vale a pena?”.

Um dos benefícios de ser ativo nas leituras coletivas é precisamente a facilidade de gerar conexões sociais dentro do grupo e poder falar com ele sobre livros, assim como, claro, poder ler a obra escolhida com os outros leitores que estão presentes na ocasião e compartilhar suas opiniões com eles, bem como a possibilidade de trocar informações sobre obras similares. Além de nos encorajar a manter nosso hábito de leitura diariamente, isso também nos ajuda a sair de nossa zona de conforto.

E o mais legal é que também pode ser uma grande oportunidade para os autores apresentarem seu próprio trabalho autoral dentro da leitura coletiva na qual participam e, assim, terem uma rica experiência com os leitores, debatendo sobre o livro e compartilhando suas perspectivas e seus sentimentos sobre a trama e os personagens criados pelos próprios escritores.

E é isso aí, pessoal. Espero que tenham gostado do assunto de hoje e que se sintam muito encorajados a buscar a incrível experiência de participar de uma leitura coletiva com aqueles que amam os livros de todo o coração.

Texto: Ivina Simplicio

Revisão: Karimy

1 Septembre 2022 00:00:21 0 Rapport Incorporer 0
~

Fiquei com raiva daquele livro!

Já embarcou em uma história incrível, com tanto potencial que colocou a sua expectativa lá em cima, só para depois se estatelar no chão em desapontamento? Decepção é algo que todo o leitor já sentiu com alguma obra, inclusive essa aqui que está escrevendo este post. Então sem “oi” hoje, meu Inks, porque o clima é de indignação!

Tem vários tipos de leitura que podem levar àquela raivinha da história. Os casos com a premissa incrível e a sinopse de pescar qualquer leitor são uns dos mais irritantes, porque nos deixam cheios de expectativas que a obra não atende. Acho que todo o leitor já passou por isto: abrir uma obra depois de ler a sinopse esperando uma coisa, e encontrando outra completamente diferente. Ora, me dê o pão que eu vim buscar!

Por mais que colocar a culpa no autor seja mais fácil, também temos que considerar que, muitas vezes, a expectativa que construímos é uma facada que damos nas nossas próprias costas. Eu tenho muito disso, ouço demais sobre um livro e vou pegá-lo para ler com toda a vontade, para depois pensar “bem, não é tudo isso”, quando, na verdade, não é tudo o que eu achei que ele fosse ser. A culpa nem sempre é do coitado do autor.

Outros casos são os das histórias muito boas, que você devora até o fim e... não entregam tudo. Você fecha o livro e começa a contar as pontas soltas deixadas pelo autor, se perguntando se vai ter alguma continuação, ou se é só aquilo mesmo. Quando a resposta a essa pergunta é “só isso mesmo”, pode se deitar em posição fetal e chorar, porque esse pão veio pela metade e a outra nem o autor deve saber onde está.

Para fechar a lista de exemplos de dor e sofrimento, existe o caso que eu considero a maior decepção para um leitor: o livro incrível com um final horrível. Estou falando daqueles encerramentos sem pé nem cabeça, onde o autor inventa algo que não construiu ao longo do livro inteiro para enfiar de elemento, ou quando o desenvolvimento do enredo não leva até aquele fim, entre outros. Não é sobre a história ter um final que termine mal para os personagens, mas sim sobre o final em si não ser condizente com o enredo que foi construído até aquele ponto. E o leitor ficou até o final para ver toda uma obra incrível entrar para a lista de decepções literárias.

Para os autores-leitores que se identificam com os casos de raiva dados como exemplo hoje, se atentem para não os repetir na obra de vocês! Contornem os finais que não acompanhem o seu enredo, saiba o que está escrevendo até então e o perfil dos seus personagens para que eles não se percam no meio da confusão. Não deixem pontas soltas, pensem com cuidado em toda a trama, criem problemáticas já pensando na solução (e se estiver com dúvidas quanto a esses pontos, lembre-se que temos leitores betas no Inks!). E, por fim, escrevam a sinopse e determinem o gênero da sua obra pensando bastante no que ela realmente tem a oferecer, para não atrair o tipo errado de leitor, que provavelmente vai dizer que sua obra não atendeu às expectativas.

Sempre aprendam com os nervosos literários que vocês passam, que pelo menos eles sirvam para isso, não é mesmo?

E a todos que já se depararam com qualquer um dos exemplos acima, meus sentimentos. De leitor para leitor.

Texto por: Juliana Carvalho / @jscarlett

Revisão por: Karimy

7 Juillet 2022 00:00:27 0 Rapport Incorporer 1
~

Vamos ajudar o autor? Estou ansioso por mais um capítulo!


Olá, caros leitores! Como vocês estão? 


É um fato que adoramos ler, certo? E, com certeza, em algum momento você já leu um trabalho incrível aqui na plataforma do Inkspired que revela uma intrigante trama que apresenta os personagens, os conflitos, os cenários e que nos deixa fascinados e com um gosto de "eu quero mais". 


Porém, de vez em quando, acabamos não incentivando o autor em relação ao seu trabalho, seja porque não votamos no coraçãozinho (leia-se curtida) ou não deixamos comentários sobre cada capítulo postado, e este tipo de coisa acaba não impulsionando o trabalho do autor na plataforma, o que o impede de alcançar mais leitores e gera uma falta de motivação da parte dele para postar mais capítulos. 


Então, como nós leitores podemos ajudar o autor com seus trabalhos dentro do Inkspired? 





COMENTÁRIOS


Sempre ao final de cada capítulo lido há uma caixa de comentários, e nela você escreverá seus feedbacks — sempre com bom senso e respeito, é claro — a respeito da obra do autor. Saiba que cada comentário que você fizer fará com que o autor fique entusiasmado e, principalmente, confiante em dar continuidade a tal trabalho, com a certeza de que ele fará o seu melhor para o desenvolvimento de sua obra literária, além de trazer muita inspiração para suas próximas sessões de escrita. 



VOTOS:  


Além dos comentários, os votos são extremamente importantes, pois ajudam o escritor a saber que ele está indo no caminho certo com suas obras, deixando-o saber que vocês, leitores, estão gostando muito da maneira como ele estará conduzindo a história. 


E para deixar seu voto, basta clicar em um formato de coração, que está localizado exatamente onde a caixa de comentários está no Inkspired. 



CONTRIBUINDO COM DOAÇÕES: 


Uma maneira de ajudar o autor dentro da plataforma é fazendo doações financeiras. Isto significa que, toda vez que for fazer uma doação, você estará reconhecendo a importância das obras dele.


Para encontrar as obras cujos autores aceitam contribuições, basta ir ao menu do site, clicar em "descubra", escolher o gênero literário e em seguida clicar no filtro  "ordenar por”  na opção “aceitando doações”.


RESENHAS/REVIEWS:


Sabemos bem a importância de fazer críticas literárias, pois, quanto mais compartilhamos e avaliamos as obras do autor — tanto no Inkspired quanto em redes sociais —, mais o ajudamos a ter um alcance mais amplo de leitores, trazendo mais reconhecimento a suas obras literárias, além de ganhar uma base sólida de fãs que admiram e apoiam sua obra na literatura.

 

Para fazer sua avaliação crítica na plataforma Inkspired, basta clicar na obra do autor e, logo após, você verá abaixo da capa a opção "reviews" e clicando nela você pode deixar seu voto de estrela (os famosos 5/5) e escrever sua resenha. 


FAZENDO INDICAÇÕES: 


Outra maneira legal de ajudar os autores é indicar pessoalmente suas obras a pessoas que conhecemos, familiares ou amigos, e também compartilhar posts e vídeos contando um pouco sobre elas para aqueles que o seguem em redes sociais.




É tudo isso por hoje, pessoal! Espero tê-los ajudado com estas dicas! Agora cabe a vocês, caros leitores, fazerem a sua parte dentro do Inkspired. Leia, interaja, avalie, comente e compartilhe! Até a próxima vez!



Texto por: Ivina Simplício

Revisão por: karimy



23 Juin 2022 00:02:05 0 Rapport Incorporer 0
~
En savoir plus Page de démarrage 1 2 3 4 5 6 7