misuhotita Thais Grigorio

Ele possui um trauma, um trauma que o impede de amar. Um trauma que carrega consigo desde os seus oito anos de idade, quando perdera seus pais de maneira tão trágica e cruel. Mas, a simples possibilidade de perder a mulher que admira, aquela que faz seu coração bater como nenhuma outra, faz com que, mesmo involuntariamente, tenha que deixar seus pesadelos de lado e acordar para o futuro... Despertar sentimentos que jamais imaginou possuir...!


Fanfiction Suspenso romántico Sólo para mayores de 18.

#romance #Mulher-Maravilha #batman #Liga-da-Justiça #Wonderbat
6
3.3mil VISITAS
En progreso
tiempo de lectura
AA Compartir

Prólogo

“Já é noite na Ilha Paraíso quando a Rainha Hipólita enfim acaba seus afazeres. O dia fora longo e cansativo, de tal forma que, quase não tivera tempo para dar atenção a Diana. Sua menininha que, para ela, está crescendo rápido demais.

Com passos apressados, a Rainha das Amazonas chega ao quarto de sua Princesinha, e, a encontra em cima da cama. Sem perder tempo, ela aproxima-se de Diana e, a pega em seus braços, beijando carinhosamente o seu rosto.

― Está na hora de ir para a cama, Diana. – Hipólita fala de forma carinhosa para sua filha.

― Mas mamãe, por que eu tenho que ir dormir agora se eu não estou com sono?

Ante a pergunta daquela pequenina, a Rainha Hipólita encara os olhos azuis de sua filha, para então afagar, com todo o carinho do mundo, os cabelos daquela menina que, para ela, significa tudo.

― Porque já está tarde, Diana. – responde a Rainha das Amazonas – E, crianças devem estar na cama.

― Como a senhora sabe se, eu sou a única criança aqui? – a menina a encara de maneira muito mais do que questionadora.

― Porque sou sua mãe, Diana, e, toda mãe sabe o que é melhor para o seu filho.

― Mas eu não estou com sono...

― E se eu lhe contar uma história? – Hipólita sorri para sua pequena filha.

― Vai contar mesmo? – a pequena Diana volta todas as suas atenções para a Rainha das Amazonas.

― É claro que vou, meu Solzinho com Estrelas. – mais uma vez, Hipólita sorri.

― E que história a senhora vai me contar hoje, mamãe?

― Uma história muito antiga, Diana, que fala sobre o alinhamento total dos planetas, e, o mito que se esconde por trás dele...”




*****




Torre da Liga...



No meio da madrugada, Diana acorda sobressaltada, Molhada de suor, ela leva uma de suas mãos a seu rosto encharcado, a fim de secá-lo, o que ela faz rapidamente. Em seguida, a Princesa das Amazonas levanta-se, e, caminha até a janela, onde olha para o grande universo a sua vota. O sol, a lua, as estrelas... O infinito do cosmo...

E, esta visão a faz se lembrar não apenas do sonho que ela teve, mas também da história que sua mãe havia lhe contado, tantos anos atrás, em Themyscera...

Por muitos anos, esta história esteve latente em sua mente, totalmente esquecida, pois, na época, para ela não era nada demais. Mas agora...

Há semanas vem tendo o mesmo sonho todas as noites e, ela tem certeza de que isto não é mero acaso.

Morfeu está lhe dando estes sonhos, fazendo com que, noite após noite, sua mente seja invadida com as mesmas lembranças, a fim de que permaneçam encravadas em sua mente. De tal forma que, nos últimos tempos, ela não consegue pensar em mais nada, a não ser nesta lembrança.

Tem a impressão de que não vem tendo este sonho repetidamente por acaso, e que, pode ter algo por trás dele... E, se for mesmo este o caso, fará até o impossível para descobrir o que é, a fim de que possa resolver este problema e, voltar a ter paz com sua consciência.

2 de Febrero de 2020 a las 21:26 5 Reporte Insertar 6
Leer el siguiente capítulo Uma Noite em Gotham

Comenta algo

Publica!
Bruna Corrêa Bruna Corrêa
Vinte anos se passaram, e as coisas estão feias em Tandara, pois, infelizmente, o usurpador continua no poder, mandando e desmandando e fazendo só coisas que prejudicam o povo. E, este encontro do final promete fortes emoções. Beijão! ^.~
April 17, 2020, 22:21
Ana Virgínia Pacheco Ana Virgínia Pacheco
Prólogo bem interessante, mostrando que o sonho da Diana pode não ter vindo por mero acaso e que pode muito bem ser algum tipo de aviso. Cordialmente, Ana Virgínia.
March 25, 2020, 23:05
Samantha Oliveira Samantha Oliveira
Ótimo prólogo, com uma pitadinha de mistério a cerca desses sonhos da Diana que, com certeza tem algum significado mais profundo.
March 24, 2020, 19:33
Karimy Lubarino Karimy Lubarino
Olá! Escrevo-lhe por causa do Sistema de Verificação do Inkspired. Caso ainda não conheça, o Sistema de Verificação existe para verificar o cumprimento das Regras comunitárias e ajudar os leitores a encontrarem boas histórias no quesito ortografia e gramática; verificar sua história significa colocá-la entre as melhores com relação a isso. A verificação não é necessária caso não tenha interesse em obtê-la, então, se você não quiser verificar sua história, pode ignorar esta mensagem. E se tiver interesse em verificar outra história sua, pode contratar o serviço através de Serviços de Autopublicação. Sua história foi colocada "Em revisão" pelos seguintes apontamentos retirados dela: 1)Pontuação: "de tal forma que, quase não" em vez de "de tal forma que quase não". Conjunção aditiva "e" separada de frases por vírgula, como em "E, crianças devem estar na cama" em vez de "E crianças devem estar na cama". "e que, pode ter algo" em vez de "e que pode ter algo". 2)Acentuação: "universo a sua volta" em vez de "universo à sua volta". 3)Outros: uso de dois tempos verbais na narração, como "fora" - pretérito mais-que-perfeito" - e "é" - presente. Aconselho que use apenas um tempo verbal para a narração. É importante também lembrar que o pretérito mais-que-perfeito é pretérito do pretérito, portanto não é usado para mostrar o passado do presente. Aconselho que verifique se sua história realmente pode ser lida por "Todo público", pois é assim que ela está marcada, o que significa que está assumindo que a história não terá cenas de sexo (explícito ou não), não terá violência e poderá ser lida por uma criança. Se não for esse o caso, peço que adeque a história ao público alvo correto, assim como pede as Regras comunitárias. Aconselho que procure um beta reader; é sempre bom ter alguém para ler nosso trabalho e apontar o que acertamos e o que podemos melhorar, e os betas do Inkspired, quando contratados, fazem uma análise detalhada da sua história e a enviam através de um comentário. Caso se interesse, esse recurso também é disponibilizado pelo Inkspired através do Serviços de Autopublicação. Além disso, também temos o blog Tecendo Histórias, que dá dicas sobre construção narrativa e poética, e o blog Esquadrão da Revisão, que dá dicas de português. Confira! Bom... Basta responder esta mensagem quando tiver revisado a história, então farei uma nova verificação.
February 18, 2020, 13:56
Tommy Batista Tommy Batista
Muito bom poder reler está história. Prólogo instigante, pois deixa bem claro que a Diana não está tendo estes sonhos por mero acaso.
February 07, 2020, 22:57
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 10 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión