Último Registro Seguir historia

luan_the_laun Luan Souza

Nem mesmo a morte pode realmente ter o título de ''despedida''.


Cuento No para niños menores de 13.

#conto #espacial #despedida #espaço #registro
Cuento corto
2
1.6mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

I

Me vi novamente hoje, imóvel, olhando para cima e contemplando quase sem piscar, as estrelas.
Sabe, sei como isso soa bobo à essa altura, mas, elas me fazem lembrar de você. Acredito que eu tenha passado muito tempo fora de casa nos últimos anos, e de certo modo, é como se eu me distanciasse cada vez mais... de você, da Sarah, do Ribbon...
Aos poucos, na maior parte do tempo que passo sozinho aqui, começo à entender e à ver o universo de outra forma, eu não sei explicar, mas é como se fôssemos areia no fundo do mar, olhando para os céus e vendo uma pequenina fatia da luz solar que nos alcança.
Ah, provavelmente isso não deve estar fazendo sentido pra você...
Eu não posso continuar adiando isso, então, eu vou tentar ser direto.

Eu não sei se você ainda deve se lembrar, no dia do nosso casamento, depois da cerimônia, quando voltamos para o hotel e subimos até a varanda do último andar, as luzes da cidade, a maneira como a luz do luar refletia na garrafa e nas taças de vinho... lembra como ficamos rindo e falando sobre os nosso planos juntos? Sobre os países que viajaríamos, sobre como íamos fazer a infância da Sarah ser a melhor de todas... sobre como iríamos envelhecer parecendo velhos rabugentos e reclamões, e como ficaríamos juntos até os nossos últimos dias na Terra...
Eu me lembro do seu sorriso naquela noite, da maneira como ele soava tão natural e espontâneo, e era como se o meu coração... seguisse o rumo das suas gargalhadas.
Naquela noite, eu tive a certeza de que havia encontrado a mulher da minha vida... é como se tivesse sido ontem.

As comunicações cessaram há duas semanas, eu não quis pensar no pior, acreditei em uma possível flutuação ou interferência eletromagnética, mas agora...
Eu provavelmente não irei voltar pra casa dessa vez Laura... eu... eu prometi que voltaria mas... merda...
Você ficará sabendo em questão de doisou trêsdias através do Dr. Matthew... ele vai cuidar de vocês por um tempo também...
Talvez as máquinas destruam toda a instalação quando vierem, mas se apenas... me levarem, todas as gravações estarão bem escondidas por mim, na esperança de serem levadas até você em uma possível futura expedição à essas minhas ruínas... sim, cada uma das 408 gravações...

Lembra sobre sermos apenas areia no fundo do mar? é como se... eu não sei, hoje, é como se eu estivesse lá em cima, quase como se eu pudesse tocar a borda do mar, a luz do sol, cada vez mais ofuscante... talvez seja apenas um delírio meu, a escassez do oxigênio afetando o meu cérebro...ou talvez eu já esteja vendo o outro lado...

Eu continuo imóvel e olhando para as estrelas e é como se elas falassem, eu ouço a sua voz nelas, e vejo as luzes da cidade, a luz do luar na garrafa de vinho, o seu sorriso, e a certeza de que encontrei a mulher da minha vida...
Talvez um dia, quando a Sarah estiver crescida e perguntar sobre mim, eu quero que diga à ela que me tornei uma estrela, e que todas as noites, estarei lá em cima a-observando, sorrindo.

Você já deve ter ouvido isso outras 407 vezes nas outras gravações... mas, eu te amo Laura... espero que as coisas dêem certo aí na Terra.

Capitão Russel Huxley, Operação Europa-12, dia 408, 00h08, último registro.

27 de Diciembre de 2019 a las 15:10 0 Reporte Insertar 0
Fin

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~