polly_nyah Polly Paiva

Seus corpos se encontravam colados no momento, Namjoon erguia o braço direito do outro como se fosse o fazer tocar o céu, e então o abraçou se curvando junto a ele, sua expressão era de calma e compaixão, a expressão do mais velho era de tristeza e dor, sentimentos esses que corroíam a alma do dançarino solitário... (Fanfic também postada por mim no Wattpad e Social Spirit) Boa leitura >.<


Fanfiction Bandas/Cantantes Sólo para mayores de 18.

#yaoi #namjoon #ballet #bts #seokjin #minyoongi #dança #namjin #jackson #fouetté #dahyun
1
3.8mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Conexão

Dizem que os primeiros dias são sempre os mais difíceis e NamJoon só conseguia pensar nisso. Sempre foi um rapaz ansioso e isso costumava o atrapalhar na maioria das vezes.

Hoje seria um dia muito importante na vida do mesmo, um dia em que pela primeira vez ele estava fazendo algo que realmente queria, hoje seria seu primeiro dia na nova escola de música, iria fazer ballet.

- Vamos Kim, é por aqui. – Apontou o professor para a grande sala logo a frente.

O rapaz loiro sentia sua respiração um tanto acelerada, suas mãos soavam e algumas gotículas de suor se formavam em sua testa. Ele respirou fundo e adentrou a sala logo depois de seu professor e para sua surpresa e alívio apenas uma pessoa estava ali, absorto em sua dança, absorto na melodia intensa que se espalhava por todo ambiente. Tanto Namjoon quanto o professor ficaram admirados com os movimentos do rapaz, o mais velho optou por apenas observar até o que rapaz terminasse seu ensaio.

Os olhos de Namjoon não desviaram um segundo sequer do corpo esbelto que se movia com maestria por toda sala, o rapaz moreno parecia tão imerso em seu mundo que sequer havia notado os dois “intrusos” ali. Sua dança era graciosa, seus movimentos intensos, com bastante leveza, postura, harmonia e simetria. O corpo dele acompanhava perfeitamente cada batida da música. Namjoon só conseguia afirmar internamente que essa era a coisa mais linda que ele já havia visto em toda sua vida. O rapaz até agora desconhecido conseguiu cativar o loiro de uma maneira única sem esforço algum. O peito do Kim ficou carregado de um sentimento diferente, algo que o aqueceu de uma forma tão boa, e ele gostou disso, uma sensação de conforto e familiaridade com o bailarino de fios escuros.

- É tão bonito. – Murmurou o Kim totalmente fisgado aos saltos e movimentos que o outro acabara de fazer.

O rapaz terminou sua apresentação solitária no instante em que a música findou e só então seus olhos avistaram os espectadores, pararam exatamente no rapaz loiro que o olhava com fascínio. Ele se levantou, desligou os equipamentos de som e se curvou para o mais velho.

- Professor. – Cumprimentou. Assim que se colocou ereto seus olhos pousaram no rapaz até então desconhecido por ele.

- SeokJin. Eu quero te apresentar uma pessoa. – Falou puxando Namjoon para mais próximo. – Esse é Kim Namjoon, e Namjoon esse é Kim SeokJin, meu filho.

- Oi. – Falou o loiro se curvando para rapaz que o observava.

- Olá. – Respondeu secamente desviando para seu pai. – Por que o trouxe para cá professor? – Questionou mantendo sua postura ereta, seus braços permaneciam atrás de seu corpo, pose de bailarino.

- Sem formalidades Jin, não estamos em aula. – Riu o mais velho apertando Namjoon em um meio abraço. – Meu filho é sempre tão sério Namjoon, não se assuste.

- Eu não irei. – Respondeu observando com interesse o rapaz agora a pouco citado.

- Bom, Jin eu trouxe o Namjoon aqui para te conhecer porque eu quero te pedir que se encarregue de o ensinar tudo que é necessário no ballet.

- O que? – Perguntou desacreditado.

- Calma, eu ainda não terminei. Namjoon é novo aqui e está um pouco atrás de nossa turma, faz algum tempo que ele parou suas aulas de ballet então perdeu muitas coisas importantes. Eu mesmo poderia cuidar disso, mas como sabe meu tempo é curto para me dedicar a apenas um aluno. Tanto você quanto eu sabemos que de todos você é o aluno mais exemplar e qualificado, você é o melhor e sabe disso. Um dia irá herdar essa academia e então o professor será você. Estou lhe dando a chance de me mostrar que é capaz, estou te dando a chance de ser agora o professor. Acha que consegue fazer isso? Acha que consegue ser como eu? – As perguntas do mais velho pareciam um desafio aos olhos de Namjoon que observava tudo calado. Tanto pai quanto filho se encaravam com um olhar superior.

- O senhor sabe que eu consigo. Vou fazer dele alguém tão bom quanto eu. – Falou sem desviar os olhos do pai, que sorriu ao ouvir as palavras do filho.

- Estou ansioso para ver isso. – Proferiu se encaminhando para saída da sala.

- E você verá.

SeokJin estava com raiva, no entanto estava determinado. Ele iria provar de uma vez por todas, todo a seu valor para o pai, que mesmo dizendo repetidas vezes que seu filho era bom, para Jin isso nunca soou verdadeiro, ele sentia falta da admiração real nas palavras do pai, para o mesmo as palavras dele eram sempre palavras vazias e por isso ele iria até o fim mesmo a contragosto.

- Garoto. – Chamou por Namjoon assim que seu pai os deixou finalmente a sós.

- É Kim Namjoon. – Corrigiu o loiro se aproximando.

SeokJin ergueu sua sobrancelha direita o olhando sem humor algum. Avaliou o Kim dos pés à cabeça, andou a seu redor avaliando seu físico. Namjoon achou a atitude do mesmo algo estranho, contudo preferiu não irritar mais o rapaz que já estava aparentemente irritado.

- Tire essa roupa.

- O que? – Se espantou o loiro com tal ordem.

- Tire logo essas roupas. Aonde pensa que está para se vestir assim? Vamos logo com isso. – Rolou os olhos impaciente. Jin parou frente ao Kim de braços cruzados esperando que sua ordem fosse acatada.

- Eu não vou ficar pelado na sua frente. Acabei de te conhecer. – Recuou olhando estranho para SeokJin.

- Não seja idiota. Faça logo o que eu disse! – Falou mais alto com o Kim que acabou tendo de ceder.

Namjoon tirou peça por peça ali mesmo ficando apenas de cueca, SeokJin afastou as roupas do outro com o pé. Voltou a andar ao redor do Kim e então parou em sua frente. Permanecia sério, menos Namjoon que havia ficado constrangido por ficar apenas de roupa íntima na frente de um desconhecido.

- Gostou? – Tentou quebrar o clima estranho com um comentário muito infeliz que só fez a face do mais velho parecer bem mais irritada.

- Seja mais profissional, Kim Namjoon. – Bradou se afastando do rapaz.

Namjoon apenas observou o mesmo que seguiu para o fundo do local e voltou de lá minutos depois com uma bolsa preta em mãos.

- A partir de hoje é apenas isso que deve vestir para nossas aulas, vestimentas adequadas. – Esticou o braço oferecendo a bolsa grande que continha as vestimentas apropriadas, o collant, a malha, suporte e trouxe também sapatilhas de ponta. – Vamos, coloque.

- Tudo bem. – Respondeu o Kim fazendo o que lhe foi mandado.

- Seu corpo parece ser bem resistente, tem pernas musculosas o que indica que cuida de seu físico e isso é bom. – Comentou Jin andando de um lado para o outro frente a Namjoon. – Por quanto tempo você estudou ballet?

- Por cinco anos, dos doze a dezesseis anos de idade.

- Hum. – Murmurou pensativo.

- Olha, eu sempre fui muito esforçado e sempre me dediquei bastante as aulas e aos meus...

- Não quero saber. – Cortou a fala do outro impaciente com todo aquele falatório desnecessário.

- Como não quer saber? Achei que fosse importante que você soubesse o que eu já sei. – Namjoon reclamou. Detestava que fizessem pouco caso dele.

- Não é. Tudo que você acha que sabe e aprendeu não me servem de nada. – Encarou friamente o Kim que se encontrava totalmente perdido.

- Como assim? – Se exaltou começando a perder a paciência.

- Eu quero que você esqueça tudo. A partir desse momento você não é mais o mesmo. Eu vou treina-lo. Vou ensina-lo passo a passo tudo que eu sei. Vou recriar você, te reprogramar. Kim Namjoon será o melhor aluno formado aqui. Você será melhor que eu, porque eu vou treina-lo.

Determinação foi o que Namjoon viu nos olhos escuros de SeokJin. Nunca palavra alguma o atingiu tão forte quanto aquelas. E ele teve certeza de que cada uma delas foram sinceras. Namjoon estava ali disposto a acreditar.

- Confio em você, professor. – Respondeu se curvando para Jin.

Nesse instante nasceu uma promessa muda entre ambos. Tanto Namjoon quanto Jin sentiram isso e ambos sabiam que isso iria mudar suas vidas.

23 de Diciembre de 2019 a las 23:57 0 Reporte Insertar Seguir historia
1
Leer el siguiente capítulo Dança comigo?

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 5 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión

Más historias

Your are my destiny Your are my destiny
Raining In My Heart Raining In My Heart
NO SOY UNA EMPERATRIZ TIRANA NO SOY UNA EMPERATRI...