Uma noite de amor Seguir historia

jace_beleren Lucas Vitoriano

Korra e Asami estão a passar mais uma noite juntas. As duas namoradas se deixam envolver pelo amor que sentem uma pela outra.


Fanfiction Anime/Manga Sólo para mayores de 21 (adultos).

#pwp #hentai #korrasami #avatar
Cuento corto
0
930 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo único

- E então você devia ter visto, eu usei dobra de terra e acabei com os dois de uma vez só! Foi incrível!

Korra contava animada como naquela noite havia derrotado dois bandidos dobradores de terra na área leste da cidade da republica. Asami ouvia a tudo com um sorriso no rosto. Também ela queria ter participado da luta, mas enquanto Korra se divertia dobrando terra e tendo umas boas brigas ela estava em um cansativo e enfadonho jantar com alguns acionistas de sua empresa em um evento importante. Conseguindo com isso um ótimo contrato e muito dinheiro. Era claro que a monotonia do jantar compensava por causa do contrato milionário, mas isso não queria dizer que a noite havia sido divertida.

O evento acabara a pouco tempo e Asami voltara para sua mansão aonde encontrara Korra, que tinha, sem sombra de duvidas, uma historia bem mais interessante para contar do que uma reunião de negócios com muito vinho e bajulação, conversa chata e sorrisos formais.

Asami era uma moça linda, de longos cabelos negros perfeitamente bem cuidados. Os olhos também eram negros. A pele era branca e sedosa, Asami estava sempre muito maquiada, beneficiada por todas as ajudas na beleza que o dinheiro podia proporcionar. Korra era bem diferente, tinha a pele morena, cabelos castanhos escuros e um corpo musculoso e vigoroso, sua roupa era a o costumeiro uniforme que os dobradore de água do polo sul usavam, uma roupa comum.

Apesar de serem tão diferentes as duas namoravam. O relacionamento havia começado de forma estranha, na verdade a forma como as duas se conheceram não havia sido muito amistosa. Asami namorava Mako, de quem Korra gostava, depois ele trocara uma pela outra e então... acabara sem nenhuma das duas e foram elas a ficarem juntas. Era essa toda a historia, de forma extremamente simplificada e resumida. Era ate estranho para elas pensar como as coisas foram acontecendo ate chegar aquele ponto, mas o fato é que namoravam, e era isso que importava.

Namoravam a cerca de seis messes, e tirando as brigas comuns a qualquer casal estavam tendo um bom relacionamento. Estavam na sala da mansão de Asami, um local bonito e bem decorado, com moveis bem trabalhados e caros, muito caros. Korra se aproximou da namorada observando-a melhor, um sorriso faceiro surgiu em seu rosto.

- Mas Asami... nossa – tocou nos cabelos da namorada olhando-a de cima abaixo – você esta linda. Estou começando a ficar com ciúmes desses seus acionistas.

Asami adorou a forma provocativa como aquilo havia sido dito. Estava realmente bela, usava um vestido negro longo com uma abertura nas laterais deixando suas belas coxas a mostra. Usava saltos altos também pretos. Uma bela maquiagem, brincos de prata e uma rosa vermelha presa aos cabelos davam um retoque final a aparência de Asami.

- Não precisa ter ciúmes, são todos uns velhos - respondeu a outra com uma piscadela provocativa e um rápido beijo nos lábios. Ela abraçou Korra grudando os corpos de ambas. Asami estava completamente nua por debaixo do vestido, sua pele macia e delicada roçou nos músculos firmes e rígidos da namorada.

Aquilo excitou ainda mais Korra que já estava louca de desejo apenas de ver Asami completamente produzida, uma perfeita lady da alta sociedade. Ela segurou-a com mais força deslizando as mãos pelas coxas de Asami que sorriu faceira, provocativa.

- Hmmm – gemeu de forma sensual unindo os lábios – você esta bem safada hoje Korra. Esta pensando em fazer algo indecente comigo?

Korra a abraçou mais firme, apertando-a com força entre os braços e beijando-a com possessão. Era um beijo dominador, cheio de desejo. Os lábios das duas se colaram e suas línguas enrolaram-se em uma dança frenética. Asami gemeu ofegante, o beijo a sufocava ao mesmo tempo que a fazia delirar de prazer. Tentou se afastar para conseguir um pouco de ar, mas Korra a manteve bem presa ao abraço, pressionando mais ainda seus lábios contra os dela. Uma das mãos deslizou pela coxa de Asami ate alcançar sua bunda apertando-a com um pouco de força.

- Estou pensando em fazer muitas coisas indecentes com você Asami – disse após terminar o beijo e logo recomeçando outro.

Asami também queria fazer muitas coisas indecentes com a namorada, e as duas não viram motivos para não começar logo. Korra empurrou Asami ate a parede, enchendo-a de beijos e caricias. A garota ficou imprensada entre a parede e o corpo da namorada, sua perna esquerda fora levantada por Korra que, com a outra mão apalpava os seios de Asami.

Ela soltava gemidos abafados, a cabeça estava levantada para o alto enquanto as mãos se afundavam nos cabelos de Korra. Desceu-as passando pelas costas e acariciando-a.

- V-você esta com muita pressa... mais devagar! – disse arfando com dificuldade sem conseguir acompanhar o ritmo da outra.

- Culpa sua por ser tão gostosa – Korra a beijava mais, pressionando os corpos das duas. As vaginas de ambas se atritavam separadas apenas pelos tecidos de suas roupas que começavam a ficar umedecidos – e você gosta de ser dominada assim... sua safada.

Asami gemia mais, estava quente de desejo. Excitava-lhe a forma de como a namorada lhe possuía, sempre com força, dominando-a de todas as maneiras. Asami podia ser uma boa moça, bem comportada e rica, mas odiava quando pensavam que era frágil, pois não era. Korra sabia bem disso, não a tratava como uma boneca de porcelana, mas como uma mulher. No fundo Asami se sentia envaidecida por exercer aquele poder sobre Korra, fazê-la ficar louca de desejo por ela. Era esse o poder de dominação de Asami, mais sutil, mais discreto, como um veneno doce que derruba qualquer um, nem mesmo o Avatar era imune aos seus encantos.

Ela arrancou a blusa de Korra exibindo seios firmes com mamilos cor de chocolate bem duros. O tórax e o abdômen eram bem definidos, Korra tinha músculos, mas não era algo exagerado, lhe davam uma beleza particular, mas sem fazê-la perder a feminilidade.

Asami apalpou os seios da namorada delicadamente, alternando entre chupões e lambidas nos mamilos. Korra gemeu alto, e, gemeu mais ainda quando Asami mordeu seus mamilos de forma tão provocativa que quase a levou ao orgasmo.

- Gosta disso? – Asami sorriu maliciosa – quer mais...? – sua língua fazia círculos no mamilo de Korra, ela beijou-o mais uma vez chupando-o com um pouco de força – é só pedir amor...

Korra queria, e muito, ergueu as mãos segurando o vestido de Asami com violência e abaixando-o com tanta força que quase o rasgou. Não tirou-o, apenas o abaixou ate a cintura deixando a mostra os seios e a barriga de Asami. Eram belos seios, de tamanho médio com mamilos rosados, a barriga era delicada e os músculos se movimentavam de acordo com a respiração ofegante dela. Korra admirou a beleza da namorada por alguns segundos, perfeita, sensual, como uma sucubus. Não aguentou mais de desejo e segurou os seios com força, massageando-os. Asami gemeu alto, Korra nem se importou abriu a boca e sugou os seios dela.

- Como você pode ser tão linda? – perguntou sem esperar uma resposta. Enfiou a mão entre as pernas de Asami iniciando uma masturbação – eu tenho tanta sorte de ter você.

Asami gemia mais, sentia-se mole e dominada com as caricias e estímulos. Sua respiração estava ofegante. Ela disse o nome de Korra algumas vezes entre um gemido e outra, ora implorando-a para parar, ora suplicando o oposto, que continuasse a toca-la. É claro que Korra não parou. Continuou a masturbar a namorada com gosto ate que, sem forças, Asami caiu ofegante. Sentada no chão, semi-nua e banhada de suor. Korra a observou de cima para baixo, com superioridade. Era uma visão maravilhosa.

- Nem pense que acabamos Asami, agora que esta começando a ficar picante – sorriu maldosa retirando as calças e as roupas intimas. As pernas de Korra eram bem definidas, a vagina carnuda estava úmida, ela levou a mão ate ela, masturbando-se de leve.

- Espere Korra... vamos fazer uma pausa – Asami falava em um tom de suplica. O suor em seu rosto a deixava ainda mais atraente e apenas uma parte do vestido cobria sua nudez. Korra se ajoelhou retirando a roupa incomoda de Asami e admirando a beleza da namorada, que, sabendo aonde aquilo iria chegar colocou-se de quatro encostada a parede em uma posição conformada e submissa.

Korra se ajoelhou pressionando a vagina contra a bunda de Asami fazendo-a soltar um gemido longo e abafado. Segurou os seios dela com as duas mãos dando um chupão forte em seu pescoço.

Começou a friccionar com força a vagina na bunda de Asami em um movimento frenético de vai e vem. As mãos apertavam os seios enquanto a boca beijava e lambia o pescoço e o rosto de Asami, vez ou outra dando um profundo e demorado beijo nos lábios da namorada.

Não demorou muito tempo para que Asami tivesse um forte orgasmo. Ela se sentou encostada na parede, precisando de um tempo para recuperar o fôlego. Korra sentou-se ao seu lado, dando-lhe beijos nos lábios, mas estes eram lentos e gentis.

- Você ainda esta excitada... – Asami sorriu maliciosa masturbando a namorada enquanto se beijavam. Ela era bastante experiente, sabia onde tocar e como tocar para deixar Korra ainda mais quente de desejo.

- Ahh... isso esta maravilhoso – Korra sorriu acariciando o rosto da outra – você é boa em tudo que faz.

- Eu não sou boa, eu sou ótima – Asami seguiu as suas ultimas palavras com um toque caprichoso e jeitoso no citroris da namorada levando-a finalmente ao orgasmo.

Korra soltou um longo gemido. Asami ouviu-o como musica para seus ouvidos e então caiu de boca na vagina dela, sugando e lambendo todo o orgasmo. Ao terminar limpou um pouco do sêmen de seu rosto com as costas da mão, sorriu mais uma vez para Korra fazendo beicinho.

- Amanha não precisarei ir a empresa pela manha, que acha de passarmos o dia na cama fazendo você sabe o que?

Korra sorriu e isso já era uma resposta positiva. As duas dormiram juntas naquela noite, abraçadas. Na manha seguinte repetiriam tudo de novo, mas dessa vez seria Asami a estar “por cima”.

24 de Noviembre de 2019 a las 10:33 0 Reporte Insertar 0
Fin

Conoce al autor

Lucas Vitoriano Ola, me chamo Lucas, adoro escrever, ver animes, jogar Magic the gathering, ler entre outras coisas mais rs. Sou particulamente fissurado em mitologia grega, meus autores favoritos são Neil Gaiman e Kazuo Ishiguro e, meu livro favorito, é As brumas de Avalon.

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~