SIMPLESMENTE RECORDAÇÕES Seguir historia

jpsantsil Jp Santsil

Minha velha Lembro-me que eras tão bela, tão meiga e tão sincera Que para homenageá-la o mar deu suas pérolas A terra o seu ouro, os jardins suas flores e os homens seus amores Para adorná-la, para vesti-la e para fazê-la mais preciosa


Poesía Romance Todo público.

#Casal-de-Idosos #romance #Velhice #amor
Cuento corto
0
1.2mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

SIMPLESMENTE RECORDAÇÕES

Meu Amor
Lembro-me da primeira vez em que te vi
Colhendo flores no jardim
Cantavas uma melodia muito triste
Revelando melancolias e saudades
Como as endechas de um canário solitário



Tua voz era tão terna e suave
Que se confundia com os cantos dos pardais
E ecoava pelo espaço num leve suspiro de vibração
Envolvendo-me numa onda de indefinível encanto e alegria



Até o dia tornou-se mais claro!



Minha velha
Lembro-me que eras tão bela, tão meiga e tão sincera
Que para homenageá-la o mar deu suas pérolas
A terra o seu ouro, os jardins suas flores e os homens seus amores
Para adorná-la, para vesti-la e para fazê-la mais preciosa



Agora meu Talismã
Que nos encontramos no crepúsculo da vida
Tudo que quero é acariciar teus cabelos brancos
E lembrá-la que mesmo na velhice continuas tão bela
E que sempre serás, meu eterno e grande Amor

28 de Octubre de 2019 a las 07:02 0 Reporte Insertar 2
Fin

Conoce al autor

Jp Santsil Nasceu em Salvador, capital do Estado da Bahia, tendo se dedicado mais da metade de sua vida a projetos de ativismo social, educacional, cultural e ecológico com crianças e jovens em estado de risco e extrema pobreza nas favelas e comunidades carentes do Brasil e Ecuador. Atualmente vive e é cidadão do Estado de Israel, oriente médio asiático, onde se dedica a projetos ecologicamente sustentáveis. ​

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~