Carta Para a Mãe Seguir historia

mirz MiRz Rz

Alguma vez você sentiu que precisava desabafar com alguém, porém teve medo que ninguém lhe compreenderia? Pois bem, há uma única pessoa em todo o mundo em que você pode confiar: sua mãe. Mães são o único pilar resistente quando todo o resto estiver instável e desmoronando à sua volta.


Cuento Todo público.

#microconto #Amor-de-Mãe #mãe
Cuento corto
1
746 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Único

Querida mãe,

Talvez você esteja se perguntando o porquê de você estar recebendo essa carta quando me encontro a três cômodos de distância de você, mas você precisa entender que existem pessoas que têm mais facilidade em falar sobre sentimentos do que outras, porém eu não faço parte desse grupo que usa a voz para se expressar. As palavras sobem na garganta como um vulcão prestes a entrar em erupção, mas daí elas morrem na língua, deixando apenas um silêncio avassalador que me sufoca. Porém, eu não consigo mais segurar tudo aquilo que carrego dentro do peito, e por isso que estou te escrevendo, mãe.

Escrevo-te para confessar que estou com medo. Eu estou com medo porque o tempo está passando e eu ainda não consegui me encontrar. Eu não sinto ter a idade que eu tenho. Parece que tudo está errado comigo: na biologia, na ideologia, na mente e no corpo. Ao passo em que me sinto jovem, eu também me sinto mentalmente cansada, como se eu já tivesse vivido uma vida de sinas. Talvez eu até tenha a vivido, porque, mãe, eu não me conheço.

Eu escolhi uma carreira que acreditei que fosse compatível comigo, porém na realidade, ela me faz chorar todos os dias. Uma carreira que me faz sentir frio no estômago toda vez que o telefone toca. Que me dá desânimo em esperar o dia seguinte e que me faz duvidar da sociedade. Me faz duvidar de que eu estou fazendo algo que amo.

Mãe, como é fazer algo que você ama? Você sempre me disse que seu sonho era ser mãe e você sempre amou o seu papel. Você questionou essa sua decisão alguma vez? Porque, mãe, eu estou começando a questionar a minha.

Mãe, eu sinto que eu sou uma fraude de tudo aquilo que as pessoas acreditam que tenho potencial para ser. E tenho medo de admitir que sou um fracasso e de tornar tudo o que eu acho em realidade, como se a minha confissão fosse a última sustentação de uma barreira de mentiras que criei. Tenho medo de proferir meus medos e eles se materializarem na minha frente, devorando aquilo que restou de mim e mais um pouco.

Mãe, eu quero o seu abraço. Eu quero que você me proteja do mundo como você fez uma vez, porque eu não gostei de ser adulta. Quero resetar a minha vida e é desesperador saber que eu não posso, porque é mais fácil começar do zero do que tentar consertar uma coisa quebrada, pois uma vez partido, estará para sempre partido.

Mãe, nunca me abandone, eu preciso de você para continuar sendo o meu pilar de sustentação, pois quando tudo o mais se quebra ao meu redor, você permanece intacta.


Fim


Notas da Autora:


Eu encontrei perdido no meio de um material da faculdade um desabafo que eu queria fazer para a minha mãe quando eu senti que estava no limite do meu estresse. Eu estava entrando no último semestre da faculdade, surtando com TCC, OAB, provas, estava estagiando num lugar não muito legal, que me fazia chorar no banheiro quase todos os dias.

Eu dei uma incrementada em relação ao primeiro rascunho, que foi apenas um desabafo, mas uma verdade continua irrefutável nesse texto até os dias de hoje: o fato que eu posso contar com a minha mãe para tudo, pois ela me apoiará independente do que escolhi e escolherei fazer no futuro. Portanto, mesmo quando acharem que a mãe de vocês não os entenderão, deem uma chance para ela, pois mãe conhecem seus filhos mais do que eles próprios se conhecem, e no mínimo vocês terão um ombro para chorar no final do dia.

Obrigada por lerem, espero que tenham gostado desse textinho. Um beijo de megawatts de luz! <3

25 de Octubre de 2019 a las 19:26 2 Reporte Insertar 2
Fin

Conoce al autor

MiRz Rz Olá amores, bem-vindos ao meu perfil! Me chamo MiRz. Eu escrevo para brincar um pouco com a minha imaginação e dar asas à minha criatividade. Beijos de megawatts de luz! <3

Comenta algo

Publica!
Mary Mary
Que linda carta! Muito tocante, quase chorei aqui. Tenho certeza de que sua mãe tem muito orgulho de você, que você é uma filha maravilhosa e que você sempre poderá contar com ela. Prefiro nem pensar no ano que vem, apesar de ter esperança de que ele será melhor do que esse, tenho pavor de pensar no TCC e no estágio, espero ter emocional para suportar tudo, pois no meio dessa trajetória tem momentos em que eu queria largar mão de tudo, mas vou seguindo em frente, sobretudo porque já suportei 3 anos, ainda posso resistir a mais um. Por mais que tenha sido o curso que eu queria desde sempre, não gosto de todas as disciplinas, tem áreas com as quais não me identifico, por exemplo, não tenho interesse em escrever para o impresso, eu já gostaria de lidar com o audiovisual e minha faculdade foca no impresso, mas me dizem que se eu não estiver feliz, que depois de formada curse algo com o qual me identifique mais, mas de qualquer forma, minha família me apoia, não posso me queixar. Neste ano eu senti muita vontade de parar de escrever por conta de pessoas que falaram coisas desagradáveis, mas em vez disso decidi me dar umas férias, esfriar a cabeça e entender por que tudo perdeu o sentido, então enquanto não me sentir pronta não pretendo voltar. Desculpa o textão, só queria dizer que gosto dos seus textos e espero que você nunca pare de escrever! Beijos!
25 de Octubre de 2019 a las 15:24

  • MiRz Rz MiRz Rz
    Olá minha querida! Primeiramente, quero dizer que sou muito fã dos textos. Não é em todos que eu tenho tempo de ler e comentar, mas várias histórias suas estão na minha biblioteca para acompanhar com calma assim que eu ficar um pouquinho mais livre, mas tome o tempo que você achar necessário! Precisamos estar de bem com a mente antes de tudo. Depois, não se preocupe com a faculdade. Agora eu consigo dizer isso com mais calma, mas no final tudo se ajeita de uma maneira ou de outra. Eu não estou formalmente formada porque eu não entreguei o TCC ainda, mas estou dançando conforme a música e quando peguei o ritmo, muita coisa da minha ansiedade se acalmou. Portanto não se desespere. Felizmente sua família te apoia e é sempre bom saber que temos um refúgio com pessoas que nos amam e nos apoiam. Foque nisso quando tudo ficar muito ruim. ;) Quanto a faculdade, eu não sei muito como as coisas funcionam em outras áreas que não o Direito, mas talvez fazendo um estágio na área que você quer seguir te ajude com um norte além da própria facul. E também, deve existir cursos e pós que foquem no que você quer e que você pode seguir depois de se graduar. Para tudo tem uma saída! ;) Muito obrigada por ler e fazer esse comentário lindo, cheio de elogios e incentivos. Beijinhos de megawatts de luz! <3 26 de Octubre de 2019 a las 12:43
~