ohlalalaka Laís Rodrigues

[CHANBAEK] [ABO] [LEMON] [FLUFFY] Onde Byun Baekhyun, um dos ômegas mais populares e bonitos de sua universidade, tem um penhasco por Park Chanyeol, um dos alfas mais inteligentes e excluídos de lá.


Fanfiction Bandas/Cantantes Sólo para mayores de 18.

#lemon #fluffy #chanbaek #exo #abo #crossdresser #Nerd-X-Popular
2
3.8mil VISITAS
En progreso
tiempo de lectura
AA Compartir

Aulas de cálculo (parte 1)

O relógio localizado na parede da sala mostrava que faltavam poucos minutos para a aula terminar. Baekhyun revirou os olhos já cansado de toda aquela demora para acabar aquela aula chata com um professor chato. A única coisa que lhe fazia resistir e não cair no sono pelo tempo que se passou era o garoto sentado na primeira carteira da frente. Park Chanyeol era seu alvo desde o começo do semestre, quando entrou na universidade. O garoto não era nada popular, só tinha um amigo que era tão estranho quanto ele, o cabelo castanho cacheado e vivia bagunçado, as roupas maiores que o corpo enorme e desengonçado. Usava óculos que deixavam os olhos grandes ainda maiores e o sorriso empolgado cheio de dentes branquinhos e alinhados encantava qualquer um que o visse, sendo isso que conquistou Baekhyun.

Embora sejam de anos diferentes, tinham uma matéria curricular em comum e como o Byun não quis fazer no ano que se passou, teve que finalmente cumprir a carga horária nesse agora. Realmente odiava cálculo, diferente do Park que era muito bom em matemática.

E era exatamente esse talento que usaria para dar o bote em seu arroba.

O Byun sorriu malicioso com o som do sinal dando fim à aula e se levantou. Ajeitou a saia, desamassando-a e abriu alguns botões de sua camisa social, deixando o pescoço longo e parte da clavícula à mostra. Esperou os alunos saírem da sala para ir até o maior que estava distraído e de cabeça baixa, terminando alguns exercícios que o ômega nem se deu o trabalho de prestar atenção qual eram.

- Chanyeol? - o menor chamou, se apoiando na mesa do outro.

O alfa levantou a cabeça se questionando quem o chamou e tomou um susto ao ver um dos ômegas mais populares e bonitos da universidade falando consigo. Até bobamente olhou ao redor para saber se era com ele mesmo, porém se lembrou que era o único Chanyeol da sala, fazendo o ômega rir com a graça que o mais alto era.

- Olá, Byun Baekhyun - respondeu baixinho, não conseguindo encarar o menor nos olhos e ficou mexendo nervosamente com as mãos. Era muito tímido e ficava ainda mais falando com alguém tão bonito.

- Pode me chamar só de Baekkie se quiser - o menor se controlava pra não agarrar Chanyeol e enchê-lo de beijos, "Que menino fofo", pensava - Queria te pedir algo, mas não sei se você aceita - fez charminho, colocando um biquinho manhoso nos lábios rosados e tocando nas mãos grandes.

Chanyeol olhou para o menor, ficando vermelho e encantado com a expressão fofa que o que estava em sua frente fazia.

- Pode pedir - deu a permissão, engolindo em seco ao vê-lo se aproximar mais.

- Você poderia ir lá em casa me ajudar nessa matéria? Eu sou horrível em cálculo e se não passar na prova da próxima semana vai ficar ruim pra mim. Por favor? - piscou os olhinhos em busca de amolecer o coração do outro

O Park adoraria ter uma resposta na ponta da língua e dizer que ajudaria sim o menor, porém não conseguia se concentrar com o cheiro doce que se desprendia de Baekhyun e a visão da pele branca e aparentemente macia do colo alheio bem em frente seus olhos. Adoraria passar o nariz ali e sentir melhor a fragrância tão boa...

"Para com isso, Chanyeol. Ele é seu hyung, que falta de respeito", pensou e fechou os olhos com força, finalmente conseguindo falar algo:

- C-claro, hyung... - sua fala foi interrompida com Baekhyun rodeando sua mesa e o pegando em um abraço que fez seu coração acelerar e praticamente quase sua alma sair do corpo.

Baekhyun era quentinho e macio.

- Obrigado, obrigado, obrigado! - deixou um beijo demorado propositadamente perto da boca cheinha, o que causou mais um ataque interno no alfa - Vou deixar meu endereço contigo e você vai lá hoje umas cinco horas, pode ser? - avisou enquanto escrevia seu endereço e celular na ponta da folha do caderno de Chanyeol. Teve apenas um acenar como resposta. - Te espero lá - deu tchauzinho saindo da sala e não deixando o alfa ver o sorrisinho vitorioso que tinha nos lábios do ômega.

Já Chanyeol apenas ficou parado olhando para o nada com o coração acelerado e as bochechas coradas, sentido o cheiro bom de Baekhyun impregnado em si.

[***]

Já eram quase cinco horas e Baekhyun estava no sofá da sala esperando Chanyeol chegar. O ômega vestia um conjuntinho que consistia em um cropped azul escuro com estrelinhas brancas e um short branco, os cabelos loirinhos ainda úmidos do banho recente. Uma gracinha. Ouviu a campainha tocar e correu para porta, não sem antes dar uma paradinha para checar sua aparência no espelho que tinha na porta. Respirou fundo, colocando um sorriso fofo no rosto, que escondia bem suas intenções, e abriu a porta vendo a figura alta parada ali.

- Yeol, que bom que veio - se pôs na pontinha dos pés e colocou os braços tortinhos nos ombros do alfa em um abraço, enquanto escondia o rosto no pescoço alheio, disfarçadamente sentindo o cheiro bom que se desprendia dali.

- O-olá, Baekhyun - Chanyeol respondeu todo envergonhado pelo apelido que ganhou e por sentir o corpo pequenino grudado no seu.

- Já falei pra me chamar de Baekkie - se separou do abraço e estufou as bochechas, fazendo um biquinho falsamente irritado. O maior teve surtos internos com a fofura em pessoa na sua frente - Entra - Baekhyn parou com a manha e convidou já com o costumeiro sorriso quadrado.

- Sua casa é bem bonita - observou ao entrar no interior e tendo a vista da sala. Tudo era em cores neutras, típica de uma casa de gente rica.

- Obrigado. Você quer alguma coisa pra beber? - ofereceu, tendo uma negação como resposta - Então vamos pro meu quarto, ficaremos mais à vontade lá. - o ômega falou seguindo em direção a escada e subindo os degraus. Discretamente, rebolava a bunda farta enquanto subia para ver se o maior notava o corpo esbelto, porém viu que seus planos não deram certo ao observar de canto de olho que o alfa apenas admirava os quadros que estavam pendurados na parede ao lado da escada. Bufou internamente com isso, mas era apenas o primeiro passo de seduzí-lo.

Ao chegar no final do corredor, abriu a porta direita e entrou no quarto. Chanyeol, ao seguí-lo, percebeu em como o lugar era tão a cara de Baekhyun. As paredes eram em um tom rosado claro, com alguns pôsteres de girl groups de kpop e um quadro de imã o que reparou estar cheiro de fotos polaroids do menor com amigos e familiares. A cama de casal perfeitamente arrumada com alguns ursinhos de pelúcia enfeitando-a e ao lado dela uma cômoda de madeira branca com um abajur em cima.

- Eu separei alguns assuntos que percebi ter mais dificuldade pra ficar mais fácil de nos organizamos. Espero que você tenha paciência comigo porque são muitos. - o ômega falou com as bochechas rosadas enquanto organizava os cadernos na escrivaninha que tinha ali. Secretamente tinha vergonha de estar pedindo ajuda ao mais novo. Mesmo que tenha sido com a intenção de se aproximar, ainda era ruim na matéria e isso não devia acontecer. Poxa, ele era o hyung ali, ele que deveria saber mais, não o contrário.

- Sem problemas, Baek. Sem querer me gabar, mas sou um ótimo professor. - ajeitou os óculos, dando um sorriso e se aproximando do outro abrindo a mochila pra tirar seus materiais. - Vamos começar?

[***]

Já estavam estudando a mais ou menos três horas e o pequeno tinha que admitir que Chanyeol era mesmo um bom professor. Explicava de forma clara, dava exemplos fáceis de se colocar em prática e tinha - muita - paciência quando o Byun não conseguia resolver uma questão. Mais uma coisa na listinha de qualidades do Park e que faz Byun Baekhyun suspirar por ele.

Agora o maior terminava de explicar o assunto só pra confirmar, porém o menor não estava prestando atenção nenhum pouco no que ele falava, apenas nos lábios grossinhos e rosados. Em sua visão, Chanyeol ficava tão sexy como professor que sentia um calor subir pelo seu corpo. Teve que fechar os olhinhos fortemente e suspirar, apertando as coxas uma na outra, tentando se conter. Isso fez o maior estranhar e se preocupar.

- Baekhyun? Tá tudo bem? Você tá passando mal? - questionou com uma carinha preocupada e colocando a mão no ombro do outro.

"Porra, Chanyeol, não faz assim. Tô com vontade de sentar na tua cara pra tu ver que eu tô muito bem. Bem até de mais", pensava a mente fogosa de Baekhyun.

- Não, não. Tá tudo bem. Só tô meio encalorado, só isso. - sorriu de canto

- Tem certeza? Você tá vermelho. Não quer que eu… - tentou falar, porém foi interrompido por uma ação que lhe deixou com tanta vergonha. Se isso fosse um desenho animado, estaria saindo fumaça de sua cabeça.

Baekhyun, já cansado e com tesão demais, sentou-se nas coxas do alfa e pegou as mãos dele, colocando em sua cintura marcada. Tirou os óculos do rosto do maior, deixando em cima da escrivaninha e entrelaçou os bracinhos no pescoço alheio, onde as mãos bonitas se puseram a fazer um carinho na nuca.

- Você é tão fofo, Yeol - sussurrou olhando fixamente para as orbes arregaladas do outro - Tão lindo

Foi dando beijinhos lentos e provocantes pela bochecha vermelhinha de vergonha do alfa até chegar aos lábios cheinhos onde selou demoradamente ali. Chanyeol só faltou desfalecer ali mesmo. Estava com um ômega em seu colo e esse mesmo ômega estava o beijando. Era seu primeiro beijo então sentia o nervosismo se alastrar pelo seu corpo, afinal tinha medo de fazer algo errado. Baekhyun percebendo a aflição do maior, separou os lábios e se pôs a acariciar o rosto na sua frente. Passou o polegar pela pele macia indo até a boca rosada, onde acariciou ali.

- Baek, eu...

- Shhh... relaxa, querido. Eu vou com calma, você vai gostar - tranquilizou tendo um acenar como resposta.

Baekhyun voltou a se aproximar, fechando os olhos e tendo o alfa repetindo sua ação. Os lábios se tocaram novamente e dessa vez em um beijo mais significativo. O ômega pediu passagem com a língua e a entrelaçou com a do alfa. Chanyeol sentia arrepios ao sentir a língua quente em contato com a sua, timidamente, imitando os movimentos do mais velho. Levou uma das mãos que estava na cintura do ômega para o rosto alheio, acariciando-o com o polegar. Separaram-se com selinhos, as respirações estavam ofegantes. Encararam-se mais uma vez, apenas para recomeçar um novo beijo, dessa vez mais afoito que o anterior. Chanyeol aprendia rápido e, apesar de ter seu primeiro beijo agora, já pegou o jeito e se sentia mais confiante para beijar o Byun. Sentiu sua língua ser chupada pelo ômega, o que fez apertar a cintura alheia e soltar um arfar contra a boca bonitinha.

Já Baekhyun estava adorando todo aquele momento dos dois, afinal esperava aquilo por tanto tempo. Entrelaçou os dedos elegantes no cabelo cacheado, deixando-o mais bagunçados ainda. Separou os lábios e ficou alternando o olhar entre os olhos grandes e a boca cheinha.

- Chanyeol...

- Baekhyun...

Chanyeol tomou a liberdade de abraçar a cintura alheia e enfiar o rosto no pescoço sem marcas e matar o desejo de sentir de perto o cheirinho doce do mais velho. Passou o nariz em toda a extensão e indo até a orelha onde deixou um beijo casto ali perto.

- Você tem cheiro de pêssegos - o maior parecia estar em uma espécie de transe com aquela fragrância atraente que se desprendia dali. Não evitou em deixar mais alguns selinhos na tez macia, bem nas pintinhas que tinham espalhadas ali. - É bom.

- V-você também é cheiroso. - respondeu, inclinando o pescoço e dando mais espaço para a boca do outro.

Baekhyun tinha os olhos fechados e estremecia todinho com a boca do maior naquele lugarzinho tão sensível em si. Seu íntimo estava quente e já havia indícios de excitação molhando sua calcinha. Involuntariamente, seus quadris se remexeram no colo do maior, tentando aliviar o fogo que havia entre suas pernas. Arfou quando colou seu baixo ventre ao volume que já se formava nas calças do alfa.

- Chanyeollie - praticamente miou manhoso, agarrando os cabelos volumosos e jogando os quadris contra o outro lentamente, aproveitando o contato das roupas roçando em ambos os membros.

Chanyeol gemeu rouco no ouvido alheio, deixando o Byun arrepiado com o tom usado. Moveu os quadris em direção ao do ômega, esfregando as intimidades lentamente enquanto dava chupões no pescoço alheio. Baekhyun pegou as mãos alheias e levou para sua bunda, fazendo o alfa apertar levemente ali e rebolou com vontade em cima da ereção que sentiu ser enorme.

Ah, o Byun mal podia esperar para quando pudesse se empalar naquele pau. Estava adorando se esfregar que nem uma vadia naquele homem gostoso. Sua calcinha estava enxarcada com o líquido cheiroso e seu buraquinho piscava por algo para preencher. Rebolou mais rápido enquanto descia as mãozinhas travessas para a calça do alfa e a abriu, não perdendo tempo para envolver o membro quente em suas mãos. Era grosso e comprido - típico de alfas -, suas mãos quase não conseguiam envolver por completo. A glande em um tom vermelho escuro brilhava com a pré-porra que escorria. Salivou ao ver o quão molhado estava, adoraria cair de boca e provar o gosto que tinha. Passou o indicador de leve na cabecinha inchada, fazendo o mais novo estremecer e apertar sua carne entre as mãos e se separar um pouco os corpos. Levou até os próprios lábios sob o olhar ardente de Chanyeol em si, e chupou com gosto como faria se fosse um pau.

- Delícia - sussurrou com um sorriso malicioso. - Me toca também

Chanyeol gemeu baixo quando as mãos do ômega envolveu seu membro e passou a punhetar lentamente, porém botando pressão. Nunca uma de suas punhetas foi boa como aquela que menor estava batendo pra si. Tomou a liberdade de abrir o short branco e viu a calcinha de renda azul claro. Acariciou com os dedos a mancha de pré-gozo na frente, fazendo o Byun suspirar manhoso com o quadril inquieto. O alfa enganchou os dedos na barra da calcinha e revelando o pequeno membro excitado. Era rosadinho e fofo, a virilha macia e sem nenhum pêlo. Esfregou a palma grande ali e envolveu o comprimento com ela. Passou o polegar lentamente na glande, bem na fenda e sentiu o menor se molhar mais ainda. Baekhyun gemeu manhoso, tentando afastar o quadril pelo toque quente ser demais pra si, porém foi impedido pela outra mão de Chanyeol segurando sua cintura, mantendo-o parado.

O Byun mordia os lábios bonitos e tinha a cabeça jogada para trás. Aquela "tortura" estava tão gostosa que não evitou em parar a masturbação que fazia no alfa para curtir o toque em si. Estava trêmulo com aquela mão enorme em um lugar tão sensível em seu corpo, tanto que de vez em quando sobressaltava-se no colo do maior devido o prazer sentido.

Já estava quase pra gozar quando a palma do outro abandonou seu membro inchado - o que fez Baekhyun gemer em protesto - para enfiar mais fundo em sua calcinha e roçar a ponta dos dedos longos em seu cuzinho necessitado. O ômega abriu a boca em um gemido mudo quando Chanyeol enfiou a pontinha do dedo médio para dentro de si. O alfa achou linda a carinha de tesão que o ômega mantinha, enquanto levantava o quadril se empurrando em direção ao dedo, tentando enfiar mais fundo e ficando impaciente quando não conseguiu o que queria.

Acariciou o buraquinho molhado, gostando de como ele tentava sugar seu dedo pra dentro e resolveu atender o que o Byun queria e enfiou dois dedos de uma vez para o interior do mais velho. Baekhyun gemeu alto com a invasão repentina dos dígitos grossos. Sentia-se alargar ao redor deles, e molhava a mão de Chanyeol com o slick que escorria em abundância depois do contato direto. O alfa experimentou mexer os dedos dentro do outro, adorando como a sensação era quente e apertada. O barulho molhado das estocadas preencheu o quarto, deixando os dois ainda mais excitados.

Baekhyun, um pouco trêmulo, pegou o pênis alheio esquecido e voltou a masturbá-lo. Enfiou o rosto no pescoço do mais novo, sentindo a fragrância deliciosa naturalmente amadeirada do alfa. Podia ficar ali o dia todo que nunca se enjoaria daquele cheiro bom e que lhe excitava tanto. Mordeu o ombro largo, tentando conter o grito que iria soltar ao sentir sua próstata ser maltratada pelos dígitos grossos. Aumentou a velocidade de sua mão no pau do alfa ao perceber pontos pretos em sua visão e uma sensação deliciosa começar a se alastrar pelo corpo pequeno, sua bunda remexendo-se contra a mão de Chanyeol, tentando alcançar o ápice. O gemido alto ecoou pelo quarto quando o ômega gozou, apertando os dígitos do maior e esporrando o antebraço que encostava no pequeno membro. Logo em seguida, o mais novo chegou ao ápice gemendo rouco contra seu pescoço e dando um aperto em sua cintura com força que deixou marcas dos dedos grossos. Chanyeol tirou os dedos de dentro do ômega lentamente, proporcionando um suspiro manhoso dele, as respirações ofegantes eram os únicos sons no cômodo.

Quando finalmente se acalmaram e o tesão passou, Chanyeol se tocou do que acabou de acontecer e só faltou explodir de vergonha. Já Baekhyun estava nas nuvens e tinha um sorriso satisfeito no rosto.

- E-eu preciso ir - tirou o ômega do colo rapidamente e arrumou sua cueca e calças. Pegou a mochila e jogou seus materiais dentro, não ligando se iam danificar ou não, apenas queria sair dali de perto daquele ômega tentador. - Tchau, hyung - tentou dar um sorriso, porém pareceu mais como uma careta e saiu do quarto rápido, quase tropeçando quando chegou nas escadas.

Baekhyun ficou sem entender aquilo, porém não ligou e continuou com seu sorriso satisfeito. Percebeu que o alfa esqueceu seus óculos ali em cima e apenas alargou ainda mais o sorriso ao saber que não precisaria inventar algum motivo para falar com Chanyeol novamente, já tinha um bem ali. Tirou toda sua roupa ali mesmo e foi para o banheiro que havia em seu quarto para tomar um banho, comemorando que finalmente conseguiu tirar uma casquinha do seu arroba. O próximo passo agora era convencê-lo a foderem juntos.

5 de Octubre de 2019 a las 02:17 0 Reporte Insertar Seguir historia
0
Leer el siguiente capítulo Aulas de cálculo (final)

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 3 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión