Às quartas usamos rosa Seguir historia

ohlalalaka Laís Rodrigues

[TAORIS] Wu Yifan - ou Kris como gostava de ser chamado - era conhecido como o bad boy da faculdade. Sempre com suas roupas pretas, tatuagens à mostra e feição de poucos amigos botava medo em quem o encarasse por muito tempo. Infelizmente essa imagem vai por água abaixo quando perde uma aposta para seu namorado que adora a cor rosa.


Fanfiction Bandas/Cantantes Todo público.

#taoris #exo #kristao
0
571 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Único

O clima da mesa de jantar era tenso. Apenas três pessoas estavam sentadas, porém ao seu redor a torcida dos dois lados dos participantes roíam as unhas de nervoso. Ninguém sabia o que esperar daquele jogo que se seguia competitivo, as respirações aceleradas sendo o único som em meio o silêncio daquele aposento.

De um lado, uma figura de olhos delineados naturalmente por olheiras encarava provocativo o outro competidor, este que tinha os olhos estreitos em desconfiança para com o mais novo. O modo que se olhavam parecia algo como dois inimigos mortais se encontrando frente a frente para um duelo, porém era apenas uma amigável partida de poker dos namorados em uma noite entre amigos.

O dealer* escolhido da noite era Kyungsoo que já dava as cartas para os dois participantes. Assim que receberam suas cartas, ambos desviaram o olhar para checá-las. Yifan viu que recebeu dois reis de espadas, muito bom. Já Zitao murchou um pouco ao ver que recebeu um dez de copas e um ás de paus, porém não transpareceu sua decepção, afinal a qualquer momento o jogo pode virar.

- Façam suas apostas - disse o menor dali.

Yifan pagou a aposta mínima de 3 fichas, Zitao dobrando o valor e dando 6 fichas, como de praxe. Kyungsoo virou as cartas e foi mostrado que veio um valete de espada, um oito de paus e um rei de espada. Yifan, já confiante de ganhar a rodada com uma trinca*, apostou mais 3 fichas. É hoje que vai ganhar uma graninha em cima de seu namorado.

Zitao já sentia-se desesperado porque era claro que não ganharia essa rodada e o sorriso malicioso de vencedor que seu namorado exibia já estava lhe dando nos nervos. Não podia se deixar levar então apenas resolveu blefar, não daria o gostinho para Yifan de saber que estava sem saída. Jogou na mesa 5 fichas do valor máximo, fazendo a platéia ao redor arfar com a provocação, alguns em desespero e outros já confiantes que sairiam beneficiados, afinal não eram apenas os dois sentados que estavam apostando.

- Muito corajoso, benzinho - Yifan soltou um risada, logo em seguida bebendo a cerveja que estava no lado. - Mas foi algo arriscado pra alguém que vai perder - provocou.

- É o que veremos - apenas isso de resposta.

Kyungsoo jogou a quarta carta na mesa e saiu um cinco de espada, fazendo Yifan arregalar os olhos e soltar uma risadinha ao ver que já estava no papo. Agora ao invés de uma trinca poderia ganhar com Flush* que é mais garantido ainda. Dificilmente Zitao sairia dessa, os dois sabiam. Por isso, sem medo algum, o mais alto arrastou todas suas fichas para o meio da mesa, apostando tudo. A platéia ao redor apenas arquejaram chocados e alguns dramáticos como Chanyeol fraquejaram as pernas quase tombando no chão, sendo apoiado pelo seu namorado Baekhyun que revirou os olhos com o teatro. Era hoje que não veria seu dinheirinho, o orelhudo pensava, já que havia apostado no chinês de olheiras. Já Zitao olhava aquilo apenas com olhos arregalados, alternando o olhar na mesa e o rosto do outro chinês. Aceitava que não ganhava mais então apenas deu batidinhas na mesa, indicando que passou a aposta e aceitou a derrota, suspirando e apoiando sua bochcha na mão. Kyungsoo, querendo apenas espantar todo mundo para dormir com Jongin que já babava no sofá da sala completamente bêbado, finalmente mostrou a quinta e última carta, batendo o River* e saindo a rainha de copas. Yifan não ligou, sabia que já tinha ganhado, além do mais apostou todas suas fichas, não tinha o que fazer.

Zitao, preguiçosamente, desviou o olhar para a última carta, sentindo seu coração acelerar por ter a sorte grande na última tentativa. Contendo o sorriso presunçoso, arrastou todas suas fichas para o centro da mesa e recebeu um olhar confuso e desconfiado do outro jogador que teve como resposta um piscar de olhos do mais novo.

- Podem virar as cartas - falou Kyungsoo entediado, só pensando em sua cama.

Yifan virou sua combinação permitindo os outros verem dois reis de espada fazendo mão* com as outras cartas com mesmo naipe de tinha na mesa. Uma de Flush, como previsto. Uns comemoravam e outra apenas fizeram uma careta de frustração.

Porém as expressões se inverteram quando Zitao virou suas cartas podendo ver a mão que se formou. Dez, valete, rainha, rei e ás. Um perfeito Royal Flush*. Gritos de alegria se alastraram pelo apartamento, sendo liderados principalmente por Chanyeol, Donghyuck e Seulgi - que apostaram no chinês mais novo - fazendo com que Jongin acordasse balbuciando coisas sem sentido.

Kris apenas continuava incrédulo, olhando de suas cartas para as do namorado ainda sem poder acreditar no que aconteceu. Achava que iria sair com a mesada no mês do menor no bolso, porém se enganou completamente. Com um suspiro e uma expressão de lástima no rosto, pegou seu celular e entrou no app de sua conta, pronto para transferir o dinheiro de sua aposta para a do menor, porém foi impedido com uma mão em cima do celular.

- Nananinanão, benzinho - provocou com o apelido que o maior lhe chamou no começo - Não é com dinheiro que você irá pagar.

- Então com o que? - arregalou os olhos, pensando em mil coisas que o namorado poderia querer, se sentindo temeroso ao pensar em uma.

A resposta que teve foi apenas um sorriso malicioso que fez seu cu trancar.

[...]

Ok, ter liberado atrás seria menos pior que isso que estava enfrentando. Sentia os olhares conforme andava no corredor de entrada. Alguns incrédulos, outros risonhos, alguns que disfarçavam com medo de sofrer alguma consequência. Sua cara, que normalmente já era mal encarada, agora estava em um patamar que se olhasse muito tempo podia sentir a vida passar pelos seu olhos. Mas claro que tem uma pessoa que não liga pra isso e está agarrado em seu braço com um semblante sorridente e distribuindo acenos para quem conhecia.

Sabia que nada de bom viria de Zitao no que se refere o pagamento da aposta. O jogo foi no domingo e o menor passou segunda e terça sem dar um pio sobre o que estava aprontando. Apenas naquela manhã de quarta que veio descobrir o que o menor pretendia.

Flashback on

Yifan estava estirado na cama, babando e sonhando com ursos panda cor de rosa, quando sentiu um peso cair em cima de si o fazendo acordar desnorteado.

- O que...? - perguntou sonolento sem saber onde estava.

- Bom dia, flor do dia. - sentiu o peso sair de cima e as cortinas serem abertas, fazendo o mais alto esconder o rosto no travesseiro - Bora acordar que hoje o dia será cheio. Levanta essa bunda seca daí e vamos - mandou alto dando tapinhas na bunda do outro.

- Como você entrou aqui? Ainda são... - perguntou rouco com um olho fechado e outro aberto, tentando enxergar que horas eram no relógio digital em cima da cômoda ao lado da cama - Seis e cinquenta, tá cedo demais, a aula só começa às oito. - argumentou voltando a enfiar o rosto no travesseiro.

Achou que o mais novo finalmente tinha desistido de lhe atentar pelo silêncio que recebeu quando sentiu sua coberta ser puxada com força, o deixando sentir o ar frio do ar condicionado em suas costas desnudas.

- Hoje você vai cumprir sua punição quando perdeu nossa aposta de domingo então levanta - mandou pegando o tornozelo e arrastou pela cama, fazendo o mais alto cair da cama.

- E o que você tem em mente? - falou se levantando lentamente do chão, a preguiça ainda lhe dominando.

- Roupas de casal - o menor respondeu com direito a pulinhos empolgados.

Flashback off

E foi assim que Kris terminou vestindo uma blusa rosa bebê, uma calça puxada para o cinza, um colar de pérolas de sua mãe, e o charme do visual, um casaco de tricô rosa pastel feito pelo seu namorado - por isso ele passou dois dias sem dar as caras - com o combo sendo completado pela bolsa branca do menor que teve que segurar e os óculos também rosas emprestados de Zitao.

Sentia que um unicórnio vomitou em si com tanto rosa que estava vestindo.

Por isso o choque de todo mundo por onde passava, pois não era comum um cara que normalmente se vestia todo de preto e abusando do couro aparecer igual uma barbie fashionista que acabou de voltar da casa da avó. Só queria enfiar a cabeça em um buraco de tanta vergonha, essa que estava sendo disfarçada com uma expressão de morte.

Sua careta ficou pior ainda ao chegar em seu armário e escutar uma risada escandalosa já conhecida no fim do corredor. Chanyeol chegou rapidamente perto de si com um celular na mão e tirando várias fotos para guardar de recordação.

- Quem diria, hein? Nunca esperaria que esse ia ser o resultado. Mandou bem, Taozin - levantou a mão para um hi five, este que Zitao deu com um risadinha sapeca - Vou guardar essas fotos e expor no telão da formatura. Vai ser a maior comédia - prometeu enquanto olhava as fotos que conseguiu pra ver se ficaram boas. O Wu apenas revirou os olhos, sabia que não ia ser deixado em paz naquele dia.

- Já estava querendo há muito tempo fazer isso, mas sabia que o Kris não ia aceitar então a aposta foi o ponta pé - explicou orgulhoso de sua obra de arte - Aliás, gostou do meu look? - se desgrudou do namorado e deu uma voltinha em torno de si mesmo.

Zitao usava uma blusa de mangas compridas rosa bebê, calça jeans bege e um sobretudo de veludo rosa pink junto de acessório uma gargantilha de ouro branco. Muito fofo.

- Estiloso e rosa como sempre - o Park elogiou recebendo um sorriso de resposta - Bem, eu tenho que ir. Só vim aqui zoar um pouquinho a nova barbie do pedaço, tenho que correr pra não levar sermão do professor. E Tao, o Baek mandou te avisar que a apresentação de vocês mudou para depois do almoço. - avisou enquanto se afastava do casal

- Vou estar lá. Qual aula você vai ter agora? - se virou para o namorado

- Estatística. Um saco. Principalmente com aquela professora que tem a voz tediosa que me faz querer minha cama. Ainda bem que é só mais esse semestre e eu me livro dessa matéria do cão - revirou os olhos

- Você sobrevive - o Huang respondeu com graça e pegando sua bolsa que estava nas mãos do Wu - Nos encontramos no almoço?

Yifan apenas assentiu e recebeu um beijo de despedida, logo indo para sua sala.

[...]

- Será se esse povo não vai parar de olhar pra cá? Já está me irritando - falou Kyungsoo estreitando os olhos para um grupo de meninas da mesa ao lado que desviou o olhar imediatamente.

Já era meio dia e meia então a turma se encontrava no refeitório. Logicamente os olhares estavam na mesa dos amigos, pois os demais alunos não conseguiam acreditar de Wu Yifan, o cara mais mal encarado que conheciam, estava vestido em um visual totalmente diferente e colorido.

- Ah, Soo, já sabíamos que isso era passivel de acontecer. Tu já olhou pro Kris do dia a dia pra esse de agora? - Baekhyun apontou com a cabeça para o chinês a sua frente.

- Você sabia disso? - o Park perguntou ao namorado enquanto roubava uma batatinha do prato dele.

- Devo dizer que eu ajudei na confecção das roupas afinal o Yifan é nossa cobaia para o trabalho de daqui a pouco.

- Opa Opa - o mais alto interrompeu ao escutar a frase de Baekhyun - Que trabalho? Eu cobaia? Não concordei com isso. Aliás, nem tô sabendo então tirem o cavalinho da chuva, não quero passar mais vergonha ainda.

- Você não avisou pra ele? - o menor se dirigiu a Zitao.

- Não, porque ele poderia fugir de nós, ia ser pior que agora - explicou e se voltou para o Wu que estava em seu lado - Por favor - juntou as mãos e implorou para o maior.

- Não.

- Por favorzinho - fez um biquinho e pediu com uma voz fininha.

- Não.

Zitao segurou o rosto de Kris com as duas mãos e roçou os lábios um no outro - Por favor - repetiu dessa vez em um sussurro rouco, olhando bem nos olhos escuros.

- Tá bom - cedeu o mais velho, ainda hipnotizado com o charme do namorado.

- Ótimo! Daqui a pouco eu venho aqui pra irmos juntos. Só vou terminar de arrumar umas coisinhas. Vamos, Baek - chamou o coreano e saiu na frente com o típico rebolado

Baekhyun despediu-se de Chanyeol com um selinho e foi atrás do chinês. Enquanto isso, Kris ainda estava chocado de como deixou-se levar - mais uma vez e com certeza não será a última - pelo jeitinho que seu namorado falou consigo.

[...]

- E pra concluir, temos a peça principal do look que é este casaco de tricô rosa bebê, perfeito para dias nublados e frios. Assim você sai de casa confortável e quentinho, porém com estilo. - concluiu Baekhyun a apresentação de sua tarefa.

A dupla foi recebida com aplausos e um revirar de olhos do modelo aka Yifan. Pelo menos toda essa humilhação rendeu a nota máxima para seu namorado.

-Fan? Você ainda tem alguma aula agora? - perguntou Zitao, arrumando seus materiais.

- Tenho, mas não tô afim de ir. Já sei o assunto mesmo então dá pra faltar. - o maior deu de ombros, arrancando uma risada do namorado

- Ah, então vamos embora juntos. Hoje fomos liberados mais cedo por conta da apresentação. - explicou indo para o corredor. - Que tal irmos na sorveteria que abriu? Tô louco por um milkshake de flocos. Só vou colocar isso no armário e já vou.

- Tudo bem, eu te espero no pátio - deram um selinho e se separaram em direções diferentes.

[***]

Ao chegarem na sorveteria, Zitao foi ao caixa fazer os pedidos e Yifan foi à procura de um lugar para sentar. Embora estivesse cheio, conseguiu encontrar uma mesa perto da janela e com visão para o parque que tinha na frente. Estava distraído com a visão das pessoas passando pelo lado de fora quando foi despertado pela voz meio alterada de seu namorado. Olhou na direção em que vinha e logo todo seu bom humor foi embora ao ver com quem ele estava discutindo. O menor estava com dois copos de milkshake nas mãos enquanto era incomodado por seu ex-namorado, Euribes, um brasileiro embuste pra caralho. Até hoje não entendia como Zitao pode ficar com um cara desses, mas não importa. Agora ele estava consigo então não iria deixar ninguém aporrinha-lo. Levantou-se do seu lugar indo até onde os dois estavam e, de cara, já tirou com brutalidade a mão do idiota que ficava encostando no que é seu.

- Algum problema, amor? - perguntou para Zitao, porém olhando ameaçador para o indivíduo que estava com eles.

- Nada muito grave, só esse inseto que apareceu aqui, mas já está de saída, não é?

- Nossa, Huang, como você baixou o nível, hein? - falou com o sotaque forte, olhando de cima a baixo para Yifan - Nunca pensei que fosse me substituir por uma barbie.

- E você? O que está fazendo aqui? Achava que tinha ido para o Brasil.

- E fui. Mas senti saudades do meu pandinha então voltei. Minha vida é você, amor. Larga esse daí e volta pra mim. Que nem nos velhos tempos. - tentou tocar no rosto do chinês, porém foi impedido pelo Wu que segurou sua mão antes que pudesse completar sua ação.

- Nem pense. Fica longe dele, você já teve sua chance e desperdiçou. Agora fica na tua e vaza. Não queira saber o que eu faço contigo. - apertou a mão com força, podendo ouvir os ossos estalarem e uma careta ser feita. Jogou brutalmente em direção ao dono e se virou para o namorado - Vamos? Esse lugar está cheio demais e me estressa.

- Vamos sentar em um dos bancos do parque, está um vento bom. - respondeu dando o milkshake para o Wu e segurando sua mão, indo para a porta de saída.

- E o que você vai fazer? Barbiezinha - Euribes falou debochado

Estavam saindo quando Yifan sentiu uma mão tocar seu ombro e o puxando para trás com força. Logo se armou e deu um soco bem no nariz do indivíduo, deixando-o jogado no chão com as mãos no machucado e fazendo ecoar um coro de espanto das pessoas ao redor. Abriu a tampa do copo que tinha em mãos e jogou o conteúdo em cima do estrangeiro.

- Isso é só uma prévia - deu um sorriso falso e saiu com o braço em volta da cintura do Huang.

[***]

- Obrigado pelo o que fez por mim hoje - o chinês de olheiras agradeceu olhando amavelmente para o namorado quando já estavam sentados no banco do parque.

- Não precisa agradecer. Aquele cara é um babaca, tava doido pra dar um soco nele desde que você apareceu na minha casa chorando e dizendo que ele tinha te deixado por mensagem de texto. Pena que o idiota já tava do outro lado do mundo. - revirou os olhos e sugou o canudo com o sorvete dentro. Como usou o seu por uma boa causa, seu namorado aceitou dividí-lo, mesmo sendo um amante de milkshake.

- Não, Fan, não digo sobre isso. Também tá incluído, mas falo sobre tudo o que aconteceu hoje. Por ter aceitado usar essas roupas que você não gosta e por ser o modelo do meu trabalho, mesmo sabendo que é capaz de zoarem você. Eu te amo tanto, é o melhor namorado do mundo. - pulou no mais alto em um abraço forte e dando vários beijos na bochecha e na boca do Wu.

-Opa, fico feliz de ouvir isso. - riu abraçando de volta - É exatamente por eu ser seu namorado que fiz essas coisas. Você sorriu várias vezes hoje e amo como fica ainda mais lindo com um sorriso no rosto. - acariciou com a mão gelada o rosto quente e vermelhinho do chinês, dando um beijo terno na testa. - Eu te amo muito.

E ficaram curtindo a tarde com muitos sorrisos, abraços e beijos com gosto de milkshake de flocos.

5 de Octubre de 2019 a las 02:10 0 Reporte Insertar 0
Fin

Conoce al autor

Laís Rodrigues × Trouxa que sofre por asiáticos e shipps gays × Only Exo-l × Quem shippa hétero e seho, vaza daqui x Fugitiva do spirit

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~