Relax and Chillin Seguir historia

ohlalalaka Laís Rodrigues

[TAORIS] [ABO] [99% LEMON, MAS 1% FLUFFY] Onde Zitao só precisava da boca do marido para relaxar depois de uma semana estressante


Fanfiction Bandas/Cantantes Sólo para mayores de 18.

#pwp #exo #taoris #kristao
0
614 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Único

Zitao se contorcia na cama pelo prazer que sentia devido o oral que recebia do marido. A semana tinha sido tão estressante para o ômega então nada melhor que um agradinho daquele que amava para relaxar.

Gemeu baixinho quando sentiu a língua quente do alfa acariciar com tanta dedicação sua intimidade pulsante. Tentou fechar as pernas por estar sensível demais, porém foi impedido com mãos grandes afastando suas coxas para dar mais espaço para Kris trabalhar.

O mais alto beijou as coxas de seu ômega com devoção, gostando de sentir a pele macia e cheirosa em contato com sua boca. Arrastou o nariz por toda aquela área até a virilha, onde cheirou e rosnou ao sentir o cheiro doce do marido ficar mais forte e mais da lubrificação natural escorrer para o colchão. Passou a língua delicadamente por ali, seguindo caminho para os testículos cheinhos e pesados, onde capturou um com a boca, chupando de levinho para não machucar. Dando um último beijinho no local, sua boca desceu até o perineo e finalmente chegou onde queria. Sua boca salivou com a visão do cuzinho molhado, piscando em excitação já pronto para receber seu nó. Observou uma gota grossa escorrer pelas nádegas fartas em direção à colcha já enxarcarda do líquido gostoso. Teve que respirar fundo, buscando controle para não meter logo seu pau na cavidade apertada, hoje o prazer era dedicado apenas para seu ômega relaxar. Levou a boca ali, dando primeiro um beijo para depois lamber ao redor capturando o máximo de slick que podia. Ao enfiar a língua no buraquinho vermelho, um rosnado veio do fundo de sua garganta, o que fez o ômega tremer em suas mãos e pingar mais ainda em sua boca. Yifan tinha o ego nas alturas ao ver seu ômega enlouquecendo de puro prazer apenas pelo trabalho de sua boca.

- Alfa... - gemeu com a chupada que levou no seu lugar mais sensível - D-deixa eu sentar... No teu rosto... Ah - jogou a cabeça para trás, revirando os olhos e agarrou os fios longos do marido com as duas mãos, mantendo-o parado e rebolando na língua que lhe fodia tão bem.

Yifan apertou sua própria ereção com força ao ouvir o pedido manhoso do mais novo. Seu Taozi tinha vergonha quando o botava pra rebolar em seu rosto, porém agora estava tão desnorteado com o prazer que nem ligou para a vergonha que sentia.

Se soltou do aperto das mãos alheias e levantou, indo deitar-se ao lado de Zitao para que pudesse se posicionar como queria. Pegou o menor pela cintura como se fosse uma boneca de pano e colocou-o sentadinho de costas pra si em seu peitoral. O fez empinar um pouco e deu um tapa estalado na nádega direita, gostando de como a área balançou com o impacto. Fez o mesmo com o outro lado, deixando a pele sensível avermelhar-se um pouco. Apertou com gosto as bandas antes de trazê-lo pela cintura para mais perto. O fez sentar em sua boca e logo enfiou a língua até onde conseguia, não dando tempo para Zitao ter alguma reação a não ser gemer alto com o toque brusco. Yifan sentia o slick abundante escorrer pelo seu queixo e pescoço, deixando-o todo lambuzado, porém não ligava. Só queria sentir o líquido gostoso e docinho que apenas ele podia provar.

Já Zitao tinha as pernas trêmulas e respiração ofegante. Os olhinhos estavam fechados, apenas aproveitando a língua habilidosa de seu marido. Em um momento entreabriu-os e pode ver a ereção dura e gotejante de Yifan presa dentro da calça de moletom. Mordeu o lábio inferior ao imaginar o gosto salgado do alfa. Lentamente foi se deitando no peitoral do outro e ficou com o rosto deitado na coxa do marido, olhando para o volume enorme que tinha entre as pernas compridas. Levou o nariz até ali e inspirou fundo, gemendo baixinho com o cheiro forte e viril que se desprendia do local. Guiou as mãos trêmulas e abaixou a barra da calça, libertando o membro grosso, sentindo-o bater em seu rosto pelo alfa estar sem cueca. Pegou a carne pulsante e fez movimentos de cima a baixo, adorando ver o pré-gozo escorrer abundante pela sua mão. Colocou só a cabecinha na boca e mamou lento, fechando os olhos e sendo agraciado com um rosnado e um aperto em seu próprio pau, o que o fez gemer com o membro na boca. Tentou engolir mais um pouco, conseguindo chegar até a base. Seu nariz roçava nos poucos pêlos que tinha ali e seu olhos lacrimejavam por manter tamanho volume em sua garganta. Retirou por completou para conseguir respirar e ao olhar para o pau pulsante a sua frente não conseguiu conter a vontade de sentar nele.

Se levantou, afastando-se da boca de Yifan que ficou sem entender e sem dar tempo para ser questionado, Zitao posicionou em cima do pau alheio e desceu com tudo, arrancando um gemido do alfa e de si próprio. Amava a sensação de cheio que lhe era proporcionada quando o membro do marido ia o mais fundo possível dentro de si. Se pôs a subir e descer, não tenho dificuldades por estar bem lubrificado. O pau enorme roçava nas paredes internas do ômega e o deixava bem abertinho.

Yifan estava adorando a vista que tinha, seu olhos não se desgrudavam da imagem que tinha de seu membro sendo engolido pela bunda gostosa do menor. Levou as mãos até as bandas e apertou com gosto a carne farta, afastando-as para ter uma melhor visão do cuzinho esticado envolta do seu pau e com as bordinhas vermelhas, já tão maltratado.

Dobrou os joelhos e começou a estocar ao mesmo tempo que as sentadas de Zitao. O menor gemia alto, não se importando se os vizinhos iriam escutar ou não, apenas aproveitava aquele pau delicioso lhe arrombando e acertando seu ponto doce repetidamente.

Ao ponto que o orgasmo chegava os dedinhos dos pés se contorciam e sua cabeça era jogada para trás, se tremendo todinho com a sensação ótima que alastrava seu corpo. Ficou todo molinho e sensível após gozar tão intensamente, mas já estava acostumado, afinal seu alfa sempre acabava consigo na cama.

Ficou parado e soltando gemidos pela sua sensibilidade enquanto Yifan procurava seu próprio prazer. Rebolou lento quando sentiu o maior gozar em seu interior, aproveitando a porra quentinha indo bem fundo e o nó se formando, prendendo-o contra o alfa. Esse que sentou e abraçou o ômega para esperarem se soltar. Se arrumou encostado na cabeceira da cama e deitou o ômega mole em seu peito. Zitao pegou a mão do marido e acariciou, levando até a boca e dando um beijo terno na aliança que brilhava.

Depois de tudo o que fizeram, o que Zitao mais gostava era quando ficavam só curtindo a presença um do outro.

4 de Octubre de 2019 a las 23:43 0 Reporte Insertar 0
Fin

Conoce al autor

Laís Rodrigues × Trouxa que sofre por asiáticos e shipps gays × Only Exo-l × Quem shippa hétero e seho, vaza daqui x Fugitiva do spirit

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~