Exercícios Físicos Seguir historia

aikimsoo Ai KimSoo

Kim Jongin é vítima quando se fala de se manter em forma. Ele reclama e reclama sempre, porém, se esforça com muito afinco quando se trata de receber a ajuda do seu companheiro de quarto, Do Kyungsoo.


Cuento Todo público.

#gay #yaoi #exo #kaisoo #aikimsoo
Cuento corto
1
1451 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Me ajuda, hyung?

Dormitório do Exo - 2012


Jongin estava tendo que fazer a porcaria das flexões mandadas pelo seu instrutor de academia. Não queria ter que fazê-las em casa, mas o instrutor parecia saber quando Jongin burlava suas ordens. Talvez fosse pela falta de reclamações do moreno, já que sempre que obedecia, chegava reclamando na academia e dizendo que não queria mais se exercitar.

-Que animação, Jongin-ah! - Kyungsoo entrou no quarto que compartilhava com o moreno e riu.

Faltava pouco para o debut do Exo, então todos se preparavam da melhor maneira e a de Jongin era a academia. O professor de balé particular de Jongin comentou que o mesmo estava perdendo um pouco da leveza e da força nos movimentos, então aconselhou que o adolescente entrasse em uma academia para voltar a forma.

-Ai hyung, não aguento ficar fazendo isso não! Por que eu preciso malhar mesmo? - choramingou parando de fazer as flexões e deitando de bruços no chão.

-Porque você comeu muito frango frito no período que ficou na casa dos seus pais, agora precisa entrar em forma. - o mais velho respondeu divertido, agachando-se ao lado do corpo largado no chão e o cutucando. - Olha só quanta gordurinha. - provocou.

-Eu não estou gordo, hyung! - Jongin reclamou, virando o rosto para o mais velho e fazendo um biquinho.

-Eu sei, estou brincando! Eu também acho que você não precisa procurar entrar em forma, porque você já está em forma. - confessou e viu o sorriso surgir no rosto alheio. - Mas...

-Aish! Sempre tem um "mas". - Jongin reclamou e Kyungsoo soltou uma risadinha.

-Mas até você estava reclamando que não sentia firmeza nos seus passos, então precisa se concentrar em fazer os exercícios pra se sentir confortável na dança. - aconselhou e fez um carinho nas costas alheias. Gostava tanto de cuidar do Jongin, mesmo que fosse tão novo quanto o outro e nem soubesse cuidar de si direito.

-Você pode me ajudar? - o mais novo perguntou, fazendo carinha de pidão.

-Eu vou ter que fazer exercícios? - o mais velho questionou, fazendo careta só de imaginar o corpo dolorido com todo o esforço.

-Não! - Jongin respondeu rindo. Sabia que seu pequeno hyung não iria negar nada a si, mesmo que não estivesse com vontade, por isso mesmo que jamais pediria para Kyungsoo fazer algo que não quisesse. - Eu preciso de ajuda só pra algumas coisas. Preciso fazer 100 abdominais, então queria que você segurasse a minha perna. - explicou-se.

-Ah! Se é assim, deita de barriga pra cima e vamos começar! - Kyungsoo concordou imediatamente e se colocou de joelhos no chão, para poder ajudar o mais novo.

Jongin virou o corpo, agora animado por ter uma ajuda e por ter a oportunidade de colocar em prática sua ideia, flexionando as pernas e Kyungsoo as segurou, ficando com o rosto apoiado nos joelhos do mais novo.

O coração de Jongin batia freneticamente no peito. Fez sua primeira abdominal e ficou com o rosto bem pertinho da face infantil do seu hyung, mas logo jogou o corpo para trás. Tinha perdido a coragem. Levantou o corpo novamente, contando 2, e ficou com o rosto próximo novamente. Os olhos de Kyungsoo estavam arregalados, mas Jongin percebeu que o baixinho não fez menção de recuar.

Já tinham contado 20 abdominais, quando Jongin criou coragem. Durante esse tempo todo, sempre chegava perto do rosto do seu hyung e ele nunca recuava, então aquilo podia ser um sinal positivo. Jongin queria que fosse, porque era nessa possibilidade que se agarrava quando levantou o corpo mais uma vez e juntou seus lábios aos de Kyungsoo.

O menor arregalou os olhos, porque finalmente Jongin tinha feito, e sentiu seu coração acelerar de forma desregulada. Quando se prontificou em ajudar Jongin, não tinha sequer cogitado que o moreno estava usando as etapas de malhação para roubar um beijo seu. Tinha ficado muito surpreso na primeira tentativa, mas não recuara, esperando que na próxima sua expectativa fosse alcançada. Mas Jongin sempre recuava e Kyungsoo já tinha perdido as esperanças de algo acontecer, até aquele momento.

O selar não fora algo muito demorado, mas durou tempo o suficiente para fazer com que ambos sentissem os sentimentos um do outro. Jongin se afastou e olhou bem fundo dos olhos do seu hyung, sorrindo ao constatar o lindo sorriso de coração nos lábios alheios.

-Você é um sapeca, Jongin-ah! - Kyungsoo murmurou com o rosto corado, mas se sentindo muito feliz.


-x-


Dormitório do Exo - 2017


-30, 31, 32... - Jongin contava suas flexões no momento que Kyungsoo adentrou o quarto. Os dois ainda dividiam um, o que era uma imensa felicidade para ambos.

-Que nostálgico! - Kyungsoo comentou enquanto fechava a porta.

-Eu vou perder a contagem, Soo! - Jongin resmungou, suando toda a água que tinha bebido antes, enquanto se esforçava para não perder o foco da contagem.

-Mas eu só entrei no quarto. - Kyungsoo se defendeu, contendo um riso por saber que sua presença sempre bagunçava a atenção do mais novo.

-40, 41, 42... Ai, não estou aguentando mais! - o moreno choramingou. Já tinha feito tanto exercício antes, porém, ainda precisava concluir a bateria que seu instrutor tinha passado, ainda mais que Kyungsoo parecia ter gostado muito do seu corpo definido. Se estava se esforçando tanto, era graças ao seu hyung.

Kyungsoo sentiu um aperto no coração por ver o quanto os braços de Jongin tremiam pelo esforço, então resolveu fazer algo que tinha aprendido com o tempo e que se iniciara há 5 anos, quando Jongin lhe pediu ajuda pela primeira vez. Era algo que sempre animava o mais novo.

Deitou no chão, de barriga para cima, e foi se arrastando até onde Jongin estava. Quando viu que o moreno tinha fechado os olhos e erguido o corpo, contando 50, enfiou o rosto naquele espaço e admirou a face morena acima de si. Não pôde admirar muito, porque Jongin logo desceu o corpo e na mesma hora os lábios de ambos se tocaram, como no passado.

-51. - Kyungsoo contou, sorrindo travesso ao encontrar os olhos felinos de Jongin, que tinha erguido o corpo novamente e o olhava surpreso.

-52... - Jongin murmurou, fazendo um bico para selar os lábios do seu namorado.

E toda a má vontade do moreno em continuar fazendo a bateria de exercícios foi para o inferno, assim como todas as vezes em que tinha seu pequeno namorado lhe ajudando. O cansaço foi embora e Jongin começou a fazer com mais afinco as flexões, até que os lábios de Kyungsoo se tornaram muito mais importantes do que qualquer atividade física que não lhe proporcionasse prazer.

Podia ficar em forma outra hora, naquele momento iria aproveitar suas energias em outras coisas. Coisas essas muito mais gostosas e satisfatórias. Atividades que só namorados compartilhavam, que só Kyungsoo e Jongin compartilhavam dentro daquele quarto, enquanto aproveitavam a singularidade um do outro da forma mais amorosa que conheciam.

27 de Julio de 2019 a las 04:36 0 Reporte Insertar 0
Fin

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~