Alérgica a armários Seguir historia

alicealamo Alice Alamo

Quer me comer? Coma! Não quer contar que comeu? Não conte, é um direito seu, eu não ligo. Mas limpe a porra da boca antes de difamar o meu nome, porque uma hora isso cansa. E, quando eu cansar, é você quem vai passar fome.


Poesía Todo público.

#poesia #revelações #hipocrisia
Cuento corto
5
1299 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Shiiii, é segredo!


Ah, querida, eu sou aquela que você come

dentro do armário

em segredo

sem que ninguém mais possa saber


Eu sou a pessoa que você finge não conhecer

que você olha e desolha

a quem nem um sorriso pode dirigir


Eu sou a pessoa que não pode se aproximar

que precisa manter o silêncio

que não pode desfazer esse seu teatro


Sou aquela a quem você elogia

a quem enche de amor

a quem paparica


Mas em segredo

dentro do armário

em pensamento

Shiiii, é segredo!


É segredo porque você tem que continuar mantendo a pose

Desfilar entre seus amigos que me renegam

Ouvir, apoiar, repetir cada ataque contra mim


É segredo porque você tem que ser “mais um”

Soltar seus comentários ácidos a meu respeito

Apontar cada um dos meus defeitos

Rir pelas minhas costas


Eu sou o apoio não dado

os elogios não feitos

as juras que você faz a plenos pulmões dizendo que não conhece

que não gosta de mim,

que nunca chegou perto e que nem vai!


Eu sou tudo isso enquanto também sou o seu pedido por mais,

o seu clamor pela continuação do que te ofereço

A sua vinda secreta, na calada da noite, para saber o que há de novo


Eu sou a proibida

a que não deve ser aplaudida

a que se deve odiar em público

e com quem se deliciar quando ninguém mais pode ver


Sou a amante que te vê passear na rua com a família feliz

e que ri desse teatro tosco por saber o que você faz escondido

Que ouve seu discurso moralista

enquanto empilha prova por prova contra você


Não, não se engane

Eu não to aqui para pedir o seu reconhecimento

Eu não ligo para a sua covardia e sua mania de seguir a manada

Não vim pedir por elogios, por defesa,

pelo meu nome impresso no seu peito ou por uma vaga na sua lista


Não fui a primeira pega nessa armadilha nem serei a última

Eu já entendi como o jogo funciona

Sei que o brilho dos holofotes sobre mim não é para apreciar o espetáculo,

mas para assistir de camarote minha queda, cada falha, cada deslize que pode e será usado contra mim


Ainda assim, você assiste

em segredo, em silêncio

bem como seu amigo, e o outro e o outro também

Todos vocês saindo do mesmo armário

num acordo mudo de que não sabem a verdade

de que nunca souberam

de que a farsa precisa ser mantida

e por isso vão aos berros tecer a crítica da semana


Mas sabe…

Eu sou a cortesã que sabe o que faz e como faz

Só isso já me é suficiente

Por isso eu peço, somente, que se cale

Engula essas suas mentiras

Envenene-se com seu próprio ódio gratuito

Poupe-se do teatro

Poupe-me da falsa cortesia

Poupe-nos desse nosso relacionamento tóxico


Quer me comer?

Coma!

Não quer contar que comeu?

Não conte, é um direito seu, eu não ligo

Mas limpe a porra da boca antes de difamar o meu nome

porque uma hora isso cansa

E, quando eu cansar,

é você quem vai passar fome.


Atenciosamente,

A puta alérgica que não foi feita para permanecer calada no armário

enquanto você bota fogo nele

21 de Junio de 2019 a las 01:02 4 Reporte Insertar 11
Fin

Conoce al autor

Alice Alamo 23 anos, escritora de tudo aquilo em que puder me arriscar <3

Comenta algo

Publica!
Netuno Chase Netuno Chase
Já elogiei no watt mas tô vindo aqui pra reforçar PORQUÊ TÁ BOM DEMAIS. Só não é lindo porque é a mais dolorosa verdade que nós do mundo feminino entendemos tão bem, seja por experiência própria ou por presenciar experiência das amigas.
15 de Julio de 2019 a las 16:37
Mori Katsu Mori Katsu
Isso foi uau? SIM!!! CHOCANTE!!!!
27 de Junio de 2019 a las 07:40
Blue Martell Blue Martell
Impressionante. Caí de paraquedas na história e depois percebi que era tua. Genial mesmo, Ali
25 de Junio de 2019 a las 00:34
Camy <3 Camy <3
Eu tô toda arrepiada, sério. Eu admito que preferi "puta de armário" como título, mas entendo. Sério, só feelings, de boa. Tô muito arrepiada. Eu te amo pra caralho.
20 de Junio de 2019 a las 23:52
~