Um Casal Bem Fofo Seguir historia

aikimsoo Ai KimSoo

Kyungsoo está indo para a escolinha pela primeira vez. Jongin também, mas ele não queria ir. Como esses dois irão se tornar amiguinhos?


Fanfiction Bandas/Cantantes Sólo para mayores de 18.

#primeiravez #aikimsoo #kyungsoo #jongin #kai #kaisoo #exo #yaoi #gay
2
3.5mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Meu amiguinho

Era primeiro dia na escolinha para Kyungsoo. Ele tinha 5 aninhos, mas era bastante emburrado. Não gostava de ser chamado de fofo por culpa da sua tia, que sempre apertava suas bochechas. Enquanto entrava na escolinha, avistou um menino moreninho chorando para a mãe.

-Mininu bobu! - um garotinho de orelhas grandes falou.

-Deixa ele chorá! - Kyungsoo brigou com o garoto de orelhas grandes e um pouco maior que si.

A professora os chamou para ir para a salinha e logo todos foram se sentar. Kyungsoo sentou na frente e encarava o quadro, pois estava ansioso para escrever. Mesmo que não soubesse todas as letras, gostava de copiar. Mas sua ansiedade só aumentava, porque a professora não escrevia nada e segurava a mão do menininho de pele acobreada.

-Jongin, por que não senta ali? - a professora perguntou e apontou para a cadeira ao lado de Kyungsoo.

Jongin queria sua mãe, mas assim que viu o garotinho pequeno, de olhos grandes e cabelinho de tijela, sorriu e correu para sentar ao lado do mesmo.

-Sou Kim Jongin! - se apresentou afobado. Kyungsoo o olhou de cima a baixo e sorriu.

-Do Kyungsoo. - se apresentou e viu o sorriso do outro aumentar. - Tenho 5 anos e você?

-4! - respondeu o moreno.

-Sou mais velho! - Kyungsoo comemorou. Detestava ter seu hyung debochando por ele ser uma criança.

A professora chamou a atenção de todos e logo os dois garotinhos estavam sentados ao lado um do outro e rabiscando folhas de cadernos. Eles tinham virado amiguinhos.

-Kyungsoo? - Jongin chamou com dificuldade. O nome do garoto branquinho e baixinho era muito complicado para sua idade.

-Eu! - o mais velho tirou os olhos do desenho e fitou o mais novo.

-Gosta de mel? - Jongin perguntou curioso.

-Nunca cumi. - Kyungsoo respondeu sincero.

-Crianças, hora da saída. - a professora avisou e na mesma hora as crianças se viram animadas para ir embora.


-×-


No dia seguinte Kyungsoo se via extremamente incomodado. Sua mãe o havia vestido com uma fantasia de pinguim e seu irmão, Seungsoo, ficou dizendo que ele parecia um bonequinho. Kyungsoo não gostava de ser fofo. Seu hyung fazia parecer não ser legal ser fofo.

-Dá um sorriso, Kyunggie. - a mãe pedia, mas o menino permanecia emburrado.

Assim que chegou na escolinha, viu um menino com uma fantasia de dinossauro acompanhado de outro com fantasia de gatinho. Kyungsoo não sabia a razão para todos estarem vestidos assim, mas ficou curioso para saber como seu amiguinho de pele acobreada estaria vestido.

-Soo! SOO! - ouviu chamarem e não teria olhado, se não reconhecesse a voz.

Jongin vinha correndo em sua direção - com uma fantasia de urso - e segurava um pequeno potinho amarelo e marrom. Kyungsoo abriu seu primeiro sorriso no dia e foi abraçado de forma desengonçada pelo garotinho maior.

-Touxe mel! - Jongin falou e estendeu o potinho para Kyungsoo.

-Como comi? - Kyungsoo perguntou curioso.

-Assim! - e com isso Jongin enfiou o dedo no pote de mel e depois colocou na boca.

Kyungsoo iria fazer o mesmo, porque Jongin parecia gostar muito de comer aquilo, mas foi impedido pela professora os arrastando para a sala de aula. Ficou emburrado e viu que Jongin também ficou. Não gostava de ser contrário. Na verdade, nenhum dos dois.

O sinal tocou e as crianças foram para o pátio brincar. Jongin se sentou no chão e Kyungsoo se apoximou curioso. O mais novo levantou o potinho de mel e Kyungsoo colocou o dedo. Depois de melar toda a mão, levou até a boca.

-Gotoso! - Kyungsoo exclamou e viu o sorriso lindo de Jongin.

-Amanhã trago biscoitu. Mel e biscoitu é gotoso! - Jongin avisou e Kyungsoo concordou.

A professora apareceu e lhes entregou caderninhos de pintar. Os dois pintavam e se lambuzavam de mel. Depois se sentiram cansados e deitaram no chão. Jongin com o caderno de pintar em cima do rostinho e Kyungsoo com o caderno na barriga.

Estavam olhando o céu e descobrindo suas mãozinhas, quando a professora os chamou avisando que era hora de ir embora. Mas, diferente das outras crianças, os dois pequeninos não ficaram contentes em ter que se separarem.

Jongin queria ver mais uma vez o coração na boquinha do seu amiguinho Soo.


-x-


Kyungsoo mais uma vez estava emburrado. Sua mãe não o tinha levado para a escolinha no dia anterior, porque o levou no moço que colocou luz em seu olho semanas antes, e agora tinha que usar um óculos redondo no rosto. Ele entendia que enxergava melhor, mas ficou irritado por não ver seu amigo Jongin.

-Desfaz essa cara, Kyunggie! Você só tem 5 anos pra ficar tão mau-humorado! - a mãe dizia.

-Nini ia tazer biscoitu e mel! - respondeu irritado.

-É Jongin...

-Então! Nini! - Kyungsoo falou o óbvio. Assim como seu nome era complicado para Jongin pronunciar, o mesmo acontecia consigo e só conseguia falar "Nini".

Assim que a mãe o deixou na escolinha, correu apressado para dentro, mas trombou no garoto orelhudo. O garoto orelhudo era maior que si e gargalhou do seu tombo.

-Channie, num faz issu! - um garotinho da altura de Kyungsoo apareceu e ajudou o ser caído a se levantar.

-Foi sem querer, Baekkie! - o orelhudo falou e Kyungsoo bufou, se abaixando para pegar seu boné azul do chão.

Kyungsoo estava de óculos redondos, boné azul e casaco vermelho. Largou os dois meninos da sua turma para trás e foi em busca do seu único amiguinho. Avistou Jongin de longe e iria gritar seu nome, quando o viu rindo e brincando com um menino que apareceu.

Kyungsoo assistia de longe Jongin brincando com um menino extremamente branco, com cabelos pretos e muito magrinho. Mesmo rindo, o menino não parecia ter expressão. Se Kyungsoo já era emburrado, mais emburrado ficou. Seu amiguinho o tinha trocado por outro.

-Soo!! - Jongin gritou assim que viu o amiguinho de longe. Não acreditou que era o amigo, porque ele nunca tinha visto Kyungsoo com óculos, mas o achou muito fofo.

Kyungsoo ouviu seu nome ser chamado, mas de birra deu as costas para Jongin e saiu andando. O mais novo não entendeu, afinal, tinha sentido saudades de Kyungsoo no dia anterior e ficou chorando metade da aula até Sehun chegar e o chamar para brincar.

-Soo! - insistiu em chamar e correu para alcançar o mais velho, que tinha parado para fitar o mais novo -Não sou mais amigo! - Kyungsoo falou e saiu andando. Jongin ficou confuso, mas deu de ombros e correu até seu amiguinho emburrado.

-Soo muito fofo! - falou abraçando o corpinho menor que o seu por trás.

-Não sou fofo! - Kyungsoo gritou se soltando do abraço e fitando o mais novo. Jongin apenas sorriu e pulou em cima do mais velho.

-CUTE, CUTE, CUTE! - continou falando enquanto apertava seu amiguinho baixinho.

Kyungsoo, mesmo emburrado e detestando ser chamado de fofo, não afastou Jongin. Pelo contrário, riu. Voltaram a brincar normalmente e quando tiveram que se separar, se abraçaram bem forte.


-x-


Jongin estava ansioso para ver seu tão adorável amiguinho. Seus pais estranharam a animação do menino, uma vez que no começo ele nem queria ir para a escolinha. Jongin explicou que queria ver seu amiguinho e os pais riram. Assim que o moreno chegou na escola, correu para dentro da mesma e reconheceu seu hyung de costas. Kyungsoo vestia um casaco bege e um boné da mesma cor.

-Soo! - Jongin gritou e abraçou o corpo do amiguinho por trás.

-Qui sustu! - Kyungsoo exclamou assim que se afastou de Jongin. Estava com duas balinhas na mão e viu o outro olhando. - Nini quer? - perguntou e Jongin fez que sim.

Kyungsoo sorriu, pegou uma balinha e colocou na boca do moreno. Jongin sorriu feliz por ter ganhado um doce do seu melhor amigo e Kyungsoo sorriu por ver o sorriso do amiguinho.

-Cadê o óculos? - Jongin perguntou ao notar que seu amiguinho não estava com o objeto redondinho no rosto.

-Quebô. Soo correu e caiu. - o baixinho explicou fazendo bico e mostrando o joelho ralado.

-Tadinho! Nini vai cuidar do Soo! - Jongin prometeu e puxou o menor para um abraço.

Depois daquele dia, Jongin deixou de ser um menino chorão para proteger seu adorável hyung. Não era muito preciso toda essa proteção, porque Kyungsoo só tinha aparência de frágil. O baixinho era um verdadeiro emburrado e brigão, principalmente quando mexiam com seu Nini.

Quando fizeram aniversário, comemoraram juntos na escolinha e sorriram por saber que faziam aniversário perto um do outro. No ano seguinte, os pais dos meninos resolveram fazer uma festa em conjuto e no dia 13 de janeiro, porque era o dia que ficava entre o aniversário de um e outro.

Quando Jongin completou 7 anos, entrou para uma escola de balé e jazz. Kyungsoo tentou ir também, mas não era bom e logo foi fazer aula de canto. Os dois faziam suas tarefas no mesmo lugar, mas em horários diferente. A razão? Kyungsoo queria assistir Jongin dançar e precisava protegê-lo dos outros e Jongin queria ouvir seu hyung cantar e protegê-lo de todos.

A amizade dos dois era forte e na casa de um e do outro tinha vários pertences alheios. Quando Kyungsoo completou 15 anos e Jongin 14, os dois deram o primeiro beijo. Kyungsoo tinha ido buscar sua blusa azul na casa de Jongin e encontrou o amigo conversando com Sehun. Ficou irritado e por isso apenas adentrou o quarto de Jongin, foi até o guarda-roupa, pegou sua blusa e iria sair bufando, se o moreno não lhe segurasse o braço e pedisse para Sehun ir embora.

Foi então que Jongin se declarou e Kyungsoo o beijou. Depois desse dia, os dois contaram aos pais que se gostavam. Esperaram reações negativas, mas o que tiveram foram reações positivas, porque desde a escolinha, todos percebiam que Soo era do Nini e Nini do Soo.

9 de Junio de 2019 a las 02:24 0 Reporte Insertar 0
Leer el siguiente capítulo Somos namorados

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 4 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión