A culpa Seguir historia

alicealamo Alice Alamo

As quatro pessoas envolvidas nesse caso não queriam que isso acontecesse, mas, ao mesmo tempo, possuíam igual culpa, e isso os impedia de enxergar com clareza. É claro, quando um coração está ferido e o mundo parece conspirar contra você, é difícil reconhecer os pequenos erros (às vezes não tão pequenos), ainda mais difícil admitir que parte do fracasso foi por culpa sua. Mas seja pelo silêncio quando a voz precisava soar, seja pelo excesso de trabalho quando alguém o espera em casa, seja pelas mentiras que construíram um frágil equilíbrio, seja pela traição injustificada, a verdade é que cada um carrega nas costas o peso de suas escolhas.


Drama Sólo para mayores de 18. © Imagem da Capa de @Apucarte

#drama #theauthorscup #TheDramaQueen #TheDramaKing
3
3643 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Prólogo


As quatro pessoas envolvidas nesse caso não queriam que isso acontecesse, mas, ao mesmo tempo, eram responsáveis pelo ocorrido, e isso os impedia de enxergar sua própria vida com clareza. É claro, quando um coração está ferido e o mundo parece conspirar contra você, é difícil reconhecer os pequenos erros (às vezes não tão pequenos), ainda mais difícil admitir que parte do fracasso foi por culpa sua. Mas seja pelo silêncio quando a voz precisava soar, seja pelo excesso de trabalho quando alguém a espera em casa, seja pelas mentiras que construíram um frágil equilíbrio, seja pela traição injustificada, a verdade é que cada um carrega nas costas o peso de suas escolhas.

No sofá, Clara se perguntava quando tinha perdido as rédeas de seu casamento, quando tinha aprendido a calar a voz que tanto ousara gritar um dia e que havia conquistado Luana.

Presa mais uma vez no escritório, Luana olhava para o relógio na parede da sala, querendo saber quando o chefe a liberaria, mas sem vontade alguma de ir para a casa… O bar da esquina já a conhecia bem, ela preferia afogar no álcool as dúvidas que tinha sobre o próprio relacionamento que sentia estar no fim.

Quem lhe fazia os drinks era Artur, e ele não conferia o celular, nem o relógio, nem nada. Seus olhos estavam presos na garota do outra lado do estabelecimento, bebendo sozinha e rindo no celular. Amanda, já sabia o nome, o telefone, o endereço e outros detalhes que era melhor não contar a mais ninguém.

Porque Amanda era um segredo, um que Bianca nunca poderia saber. Mas Bianca… bem, Bianca estava mais preocupada em justificar algumas pequenas mentiras que havia contato a Artur quando começaram a namorar. E eram tantas que ela não sabia se era melhor começar explicando que não era órfã ou que também não era vegetariana ou adepta aos movimentos sociais para os quais ele sempre a arrastava.

É… cada um preso no seu mundo. Não é de se estranhar então que não tenha mesmo dado certo, não é?

28 de Mayo de 2019 a las 00:17 3 Reporte Insertar 1
Leer el siguiente capítulo Clara

Comenta algo

Publica!
Anne Liberton Anne Liberton
Non entendi nada, mas acho que meu choque maior é você ter terminado a história toda, então vou pro próximo ver se eu entendo ahuauha Até lá~
30 de Mayo de 2019 a las 01:44

~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 4 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión