Spank Seguir historia

kyungbear Manu Almeida

Onde Jongin descobre que seu namorado gosta de levar umas palmadas.


Fanfiction Bandas/Cantantes Sólo para mayores de 21 (adultos).

#kadi #kpop #gay #bl #yaoi #exo #kaisoo
0
3.7mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Jongin tinha percebido

Provavelmente era lá pela metade da tarde de uma sexta-feira e ninguém estava no dormitório exceto o ‘casal KaiSoo’, como eram conhecidos entre os outros colegas de faculdade.


— Eu deveria bater em você. — Jongin disse brincando. Kyungsoo tinha o dito uma mentirinha branca naquela manhã e o maior achou conveniente relembrar disso.


— Não mesmo. — seu namorado negou veementemente.


— Sim, sim, venha aqui!

Jongin fingiu pegar o menor e derrubou-o sobre o sofá, o virando e dando pequenas palmadas nele.


— Jongin-ah, não! — o moreno continuou, pensando que tudo não se passava de uma piada, e Kyung realmente fez de tudo para esconder. Mas quando ele ouviu um pequeno gemido satisfeito, parou por um momento e o olhou, depois puxou-o para cima.


Jongin tinha percebido.


— Vamos sair daqui. — ele declarou e arrastou o Do até o seu quarto. Sentou-se na beira da cama e fez um sinal para que o menor se aproximasse. — Sente no meu colo.


— O que?


— Eu quero que você sente no meu colo.


— Mas Jongin eu-


— Venha.


Kyungsoo engoliu em seco e fez o que lhe foi dito, envolvendo os braços ao redor do pescoço de Jongin quando sentou-se sobre seu colo.


— Bom garoto. — o Kim encorajou, agarrando o traseiro alheio e ganhado um barulhinho em troca. Kyungsoo timidamente encostou os lábios sobre os de Jongin, que prontamente aceitou e pediu por entrada. E quando o mais baixo hesitou em se abrir, Jongin bateu em sua bunda.


KyungSoo ofegou de prazer.


— Então você gosta assim, uh?


O Do respondeu e virou a cabeça, corando furiosamente. Não obtendo uma resposta, Jongin começou a dar-lhe palmadas leves, fazendo-o se contorcer.


— Você gostou disso ou não? Se você me disser, eu posso fazer de novo Soo...


Não querendo mais se envergonhar KyungSoo respondeu com um baixo ‘sim’.


— O que você disse? — provocativamente, Jongin perguntou enquanto apertava uma das bochechas fofas.


— H-hum sim, eu disse sim.


Sem precisar ouvir mais, Jongin virou-o na cama e rastejou para cima do outro, começando a lentamente beijar o pescoço branquinho. Seus dedos roçando pelos mamilos de Kyung, sobre o tecido da camisa, provocando deliciosos arrepios pelo corpo menor.


Ainda beijando, puxou a camisa para fora do corpo dele, tendo a ajuda do namorado, que aproveitou e puxou a calça do pijama xadrez também. O Kim seguiu seu exemplo.


— Agora, onde paramos... — Jongin caiu de boca em um mamilo, lambendo e mordiscando enquanto com a mão, apertava e esfregava o outro. — Ainda quer mais amor? — O moreno sussurrou, espalmando a protuberância na cueca de Kyungsoo, esfregando com o dedo uma macha molhada que tinha se formada na frente da boxer.


— P-por favor Jongin..!


Jongin enfiou os dedos sobre o cós da cueca e puxou-a para baixo, vendo o pau alheio saltar para fora.


— Alguém aqui está animado hein.


— Apenas f-faça Jonginnie.


— Fazer o que? — o moreno fingiu-se de inocente.


— Nini...


— Você quer dizer isso? — ele provocou novamente, começando a bater na fenda molhada do pequeno.


— O-h sim, aí n-nini...


Alcançado a gaveta na cabeceira de mesa ao lado na cama, Jongin pegou uma garrafa de lubrificante e derramou um pouco sobre os dedos. Ele voltou-se para o membro a sua frente, começando a chupar a cabecinha enquanto infiltrava um dedo na entrada apertada, sentido quando Kyungsoo tensionou.


— Relaxe Soo... — Jongin acalmou e voltou a chupa-ló para lhe distrair. Quando sentiu o menor relaxar, empurrou um segundo dedo, escovando-os em movimentos repetitivos e distribuindo palmadas pelas coxas bonitas com a mão esquerda, até alcançar um ponto que fez Kyungsoo gemer alto e sofrido.


Um a um, o Kim começou a empurrar seus dedos sobre aquele ponto repetidas vezes, até que quatro deles já estavam dentro, fazendo seu namorado gemer cada vez mais. Não muito depois, Soo atingiu o próprio ápice, chamando seu nome e fazendo-o gemer também em como o canal alheio ficou apertado.


Jongin não podia esperar para estar lá.

11 de Marzo de 2019 a las 15:32 0 Reporte Insertar 119
Leer el siguiente capítulo Jongin precisva

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 1 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión