Goodbye, my love Seguir historia

kiefan Anna Luisa

Oh Sehun gostava do fato de ser alguém imortal, mas começa a odiar aquilo assim que vê uma mordida no braço de seu grande amor, LuHan. Um lobisomem tinha lhe mordido e Sehun não sabia se iria aguentar ver seu amor partindo sem ele. One shot também postada no spirit.


Fanfiction Sólo para mayores de 18.

#exo
Cuento corto
1
3.6mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo Único.

- Fanfic também postada no spirit. 


Capítulo Único


LuHan tossiu sentindo suas costas doerem enquanto cuspia sangue.


― Calma, calma. ― Sehun sussurrava, já completamente amedrontado, como há séculos não ficava.


― Eu vou morrer. ― O chinês dizia com a respiração ofegante. ― Mas, está tudo bem. ― Tentou sorrir.


― Não, não está bem! ― Sehun negou e tentou acudir o outro assim que LuHan começou a se contorcer e gritar por causa da dor que sentia em um de seus braços. ― Eu devia ter conseguido curar você! ― Desabafou. 


― Amor... ― LuHan disse assim que a dor voltou ao estágio suportável. ― Não é sua culpa. 


― É sim, isso e a mordida. ― Se referiu ao ferimento causado por um lobisomem.


― O que? ― LuHan se sentou, apesar do outro tentar lhe impedir, querendo que ficasse deitado. ― Não repita isso, nunca mais! Eu salvei você, Hun. ― O chinês lembrou. ― Se não tivesse me colocado na frente para receber a mordida, você é quem já estaria morto.


― E até o final da noite, será você. ― Sehun quase sussurrou. 


― E está tudo bem. ― O menor acariciou o rosto do companheiro. ― Ver você aqui comigo e sem mordidas de lobisomem, consegue me tranquilizar.


― Tranquiliza-lo?! ― O Oh perguntou incrédulo. ― Chega, deve estar tendo uma alucinação. ― Tocou sua testa.


― Talvez, eu não sei... ― LuHan suspirou enquanto tossia mais um pouco. ― Está tudo ficando confuso, minhas memórias, eu...


― Lu... ― Sehun tentou chama-lo, mas o menor acabou ficando inconsciente.


Mesmo ouvindo seu coração continuar batendo, sua respiração ofegante, Sehun tinha medo de que o vampiro tivesse um sono perturbado.


Acariciou a testa do mais velho e se aproximou, o abraçando enquanto continuava com o afago.


Quando despertou, não demorou para reparar que estava sonhando e riu com aquilo.


― Já não consigo ficar consciente? ― Perguntou.


― Só fica delirando, com memórias do passado. ― Sehun se aproximou. ― Não abre mais os olhos, apenas fala entre resmungos e gemidos de dor.


― Caramba, cheguei rápido no último estágio. ― O vampiro mais velho comentou.


― Não está com nenhum pouco de medo, não é? ― O Oh suspirou.


― Eu estou sim com medo, mas você está tendo mais que eu! ― LuHan reparou, com um fraco sorriso nos lábios.


― Claro que estou! Não quero lhe perder! ― Sehun se negava a aceitar aquilo. ― Não vou conseguir viver sem você, não quero isso. ― Disse como uma criança mimada. 


― Hunnie... Você já está morto, lembra?


― Mas, você quem me deu a imortalidade e eu não quero passar a minha eternidade sozinho... ― O mais novo disse de forma bem baixa e devagar. ― Eu amo você e não quero deixa-lo ir para longe. 


― Eu também amo você, meu Hunnie. ― LuHan se aproximou e acariciou o rosto do maior. ― Eu sempre estarei cuidando de você e lhe protegendo. ― Começou a ficar sonolento.


― Amor... ― Sehun ficou nervoso quando precisou segurar o corpo do chinês, antes que ele caísse sem forças. ― Por favor, não! ― Já podia ver o que estava acontecendo. 


― Sempre estarei por perto para lhe proteger e ajudar, você irá conseguir superar. ― LuHan sorriu fraco. ― Eu não tenho arrependimento algum, fui muito feliz ao seu lado como nunca imaginei que seria, você foi tão bom para mim. 


― Lu...


― E eu nunca, nunca! ― Exclamou. ― Irei me arrepender do dia em que lhe transformei em vampiro, foi a coisa mais egoísta que eu fiz e não me arrependo, faria tudo novamente só para tê-lo ao meu lado durante esses séculos. 


― Eu amo você, Lu. ― Sehun chorou enquanto o outro tentava lhe abraçar. 


― Também o amo, para sempre. ― LuHan fechou os olhos. ― Adeus, meu amor. 


O Oh despertou de forma brusca, sentindo o sol sob seu rosto e ficando um pouco confuso. Seus olhos se arregalaram ao ver que já havia amanhecido e ele encarou o outro vampiro. 


― Hannie... ― O chamou, observando a pele cinza do chinês e seus olhos fechados. 


Não conseguia mais ouvir sua respiração e muito menos o seu coração, tendo certeza daquilo, Sehun não aguentou e começou a chorar enquanto segurava uma das mãos do menor. 


― Vá em paz. ― Ele desejou. ― Adeus, meu amor.

28 de Enero de 2019 a las 01:36 0 Reporte Insertar 0
Fin

Conoce al autor

Anna Luisa 💕💕 Sou a kiefan do spirit 💕 💕• Ficwriter • 💕 ••EXO-L•• 💕

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~