Feliz Natal Seguir historia

kiefan Anna Luisa

Ao perceber que havia magoado seu namorado, o frio Kim Minseok se arrepende e decide que irá tentar arrumar as coisas, organizando uma pequena festa de natal para que Park Chanyeol, voltasse a sorrir largo e exibisse o cabelo vermelho flamejante por conta de sua animação. One shot também postada no spirit.


Fanfiction Sólo para mayores de 18.

#kpop #exo
Cuento corto
0
3.3mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo Único

- Fanfic também postada no spirit. 


Capítulo Único 


― Nós podemos colocar a árvore no canto esquerdo se formos fazer na minha casa e se formos fazer na sua, podemos colocar no canto direito. ― Chanyeol explicava ao menor. ― O que você acha?


― Você ouviu o que disse? ― Minseok disse, deixando o namorado confuso. ― Ainda nem decidiu onde vamos colocar a árvore. 


― Eu sei... ― Chanyeol resmungou. ― Mas, não tem problema! Até lá, nós vamos decidir tudo. 


― Isso não vai dar certo. 


Ao ouvirem Minseok, os amigos somente balançaram a cabeça.


― Vai sim. ― O Park começava a ficar chateado.


― Não, não vai. ― O manipulador de gelo, continuava sério. ― E você sabe disso.


― Mas... ― Chanyeol suspirou, baixou a cabeça e a cor de seu cabelo começou a escurecer. ― Certo. ― Ele guardou todos os folhetos que tinha trazido sobre o que faria no natal e se levantou da mesa. 


― Ei, onde você vai?! ― O Kim ainda gritou enquanto o namorado se afastava. ― Ele me deixou aqui... ― Estava surpreso e também indignado.


― E com razão, não é? ― Jongdae revirou os olhos. ― Você foi bem idiota agora.


― Por ter falado a verdade?


― Por ter sido insensível, você sabe que o Chanyeol ama o natal e também ama você, ele só quer que tudo seja perfeito. ― Jongdae explicou. 


― Mas, não sairá perfeito... ― Minseok deu de ombros. 


― Você não quer faze-lo feliz? Demonstrar entusiasmo e animação com a felicidade dele, já ajuda e muito. ― Baekhyun resmungou e gritou quando sentiu um choque passar por seu corpo. ― Dae! ― Repreendeu o namorado.


― Deixe que eu falo, amor. ― O Kim sorriu, antes de voltar a ficar sério. ― Então... Baek está certo, mas você deve fazer isso por ele.


― Por qual motivo?


― Cara, você esqueceu o aniversário dele e essa é a segunda data preferida do Chanyeol, claro depois do Natal. ― O Byun lembrou. ― Ele ficou chateado, lhe perdoou e você nem se importou em dar um presente atrasado. 


― Não me importo com essas coisas. ― O loiro ainda estava inexpressivo e não riu quando Baekhyun levou mais um choque do companheiro. 


― Mas, o seu namorado se importa e muito. ― Jongdae frisou. ― Então, tente fazer por ele. 


― Para deixa-lo feliz?


― Exato! ― Baekhyun e o outro Kim gritaram no mesmo instante. 


O casal estava junto já tinha cinco meses, duas pessoas que eram completamente opostas. Um tinha o cabelo vermelho, era bem alto, muito engraçado e um atrapalhado manipulador do fogo. 


Enquanto o outro, tinha o cabelo em um tom loiro e também azulado, era baixinho e sempre muito sério, um concentrado manipulador do gelo. 


Ninguém conseguia entender como eles haviam acabado juntos, Minseok também não entendia. Mas, apesar de raramente demonstrar, ele amava o Park. 


Após aquela conversa com os amigos, decidiu que iria seguir os conselhos deles e seguiu caminhando até onde sabia que o maior estava. 


Não demorou para que ele encontrasse Chanyeol, viu o namorado sentado nas arquibancadas e observando a neve que caia lá fora durante aquele dia. 


Lembrou que o tempo daquela forma acabava deixando o Park, um pouco incomodado e também mal por causa do frio que sentia. 


Conforme ficava mais aquecido por conta de seus sentimentos, a pele do Kim foi voltando a ficar corada e não pálida como sempre era. 


― Amor... ― Minseok andou até ele. 


― O que? ― Chanyeol resmungou com um bico nos lábios. ― Depois eu volto para nossa aula...


― Posso ficar aqui com você? ― Minseok perguntou baixinho, surpreendendo o outro. 


― Se quiser...


Após ouvir aquilo, o menor se aproximou e sorriu fraco ao reparar que a cor do cabelo do outro estava deixando de ser escura. 


― Eu vou lhe ajudar com a festa do Natal, não se preocupe. ― O loiro disse depois de alguns minutos em silêncio. 


― Não, não precisa. ― Chanyeol balançou a cabeça. ― Eu não me importo com a festa, só quero que você seja minha companhia.


― Eu sempre vou ser. ― Minseok não demorou para dizer aquilo. ― Eu amo você. 


― Hm?! ― Chanyeol arregalou os olhos, mas se conteve. 


Não queria assustar o namorado, já que não era sempre que o Kim lhe dizia aquilo.


― Eu amo você. ― O Park tentava não ficar envergonhado, mas seu rosto avermelhado e o cabelo ficando ainda mais claro conseguia lhe denunciar. 


Os dois ficaram juntos ali por alguns minutos, mas logo o intervalo acabou e eles precisavam voltar para as aulas. Assim que Chanyeol se levantou e foi na frente, Minseok pegou o celular e mandou uma mensagem para os amigos. 


"Preciso da ajuda de vocês."


"Eu quero fazer uma festa para o Chan."


~~ Dias depois ~~


― Não será fácil... ― Jongdae suspirou. ― Chanyeol sempre gosta de festas grandiosas e não sei se teremos tempo de preparar tudo. 


― Ou de fazer com que ele não perceba o que estamos aprontando. ― Baekhyun relembrou. ― Ele sempre consegue adivinhar todas as surpresas.


― Todas que você fez. ― Minseok retrucou. ― Ele não saberá dessa minha. 


― Ora, seu... ― Baekhyun se calou ao ver o namorado lhe encarar. 


― Sabe que não vai demorar para Chanyeol desconfiar, ele vai ficar bravo se você negar alguma coisa e ainda pode achar que você o está traindo não querendo ficar perto dele e quase fugindo. ― Jongdae comentou enquanto ajeitava a mesa. 


― Isso fará ele cuspir fogo... ― Baekhyun disse e ficou pensativo. ― Não duvido que isso possa acontecer, literalmente. ― Deu de ombros. 


― Vocês o conhecem muito bem. ― Minseok resmungou, ficando desconfortável. 


― Nós somos amigos dele, temos que conhece-lo. ― Baekhyun implicou. 


― Certo...


O casal de amigos tentava não rir ao repararem que o cômodo havia ficado mais frio, por conta do ciúmes que o Kim estava sentindo, mas claro que ele não iria admitir aquilo para eles. 


. . . 


Já estavam de férias da faculdade, o comércio estava a mil por conta das últimas vendas de Natal, as pessoas corriam em busca dos presentes e das comidas para a ceia.


Enquanto isso, ele estava ali...


Começava a nevar, então, o Park nem queria observar o movimento na rua, já tinha espirrado algumas vezes, o nariz estava avermelhado e ele estava todo encolhido com uma coberta bem quentinha sobre seu corpo, usando um suéter que tinha ganhado de sua querida vovó como presente de aniversário e também um gorro. Ele detestava o frio, não era por ser apenas um manipulador do fogo, só não odiava totalmente por namorar alguém que conseguia manipular o gelo como ninguém. 


Ao pensar em Minseok, um triste suspiro escapou por seus lábios. 


Chanyeol acabou se assustando quando ouviu toques sobre a porta de sua casa, bufou contrariado enquanto colocava suas pantufas e se dirigia para atender a pessoa insistente que já até havia começado a toca também a campainha. 


― O que?! ― Ele imediatamente se calou ao ver quem estava ali. 


― Oh, olá! ― O Kim sorriu largo. 


― O que faz aqui? ― Chanyeol acabou gaguejando. 


― Eu vim ver você. ― Minseok disse e bastou aquilo para que o outro ficasse envergonhado. 


― Ah... ― Suas bochechas foram ficando vermelhas enquanto seu cabelo ficava mais claro. 


Céus, nem conseguia disfarçar e o menor riu. 


― E também, eu vim lhe pedir algo. ― Minseok coçou a nuca. ― Você gostaria de sair, comigo?


― Hm, para onde nós vamos? ― Chanyeol sorriu, sem se conter. 


― Para um lugar bem especial e que também é uma surpresa. ― O loiro explicou.


― Algo especial de natal?


― Sim. ― O Kim afirmou. ― Porém, é só isso que você irá saber sobre.


― Minnie...


― Não! O resto é surpresa e apenas isso. ― Minseok se aproximou. ― Confia em mim?


― Claro que eu confio. ― O Park concordou.


Ficaram com os rostos próximos um do outro, com o loiro ficando na ponta dos pés e o ruivo se abaixando um pouco. 


Não demorou para que eles se beijassem, rapidamente se afastaram ao sentir os lábios queimando.


― Obrigado pela surpresa. ― Chanyeol agradeceu. 


― Obrigado por confiar em mim e por me receber usando essas pantufas de ursinho. ― Minseok acabou rindo ao perceber.


― Minnie! ― Chanyeol voltou a ficar envergonhado. ― Elas são fofas!


. . . 


O Park bufou pela possível terceira vez, estava vendado e já ansioso enquanto andava sendo guiado pelo namorado. 


― Falta muito? ― Não demorou para que o ruivo resmungasse aquilo. 


― Não, tente ser mais paciente. ― Minseok quase riu.


― Eu estou sendo... ― Quando Chanyeol disse aquilo, seu cabelo ficou num vermelho intenso e sua pele ficou mais quente. 


― Oh, estou vendo isso. ― O Kim precisou se afastar por um instante. ― Tenho que lhe dizer algo, Baekhyun e Jongdae também me ajudaram com a surpresa.


― Então, até eles sabem e eu não?!


― Isso... ― Minseok gemeu baixinho assim que teve uma de suas mãos queimadas por tocar no namorado. ― Calma, amor, não fique bravo.


― Não estou bravo, mas eu queria saber antes. ― O Park fez um bico com os lábios, enquanto ia se acalmando. ― Só isso. 


― Desculpe. ― Minseok sorriu contido e surpreendeu o maior ao beijar uma de suas bochechas, mesmo ficando com os lábios ardendo logo após fazer isso. 


O manipulador de gelo se afastou por alguns momentos para que conseguisse abrir a porta, sem nem perceber, o ruivo estava entrando na casa do menor andando por todos os cômodos até chegar no pátio que tinha atrás.


― Hm, frio! ― O vermelho do seu cabelo foi escurecendo, assim que uma suave brisa passou por si.


― Estamos chegando. ― Minseok estava ansioso. 


O Park logo teve a venda retirada de seus olhos e demorou um pouco para focar sua visão. 


― O que é isso? ― Chanyeol sorriu fraco. 


Havia uma mesa com uma ceia completa, com enfeites de natal assim como estava todo o local. 


― Surpresa! ― Minseok ficou de frente para o maior, e ele percebeu que o outro também usava um gorro especial de Natal. 


― Você fez uma ceia?! ― O Park não acreditava. ― Tem tudo que eu gosto. ― Observou as comidas.


― Eu sei... Os meninos me ajudaram. ― O Kim sorriu. ― Eu também arrumei a árvore, ela ficou linda e seu presente está lá lhe esperando. 


― Isso já é o meu presente. ― Chanyeol sorriu, feliz com aquilo. ― Quando formos para a minha casa, eu irei pegar o seu, ele já está todo embrulhado e você irá gostar.


― Eu já estou aqui com o meu presente. ― O loiro se aproximou mais do namorado e segurou suas mãos, mesmo aquilo provocando um incômodo nos dois, não se afastaram. ― É você. 


― O que?


― Chan, você quer ser o meu amor? ― Minseok perguntou baixinho, como se estivesse revelando algum segredo.


― Eu já sou seu namorado. ― Chanyeol disse confuso. ― Não seria a mesma coisa?


― Não... Nós, que temos o poder da criocinese, do gelo, somos frios em tudo. ― O Kim começou a dizer. ― Insensíveis, não carinhosos, parecemos ruins e...


― Você não é ruim. ― O Park lhe interrompeu.


― Eu sou frio e então, comecei a namorar justamente com alguém que é o oposto do que sou. ― Minseok continuou. ― Você é quente, amoroso, tão fofo e sempre tão animado.


― Min... ― Chanyeol ficou envergonhado. 


― Você está me ensinando a amar, me ensinando a conhecer esse sentimento tão bom. ― O Kim desabafou. ― E o amor é um sentimento quente, que vem conseguindo acabar com o gelo que tinha no meu coração. 


O ruivo estava completamente surpreso com aquilo e nem conseguia reagir. 


― Eu amo você. ― Minseok sorriu. ― Eu nunca tive tanta certeza em admitir isso, como eu estou tendo agora. 


― Min... ― O maior acabou ficando emocionado. ― Eu amo você e sim, eu aceito ser seu amor. 


― Bom, agora, vamos comer. ― A frase do menor foi acompanhada de fogos de artifícios. ― Já passou da meia noite.


― Sério?! Então... ― Chanyeol lhe surpreendeu e o abraçou bem forte. ― Feliz natal, amor!


― Feliz natal, Chan. ― Minseok riu.



28 de Enero de 2019 a las 01:11 0 Reporte Insertar 0
Fin

Conoce al autor

Anna Luisa 💕💕 Sou a kiefan do spirit 💕 💕• Ficwriter • 💕 ••EXO-L•• 💕

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~