Carta ao Papai Noel Seguir historia

zephirat Andre Tornado

Chegámos ao Natal! Trunks e Goten juntam-se para escrever uma carta ao Papai Noel, revelando quais os seus desejos e sonhos para o Natal...


Fanfiction Anime/Manga Todo público. © Dragon Ball não me pertence. História escrita de fã para fã.

#natal #amigos #Son-Goten #Trunks #dragon-ball
Cuento corto
1
3.9mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo Único


- Preparado?


- Hai, Trunks-kun!


- Pois bem, Goten… Vamos a isso. Só tens essa folha?


- Hai


- Uma única folha?


- É preciso mais?


- Olha para mim! Tenho estas todas!


- Mas eu não consigo escrever assim tanto, Trunks-kun.


- Ora, Goten! Não me digas que a tua lista não é grande.


- Grande? Eh… Acho que não… Eu não me consigo lembrar de tudo, assim de repente, para escrever. Quando começo a escrever a primeira palavra, esqueço-me da palavra que queria escrever a seguir.


- Hum… Mas sabes o que queres pedir. Não sabes?


- Claro que sei!


- O Natal é especial, Goten-kun. É a altura do ano em que podemos pedir tudo o que quisermos. Não há limites para os nossos pedidos.


- Tudo o que quisermos, mesmo?


- Não acreditas em mim?


- Mas tu… tu és rico e vives na cidade grande.


- Mas isso nada tem a ver com o Natal.


- Eh… Acho que não…


- No Natal é o Papai Noel que nos traz os presentes. Temos de lhe dizer o que queremos, Goten-kun! Ou ele não vai saber e depois não vai trazer o que mais desejamos este ano. Percebes?


- Hai… Acho que sim.


- Pois, começa a escrever.


- Começo a escrever o quê?


- A carta, Goten. Começa a escrever a carta ao Papai Noel.


- Ah, sim… Claro… Ouve lá, Trunks… Não posso desenhar?


- Desenhar?


- Pois… Desenhar o que quero, em vez de escrever.


- Tu não gostas de escrever, pois não?


- Não. O meu irmão Gohan é que gosta de escrever. Eu, não.


- Mas desenhar dá muito trabalho também, Goten! Como é que vais desenhar todos os brinquedos que queres receber?!


- Eu consigo desenhar e…


- E se fizeres um desenho todo torto e borrado? O Papai Noel pode não perceber o que queres receber e pode trazer-te uma coisa completamente diferente daquilo que querias receber!


- Acho que consigo desenhar bem o que quero.


- Não faças beicinho. Estou só a ajudar-te.


- Hai, Trunks-kun…


- E não faças essa voz. Estás zangado comigo… Já percebi!


- Não estou nada zangado.


- Vá lá, Goten. É mais fácil escrever do que desenhar.


- Como é que eu começo?


- Nani?


- Ponho o meu nome?


- Não, o nome vem no fim, quando assinares a carta. Vais escrever uma carta normal, ao Papai Noel…


- Então, começo por lhe dizer olá?


- Se quiseres, Goten…


- Está bem, vou começar assim: olá, Papai Noel, eu sou o Son Goten e moro nas montanhas Paozu com o meu pai, a minha mãe e o meu irmão…


- Já te disse que assinas no fim.


- Mas se eu quiser colocar no princípio o meu nome?


- Está bem, Goten, podes fazer assim também. Desde que não te esqueças do que vais pedir, com tantas apresentações…


- Mas é necessário apresentar-me… Tenho de pedir ao Papai Noel os presentes para o meu pai, para a minha mãe e para o meu irmão.


- Ora, Goten-kun! Que disparate! Não é assim que se faz! O teu irmão que escreva a carta dele… depois, o Papai Noel não vai trazer presentes para o teu pai e para a tua mãe!


- Não?!! Porquê?!!


- Porque eles já são grandes. O Papai Noel só traz presentes para os meninos e para as meninas.


- Honto, Trunks-kun?! Mas isso não é nada justo!


- As regras são essas e é assim que funciona. Vamos lá recapitular: se quiseres apresentar-te no início da carta, podes fazê-lo, mas olha lá… não te esqueças dos teus presentes. Dos teus sonhos de Natal! Diz-me, Goten-kun: o que é que tu querias muito, muito, muito para este Natal? É isso que deves pedir ao Papai Noel e escrever nessa carta. Percebes?


- O que eu quero muito, muito, muito para este Natal?


- Hai!


- Ah! Mas posso pedir uma coisa para mim e depois posso dividir com outras pessoas, não posso?


- Eh… Claro que sim! Olha, eu vou pedir vários jogos para a minha consola e… claro que os irei dividir contigo, por exemplo. Vou pedir uma grua de construção, uma bola de futebol, um conjunto de blocos para construir torres e arranha-céus, livros, roupa nova… E quando brincar com tudo isso quero que estejas comigo também. Claro que roupa nova não posso dividir contigo…


- Está bem.


- Olha, vês?... Comecei assim: “Senhor Papai Noel, este Natal não vou pedir muita coisa, pois já começo a ser crescido, já tenho nove anos, e não vou precisar de tantos brinquedos”. O Papai Noel gosta deste tipo de abertura de carta…


- Abertura de carta?


- Hai, a maneira como começamos a escrever-lhe. Ele gosta de meninos… hum, como é que se diz? Com consciência.


- Não percebi, Trunks-kun…


- Bem, não interessa… Já escreveste?


- Hum, já.


- Lê para eu ver como está.


- Então é assim: “Olá, Papai Noel, eu sou o Son Goten e moro nas montanhas Paozu com o meu pai, a minha mãe e o meu irmão Son Gohan. Gosto muito de morar nas montanhas Paozu, lá tenho tudo o que preciso para brincar, gosto muito da natureza e dos dinossauros que são meus amigos. Por isso, Papai Noel, gostaria que me desses no Natal um oniguiri gigante, para poder comê-lo com o meu pai, a minha mãe e o meu irmão. Nós gostamos muito de oniguiri, a minha mãe fá-los muito saborosos, mas um oniguiri gigante vindo de ti, Papai Noel, deve ter um sabor especial, o sabor do Natal”. É isto.


- …


- Gostaste da minha carta, Trunks-kun?


- …


- Gostaste ou não?


- Eu… Não vais pedir um carro, um avião? Um comboio elétrico?


- Não, Trunks-kun.


- Porquê?!


- Prefiro o oniguiri. E além do mais, tu vais pedir um montão de brinquedos para brincar comigo. Por isso, se eu quiser brincar com um carro, um avião ou um comboio elétrico, basta vir até à tua casa. Tu partilhas os teus presentes de Natal comigo, eu partilho o meu presente de Natal com a minha família.


- Mas… Acho que a ideia da carta ao Papai Noel não será bem essa… Goten-kun…


- Os sonhos de Natal são para serem partilhados e isso é fantástico, Trunks-kun! A ideia é mesmo essa. Tu partilhas os teus, eu partilho os meus.


- Pois… Provavelmente, tens razão.


- O Natal é maravilhoso, Trunks!


- Hai, Goten! O Natal é maravilhoso!

19 de Diciembre de 2018 a las 00:00 2 Reporte Insertar 3
Fin

Conoce al autor

Andre Tornado Gosto de escrever, gosto de ler e com uma boa história viajo por mil mundos.

Comenta algo

Publica!
Lyse Darcy Lyse Darcy
Amei ... Lindo ...
21 de Diciembre de 2018 a las 07:20

  • Andre Tornado Andre Tornado
    Oi Lyse! São histórias de Natal que estou a recuperar para esta plataforma. Muito obrigado pelo teu comentário. Beijo! 22 de Diciembre de 2018 a las 05:05
~