Meu Ex-namorado Park Chanyeol Seguir historia

illyashyun Laiza Byun

Nem todos os relacionamentos duram para sempre, alguns terminam tranquilamente e outros de um jeito nada agradável. Depois de dois anos de término e sem sequer olhar no rosto um do outro, Baekhyun e Chanyeol se esbarram na faculdade; os momentos juntos são recordados e distância era tudo o que Baekhyun mais desejava. Porém, ninguém disse que Chanyeol permitiria. Ele estava disposto a ter o relacionamento de pé novamente, por mais que isso lhe custe a paciência, o tempo e a falta de vergonha na cara.


Fanfiction Bandas/Cantantes Sólo para mayores de 18.

#ot11 #yaoi #romance #ficção-adolescente #comédia-romântica #ex-namorados #exo-faculdade #exoau #Chanbaekau #chanbaek #exo
12
4.9mil VISITAS
En progreso
tiempo de lectura
AA Compartir

CACHORROS, MENDIGO E EX-NAMORADO

Cansado, morto e exausto.


Eram essas palavrinhas que definiam Byun Baekhyun desde o momento que saiu de sua casa com uma mala enorme pesada em mãos e pra piorar, uma mochila mais pesada ainda em suas costas.


Na verdade, o garoto achava que era normal, um jovem fodido como ele estar cansado pra cacete. Ficar cansado e morto era algo que fazia parte de seu cotidiano, não prestava pra fazer nada e isso é um fato verdadeiro sobre si e mais: Baekhyun odiava concordar com isso, afinal, sempre foi um preguiçoso como seus pais diziam.


Mas Baekhyun achava que não existia algo pior que chegar ao auge dos 18 anos de idade e ter que partir para outra correndo feito um desesperado atrás de seu futuro, emprego, faculdade, dinheiro...tudo o que se deve ter hoje em dia para sobreviver, era como um jogo com várias fases:


1 – educação infantil;


2 – ensino fundamental;


3 – ensino médio;


E o última fase para finalmente zerar esse jogo durante anos;


4 – ensino superior;


Ele odiava o fato do ser humano ter se rendido a um pedaço de papel, um pedaço de papel que poderia comprar qualquer coisa, um pedaço de papel que as pessoas chamavam de dinheiro. Ele também odiava que as pessoas tivessem que estudar tudo sobre milhares de anos atrás, o que a vida dos seus ancestrais interessavam? Nada, mas isso não impedia de levar uns tapas de sua mãe e ser chamado de “moleque sem futuro”, ele já sabia como as pessoas pensavam, mas mesmo que tivesse toda essa obrigação, ele ainda achava tudo isso de “estudar para conseguir dinheiro e sobreviver porque dinheiro é importante” inútil.


Por que Baekhyun estudou esse tempo todo? Era óbvio, para sobreviver, não queria viver nas ruas, infelizmente teria que se render ao famoso dinheiro e estudos para pelo menos ter um futuro bom.


Ah, a faculdade, Baekhyun se perguntou tantas vezes como conseguiu chegar logo ali, ele imaginava que estaria largado em casa sendo sustentado pelo irmão.


Mas por outro lado, foi bem difícil ter que se despedir dos seus pais e o idiota do seu irmão mais velho, sempre conviveu com eles e era a primeira vez que saía da casa pra ficar por tanto tempo fora, quando tinha 16 anos ele era louco pra sair daquela casa de idiotas e finalmente cuidar de sua vida, agora com 18 parecia uma criança querendo voltar para os braços de sua mãe.


E seu dia não foi nada tranquilo, jovem saiu de casa às oito da manhã indo direto para a estação pegando um trem lotado para Seul em busca da famosa Seoul National University, uma das maiores faculdades do país onde conseguiu uma bolsa de estudos, não foi nada tranquilo estar fazer aquela prova e muito menos de pé morrendo com duas coisas pesadas torturando suas tão inocentes e coitadas costas, saiu daquele metrô e respirando como se fosse a primeira vez que saísse de um lugar apertado em anos, sair daquilo era um inferno como ficar lá dentro, principalmente pelo fato das pessoas empurrá-lo sem um pingo de educação e pelo lugar ser tão apertado.


Após o inferno de ter saído do trem foi perseguido por dois cachorros enormes prontos pra atacá-lo na rua e por burrice própria o garoto correu mais rápido gritando de desespero, as pessoas só sabiam rir, e pro seu azar sequer ajudavam, Baekhyun era um homem morto devorado por cachorros naquele dia.


Estava acabado, um deles agarrou sua calça e rasgou – por sorte, na perna e não na bunda, seria uma vergonha mostrar sua cueca do famoso rilakkuma na frente de todo mundo – e, só nesse momento que vieram ajudá-lo, quando este já tinha caído de cara com o asfalto,  e vieram expulsando aqueles monstros de dentes afiados que latiam de um jeito assustador. Baekhyun estava suado pra cacete com os cabelo bagunçados, fedendo e com dores nas costas, saiu dali vermelho de vergonha, pegou um taxi e chegou na famosa Seoul National University acabado, pessoas lançavam olhares julgadores em sua direção, mas já sabia que era pela sua aparência então não se importou tanto.


Passou o inferno de ficar em uma fila enorme só pra perguntar pra um professor responsável o numero do seu quarto e onde poderia encontrá-lo, o inferno de procurar um banheiro porque estava apertado pra fazer xixi e ainda descobrir que seu nariz estava sangrando esse tempo todo, o inferno de começar a ficar com dor de cabeça e a mala e sua mochila ficarem mais pesadas.


E o pior de todos.


O inferno do elevador do prédio não estar funcionando e ter que subir as malditas escadas.


Esse com certeza era seu dia de azar, ele só queria um banho quentinho, sua cama fedorenta, velha e macia e a comida maravilhosa de sua mãe, os seus melhores amigos, o inferno da vida de um adolescente inútil de 16 anos que passava o dia todo jogando video game.


Sem perceber, lágrimas de ódio já rolavam em seu rosto, perguntava a deus se seu dia poderia ficar pior.


- Olá? Você está bem? Precisa de algo?


- preciso de um banho – olhou sério para o garoto ao seu lado que tinha um pequeno sorriso doce estampado em seu rosto


- deve ser muito difícil viver deste jeito né? As pessoas te julgam por viver da pior forma mas a culpa não é sua, só está tentando sobreviver – Baekhyun arqueou as sobrancelhas confuso quando o garoto passou os dedos por seu rosto enxugando suas lágrimas, o que aquele cara estava dizendo?


- desculpa, ainda não consigo entender – se virou para encarar o garoto alto ao seu lado.


- viver nas ruas, sacou? Você simplesmente veio pra dentro do prédio dos dormitórios para procurar um abrigo, mas não se preocupe, eu irei pagar um lanche para você e...


Baekhyun abriu a boca incrédulo com o que tinha acabado de ouvir, aquele cara simplesmente confundiu ele com um mendigo?


- primeiramente, qual é seu nome?


- Sehun


- pois muito bem, olha aqui Sehun – pôs suas mãos na cintura irritado olhando para o garoto alto com cara de poucos amigos – eu não sei se você sabe mas eu me chamo Byun Baekhyun, cresci aqui, me mudei para busan e voltei de novo após ter ganhado uma bolsa de estudos nessa porcaria – apontou o dedo na cara do outro que estava em choque com o que havia acabado de ouvir, então o menino fofinho não era um morador de rua? E não era uma criança também? – eu não estou aqui pra pedir grana, muito menos uma porra de lanche e sim pra procurar o MEU quarto, tomar um banho e pelo menos descansar um pouco, eu fui atacado por cachorros no meio do caminho, cai de cara com o asfalto e cheguei aqui com o nariz sangrando, suado e fedorento – deu uns passos a frente aproximando os corpos – e mais, procure perguntar o que aconteceu com a pessoa antes de confundir ela com um morador de rua e ficar jogando a merda de dinheiro na cara dela, seja mais educado da próxima vez  – deu um pequeno sorriso e saiu andando, deixando o garoto alto bonito para trás.


- era só o que me faltava – resmungou acelerando os passos entrando no corredor cheio de quartos – passo por tudo isso pra no final acontecer isso? Me poupe porra!


112... 113... 115... 116...


- finalmente – retirou a chave de seu bolso – quarto 117


Ao destrancar e finalmente abrir a porta, Baekhyun observou o seu mais novo quarto, era pequeno mas ao mesmo tempo aconchegante, duas camas de solteiro, duas mesas para estudos, dois armários, uma janela com a vista de fora e a porta do banheiro. Deixou que suas malas e sua mochila caíssem no chão e respirou fundo e segurando a vontade de se jogar na cama, procurou por sua toalha e entrou no banheiro finalmente indo tomar um banho. Quando terminou, secou seus cabelos com a toalha - estava com preguiça de arrumá-los -, vestiu uma camisa e uma bermuda e se finalmente deitou em sua cama observando o teto branco, finalmente teria um tempo de descanso.


Bom, se alguém não tivesse aberto a porta ele estaria descansando.


- b-baekhyun?


Ao ouvir aquela voz tão familiar, Baekhyun levantou de sua cama com os olhos arregalados reparando bem no garoto, que agora tava mais pra um cara enorme, á sua frente que o olhava boquiaberto.


Park Chanyeol, seu ex-namorado.

3 de Noviembre de 2018 a las 03:21 0 Reporte Insertar 1
Continuará…

Conoce al autor

Laiza Byun Olá! Eu me chamo Laiza, mas aqui sou conhecida como "Illya" ou "Illyashyun", tenho 14 anos e sou designer desde julho de 2017 evoluindo bastante em pouco tempo já que sempre me dediquei ás minhas edições, sempre tive uma paixão por escrever histórias e editar então valorizo bastante meu tempo para escrever ou passar o dia todo editando no computador, algo que é muito precioso pra mim.

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~