Livros, apostas e muito... Seguir historia

kim_laka Lais Rodrigues

[CHANBAEK] [+18] [LEMON] - O que vai fazer? - estranhou e tentou se afastar, mas Baekhyun o prensou contra a estante - Tá, isso é estranho, pode parar. -Que foi, Channie? Eu só quero te deixar relaxado. A época de provas te deixou desgastado, aproveite - sussurrou no ouvido do outro enquanto se grudava mais ainda no corpo do outro -Qual a aposta da vez? Me seduzir e depois zoar com a minha cara? - falou debochado enquanto levava as mãos até a cintura do outro com a intenção de afastá-lo -Olha como ele é inteligente. Na verdade, é isso mesmo. Então que tal você me ajudar a ganhá-la? - Baekhyun sugeriu malicioso enquanto dava leves beijos no pescoço do mais alto História também postada no Wattpad


Fanfiction Bandas/Cantantes Sólo para mayores de 18.

#exo #sexpublic #crossdresser #+18 #chanyeol #baekhyun #baekyeol #pwp #chanbaek #colegial
Cuento corto
13
4.9mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo Único

A biblioteca estava quase vazia, como de costume de todo final da tarde. Apenas um aluno viajava em vários mundos por meio de histórias envolventes.

Park Chanyeol era o que se podia chamar de nerd. Não porque usava óculos, aparelho e tinha o rosto cheio de espinha, como o típico clichê. Na verdade, ele era considerado lindo entre as rodinhas de garotas. Alto, corpo definido devido as aulas de artes marciais que praticava, sorriso que iluminava todos a sua volta e orelhas avantajadas que podiam ser consideradas fofinhas, sem falar também de como era simpático, complementando o combo de perfeição. O motivo para ser classificado assim seria por estar entre os dez melhores alunos da escola, ser otaku assumido e preferir trocar uma noite de festas para ficar lendo em casa junto com uma xícara de chocolate.

O moreno terminava de ler o romance policial com um sorrisinho de satisfação nos lábios. A sensação de terminar um livro é extasiante, apesar de ficar aquela nostalgia de que acabou. Quando terminou, levantou-se da cadeira e devolveu o livro para estante, resolvendo procurar mais um para ler em casa, dessa vez querendo um de terror. Chegou nas últimas estantes e se pôs a procurar um título que lhe agradasse. O local era pouco iluminado por estar longe das janelas então por causa disso teve que estreitar os olhos para enxergar os nomes nas capas escuras. Escolheu “As ruínas”, de Scooth Smith e se virou para ir embora. Revirou os olhos quando avistou a figura parada no fim do corredor, atrapalhando a saída

- O que está fazendo aqui? - perguntou respirando fundo e tentou se acalmar

A tal figura era Byun Baekhyun. O indivíduo que não suportava muito desde o jardim de infância, quando se conheceram. Pegou inimizade desde o dia que o mesmo lhe fez deixar cair seu lanche por conta de uma brincadeira de empurrar boba e não pediu desculpas, começando desde aí o inferno na vida do Park. Não chegava a odiá-lo, mas queria distância do mesmo o quanto fosse possível. Vivia lhe atazanando e lhe tirando do sério, como se fosse uma satisfação vê-lo irritado, e talvez fosse isso mesmo, fazendo com que o mais novo não entendesse o porquê. O Byun era a pessoa que tinha tudo e todos aos seus pés com apenas um sorriso quadrado. Sua beleza e condição econômica elevada, combinada com o poder de persuasão contribuía pra isso acontecer. Por que um cara como ele perderia tempo provocando um nerd qualquer?

-Que foi? Um aluno não pode mais vir até a biblioteca da escola desfrutar de bons livros? - falou com um sorrisinho cínico no rosto enquanto enrolava o dedo na barra da saia do uniforme

Detalhe esquecido: Baekhyun vestia-se com roupas femininas, mais um motivo para tirar o Park do sério. Ah qual é, mesmo que não gostasse dele, tinha que admitir que o mesmo era um puto de um gostoso. Como uma pessoa desprezível podia ser tão linda? A pele branquinha com aspecto de ser macia; as coxas fartas que ficavam mais sexys com as meias que lhe apertavam; a bunda grande e empinada lhe fazia pensar como seria encher suas mãos com a mesma. Pensar tudo isso fazia o mais alto querer se estapear, afinal não podia pensar de forma lasciva da pessoa que lhe irritava. Seu amigo Kyungsoo sempre falava que esse ódio todo era tesão reprimido. O Park até considerou a idéia, mas admiti-la era como assumir a derrota então virava a situação a seu favor e mencionava a “inimizade” que o amigo tinha com o capitão do time de basquete que tinha o apelido de Kai. Era o suficiente para que o menor desistisse do assunto até a próxima vez que Chanyeol reclamaria sobre o Byun.

-Aham, sei. Como se você fosse perder seu precioso tempo ao redor de livros que eu sei que você acha entediantes - falou irônico - Agora vaza que eu quero passar - tentou sair, mas o outro ficou na sua frente. Tentou do outro lado e aconteceu o mesmo. Ficaram algumas vezes nessa “dança” até que o mais alto se irritou - O que você quer de mim, hein? Já não me infernizou demais hoje? - perguntou se lembrando de mais cedo quando Baekhyun derrubou seus livros de propósito e lhe fez se atrasar para uma aula com mais uma de suas idiotices que envolveu suco de laranja derramado em si

-Calma, Channie, só queria conversar contigo - Baekhyun falou fazendo um biquinho manhoso

- Primeiro, não me chama assim, não te dei intimidade. Segundo, não temos nada pra conversar - falou tentando sair mais uma vez, mas sem sucesso. Podia muito bem tirá-lo do caminho com facilidade, mas o outro parecia tão frágil que tinha a impressão que um toque brusco iria quebrá-lo

-Você parece estar muito tenso e estressado, Channie - continuou sem ligar para as palavras do mais novo - Sabe do que precisa? De um tratamento especial que eu faço questão de te dar - disse se aproximando com um sorriso malicioso no rosto

- O que vai fazer? - estranhou e tentou se afastar, mas Baekhyun o prensou contra a estante - Tá, isso é estranho, pode parar.

-Que foi, Channie? Eu só quero te deixar relaxado. A época de provas te deixou desgastado, aproveite - sussurrou no ouvido do outro enquanto se grudava mais ainda no corpo do outro

-Qual a aposta da vez? Me seduzir e depois zoar com a minha cara? - falou debochado enquanto levava as mãos até a cintura do outro com a intenção de afastá-lo

-Olha como ele é inteligente. Na verdade, é isso mesmo. Então que tal você me ajudar a ganhá-la? - Baekhyun sugeriu malicioso enquanto dava leves beijos no pescoço do mais alto

-Ata, como se eu fosse colaborar para minha própria desgraça - apertou a cintura do outro com força ao sentir os toques naquela área sensível em seu corpo, fazendo o mais velho arfar

- Por favor, te garanto que vai ser muito bem recompensado - persuadiu em um tom manhoso

-Mas é uma vadiazinha mesmo, se oferecendo pra ganhar uma aposta - riu soprado ao sentir o Byun estremecer em seus braços - O que eu ganho com isso? - Chanyeol perguntou descendo as mãos grandes até as nádegas do outro, acariciando-as por cima da saia

-Te dou parte dos lucros e te garanto ter o melhor sexo que você já teve... Se é que já teve - provocou, descendo a mão pequenina até o membro do outro fazendo um breve carinho por cima da calça. Chanyeol rosnou com a provocação e inverteu as posições, fazendo o Byun ficar encostado na estante

-É melhor que você seja tão bom quanto sugere - sussurrou

-Prometo que não vai se arrepender - falou antes de puxar o maior para um beijo selvagem e cheio de desejo

Chanyeol não se fez de rogado e já enfiou a língua na boca do outro que suspirou manhoso ao finalmente sentir o contato com a sua. Secretamente, Baekhyun tem uma queda -penhasco- pelo outro, só fica irritando-o como forma de ter um pouco da sua atenção, mesmo que seja de forma negativa. Quando tentou amizade com o maior, o mesmo fez pouco caso devido sua fama de falso -na sua opinião foi boato espalhado pelos recalcados- então resolveu ser chato e irritante com o maior para que o outro olhasse um pouco pra si. A aposta em questão foi uma forma que os amigos do baixinho conseguiram pensar para que o Byun tomasse uma atitude direta e parasse de ficar suspirando pelos cantos pois é orgulhoso demais para ir falar diretamente com o maior. Claro que Baekhyun nem sonha com isso.

Trocaram um beijo molhado e intenso que foi interrompido pelo maior que levou a boca até o pescoço cheiroso do Byun e destribuiu beijos e mordidas naquela área

-C-chan... Humm... - Baek chamou e foi respondido com um “sim” distraído - Faz m-marcas em mim... Hum... Se não, não vão acreditar em mim

Foi o gatilho para que Chanyeol começasse a dar chupões e mordidas fortes o suficiente para ficarem marcadas pelo resto da semana.

O menor, querendo sentir a pele de Chanyeol diretamente, se pôs a desabotoar os botões da camisa do mesmo com rapidez. Vendo que o outro estava se atrapalhando, Chanyeol se afastou um pouco para ajudá-lo, ganhando um muxoxo de reprovação do mais velho por não ter o calor do maior mais tão perto. Quando teve o que queria, o menor arfou com a visão do peitoral nú do mais novo, e não perdendo tempo de passar a mão por ali sentindo os músculos contraídos pelo contato de sua mão deixando-o ainda mais definido e gostoso.

Distribuiu beijos e mordidinhas naquela área, descendo até chegar na beirada da calça, ficando de frente para o membro coberto do maior. Não perdeu tempo e abriu a calça abaixando-a junto com a cueca até as coxas, deixando o membro com um semi-ereção em frente seu rosto. Baekhyun arfou ao ver como o membro parecia ser grande mesmo não estando totalmente duro, fazendo-o imaginar como seria sentir todo aquele comprimento dentro de si. Ao ver o olhar de quase devoção para seu membro, Chanyeol sorriu malicioso sentindo seu ego aumentar e entrelaçou os dedos nos fios vermelhos do menor em um puxão firme que fez Baehyun gemer e fechar os olhos

- A putinha tá afim de se engasgar com meu pau, é? Acha que consegue aguentar? Vai chupar direitinho? Ouvi falar que você é bom nisso - falou enquanto passava a glande na bochecha macia do menor que procurou cegamente pelo membro do maior com a boca querendo sentir seu gosto logo

-S-sim, eu vou ser um bom menino, f-fode minha boca, Channie - implorou manhosamente

Chanyeol encostou-se na estante e segurou seus cabelos para que ficasse parado e adentrou a cavidade bocal do outro, que soltou um gemidinho e se pôs a chupar com devoção, ás vezes alternando com beijos por toda a extensão enquanto massageava as bolas com uma mão e acariciava com a outra, a parte que não cabia em sua boca. Fazia o trabalho olhando diretamente para o maior, que não resistiu aos olhinhos falsamente inocentes enquanto lhe chupava, e começou a dar estocadas na garganta do outro que deixou pequenas lágrimas caírem pelo esforço e esfregou as coxas juntas por conta da excitação

- Já chega - disse retirando o membro da boca quentinha do outro, que fez uma carinha emburrada e tentou se aproximar novamente, mas foi parado pela mão em seu cabelo - Não queremos acabar com a brincadeira tão rápido, não é? - falou levantando o menor e o encostando na estante, de costas pra si

-Humm... Channie - gemeu sentindo beijos sendo distribuídos em sua nuca, ao mesmo tempo que mãos grandes e quentes erguiam sua camisa, lhe dando arrepios

Sentiu os beijos descerem pelas suas costas, chegando até sua bunda. Chanyeol abriu o zíper lateral fazendo a saia cair, revelando a calcinha azul clara de renda enfiada entre as bandas fartas. O maior apalpou com gosto, enchendo as mãos com a carne macia, realizando seu desejo de apertá-las. Não resistiu e deixou uma mordidas forte que fez o Byun protestar, fazendo-o ganhar um tapa com a ordem de ficar quieto. Abaixou a calcinha até as coxas e abriu as náderas do mais velho revelando a entrada lisa e rosinha, contraída em excitação. Assoprou o lugar e viu as pernas do Byun tremerem e o mesmo se empinar mais pra sua direção. Lambeu e judiou do lugar com sua língua, ao mesmo tempo que passava as mãos nas coxas que ficavam mais sensuais nas meias 7/8 pretas, fazendo o menor se contorcer e rebolar na cara do mais novo em busca de mais contato

- Chan... Ahh... Vai logo, n-não me tortura mais - Baek gemeu sofrego apertando a prateleira com força

-Calma, meu menino, já vai ganhar o que quer - o maior falou malicioso enquanto enfiava dois dedos de uma vez no interior do mais velho, fazendo-o gemer em desconforto pela invasão repentina.

Os dedos do mais novo eram longos e lhe acertavam com precisão, sabendo-o exatamente onde tocá-lo. Mordeu os lábios ao imaginar como seria quando o membro lhe invadisse, se já estava tão bom só com dedos. Quando o maior achou que já estava bom, levantou-se colou o peitoral nas costas do outro e passando o membro molhado de pré-gozo entre as nádegas do mais velho

-Eu vou entrar agora, relaxe - falou dando leves beijos no ombros descoberto pela camisa do mais velho

Esse gesto carinhoso aqueceu o coração de Baekhyun e o mesmo assentiu. Adentrou a cavidade do menor, suspirando e soltando gemidos roucos ao sentir o aperto em seu membro. Não esperou pois sabia o quanto ele era acostumado, e começou a dar investidas lentas, mas profundas que fizeram um menor revirar os olhos de prazer. Não demorou muito e as estocadas já estavam rápidas, fazendo o menor morder os lábios tentando conter os gemidos, missão esta que estava sendo falha

Estavam imersos em prazer e quando Chanyeol viu que a porta da biblioteca foi aberta, colocou três dedos na boca do menor para abafar os gemidos, fazendo-o se engasgar nos dedos longos. Passaram pela porta dois figuras masculinas lado a lado e quando Baekhyun viu quem era contraiu-se involuntariamente, fazendo Chanyeol morder seu ombro para abafar o gemido que quis sair. Eram os amigos do menor, Sehun e Jongin

-Tem certeza que ele disse que ia vir pra cá? - Sehun perguntou

-Tenho sim, você saberia se não ficasse no celular o tempo todo - o moreno alfinetou

-Eu tava fazendo algo importante, eu hein - tentou se defender - Meu Luhannie disse que vem me visitar no final de semana

-Que coisinha fofa ele falando do namoradinho - Kai sacaneou rindo

-Quero ver quando for sua vez com o corujinha - retrucou fazendo Kai ficar sério e sem graça - Vou fazer questão de me lembrar das suas zueiras

- Tá tá, chega de assunto, claramente o Baek não tá aqui então vamo vazar - o moreno desconversou se virando para a porta com a intenção de sair

-Ownt, ficou envergonhadinho, que neném - Sehun disse indo até o moreno passando o braço pelo seu pescoço

-Sai - fez manha tentando se livrar do aperto do outro, mas Sehun só fez rir

Baekhyun estava torcendo pra que eles saíssem logo e tentando não fazer nenhum barulho, porém falhou quando sua prostáta foi atingida, levando-o a soltar um gemido alto de prazer que nem os dedos de Chanyeol enfiados em sua boca conseguiram abafar

-Ouviu isso? - Kai perguntou tentando perceber de onde vinha

-Ouvi sim. Parece até o gemidos do... - Sehun se interrompeu, lembrando da aposta e olhando pra Jongin que entendeu o que era - Vamo sair

-Partiu - e saíram da biblioteca apressados

Baekhyun aliviou-se ao vê-los saindo ficando mais relaxado, diferente de Chanyeol que sentiu uma pequena raiva, ficando também confuso por não saber o motivo

-A vadiazinha já deu para os amigos, é? Eles pareciam bem familiarizados com os barulhos que essa boquinha gulosa faz - falou irônico enquanto enfiava os dedos fundo na garganta do outro, fazendo-o se engasgar, pra depois retirá-los levando até os mamilos no menor que apertou-os deixando molhados e vermelhinhos - Por que não me surpreendo? - perguntou retoricamente, aumentando a velocidade das estocadas

-C-chan... Eu não aguento m-mais, vou gozar - falou manhosamente levando a mão pequenina até o próprio membro intocado

Repentinamente, o mais alto retirou o membro de dentro do mais velho, fazendo-o protestar e na mesma velocidade virou-o de frente pra si, agarrando em suas coxas para entrelaçá-las em suas cintura e enfiou denovo recomeçando as estocadas violentas

-Então vai ser de frente para mim. Quero ver seu rostinho contorcido de prazer, boneca - falou maliciosamente fazendo o Byun corar de vergonha.

Nunca se envergonhava com sacanagens na hora do sexo, mas com Chanyeol era diferente. Tinha vontade de se esconder do olhar faminto do maior, ao mesmo tempo que queria mostrá-lo que é o melhor pra que ele nunca escolha outro alguém

-Chanyeol... - gemeu olhando diretamente para os olhos do outro

-Vem pra mim, bebê - pediu dando uma mordida nos lábios do menor

Foi a ordem para que Baekhyun se desfazesse nos braços dos outros, apertando as pernas em sua cintura. Ao sentí-lo contrair-se e ver a cena do menor com lágrimas escorrendo dos olhinhos pelo prazer intenso e o pescoço marcado por si, com uma clara mensagem que o mais velho foi muito bem fodido, foi o suficiente apenas mais algumas estocadas para que Chanyeol chegasse ao seu limite, soltando um gemido rouco com o rosto enfiado no pescoço do outro.

Ficaram alguns momentos tomando fôlego então Chanyeol retirou-se de dentro do menor, vendo seu gozo começar a escorrer pelas pernas do mais velho

-Idiota, por que gozou dentro? Como vou pra casa com isso escorrendo? - Baek reclamou fazendo o outro revirar os olhos

-Se isso era seu plano, deveria ter trazido camisinha, não? - Chanyeol retrucou. O outro ficou calado pois sabia que era verdade - Tá bom, se vira. Só vou fazer isso porque você cumpriu sua promessa - disse virando o maior bruscamente e se abaixando

-O que você vai... Own - se interrompeu com um gemido ao sentir a boca do maior em suas coxas, lambendo todo o resquício de esperma e indo até sua entrada onde chupou, fazendo com que o Byun não tivesse forças nas pernas por conta do orgasmo recente, mas felizmente Chanyeol lhe deu apoio, segurando em suas coxas

-Satisfeito? De nada - falou limpando com os dedos o pouco que acabou ficando em seu lábios e se levantou

-Muito - Baekhyun falou mordendo os lábios com um sorriso malicioso

Se ajeitaram o quanto puderam, mas ainda estavam com cara de pós-foda. Enquanto o menor se vestia, o outro não pode deixar de dar uma espiada disfarçadamente. Infelizmente, ou felizmente, o menor percebeu então se pôs a vestir-se lentamente, provocando-o

-Baekhyun - o mais alto chamou-o

Quando o outro virou-se, foi surpreendido por um beijo lento e sensual com direito a mãos bobas por parte de Chanyeol. Apertar a bunda de Byun Baekhyun virou um vício. Somente quando o menor já estava com esfregadas demais pra um simples beijo, o maior se separou

-Aquieta o fogo, princesa - disse finalizando com uma mordida no lábio inferior do outro

-Nunca - respondeu mesmo que estivesse envergonhado

Efeito Chanyeol em si

-Bem, eu acho que terminamos aqui. Amanhã quero minha parte - Chanyeol disse pegando o livro que deixou de lado antes de tudo

-ESPERA! H-hum, é... - chamou brincando com os dedos, tentando arrumar uma desculpa pra ficar mais tempo perto do outro. Chanyeol levantou a sobrancelha em questionamento e se aproximou. Baekhyun respirou fundo e continuou -Escuta, já é final da tarde e eu ainda não comi. Você não quer me acompanhar em um lanche na cafeteria no final da rua? Eu pago - falou enquanto olhava para os próprios pés, envergonhado

-O que você tá aprontando?- Chanyeol perguntou desconfiado

-Eu? Nada - Baekhyun exclamou indignado- Eu só queria fazer um acordo de paz, só isso

-Hum - analisou-o - Tá bom, eu vou com você. Vou te dar esse voto de confiança, baixinho

-Ei! Eu não sou baixinho - exclamou inflando as bochechas e fazendo bico

-Aham, tá - desdenhou Chanyeol, começando a andar com o menor lado a lado

Estava distraído quando sentiu seu braço ser entrelaçado. Olhou para o menor com uma cara interrogativa, mas o outro apenas olhava pra frente, envergonhado e com um bico. Chanyeol sorriu com a visão

É, talvez o baixinho não seja não chato como pensava

26 de Octubre de 2018 a las 04:54 0 Reporte Insertar 4
Fin

Conoce al autor

Lais Rodrigues #Cadelinha de Kaisoo #Only Exo-l #ABO e BDSM, minhas fraquezas #Se shippa hetéro, vaza daqui

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~